13 de abril de 2014

DNA - Capítulo 3 - Fire

No último capítulo...


- Louis quem é? – Minha curiosidade começa a crescer dentro de mim.
- Se eu te contar você promete que nada vai mudar em relação à gente? – Ele voltou o seu olhar para mim.
- Prometo. – Falo sem hesitação.
- Você.



Minha respiração vai se normalizando à medida que a ficha cai. Meu melhor amigo gosta de mim! Nunca me considerei uma pessoa atraente. Não só em questão de aparência, mas em tudo. Não sou muito sociável, não sou muito simpática, não sou legal... eu não sou nada. Desde a morte de minha mãe eu não perco mais meu tempo cuidando de mim. Louis é bonito demais para alguém como eu. Eu simplesmente não vejo por que ele gosta de mim. Não tem nexo.

Louis é um rapaz muito atraente. Olhos azuis, cabelo bem bonito, rosto bonito. Ele era um pacote perfeito para qualquer garota. Além de ser muito querido e educado. Eu simplesmente não o merecia.

Não sou uma menina que se apaixona, não me permito a isso. Nunca senti atração por ninguém. Quando eu tinha 15 anos eu achei que estava apaixonada pelo o rapaz que eu tinha beijado na festa de Tamara, logo depois ele foi se mostrando um babaca. Acabei tendo aversão a esse tipo de rapaz.

Quando mamãe morreu nem pensava mais em meninos. Minha vida era minhas irmãs. Jurei que quando elas não precisassem de mim eu me daria ao luxo de me apaixonar. Até lá nada pode me tirar o foco.

Louis me olha, ele espera uma resposta. Não tenho o que dizer. Nada que eu poderia dizer poderia lhe dar uma esperança. Eu gosto demais dele para enganá-lo. Teria que ser honesta, nem que isso o machucasse. Desviou o olhar e deixou uma feição triste o invadir.



- Louis, eu...
- Eu sei SeuNome. – Falou. – Você não gosta de mim.
- Não. – Vejo seu rosto triste. – Você sabe que eu não sou a garota para você.



- Por que você diz isso?
- Eu não sou uma menina romântica. Eu não consigo me ver tendo jantares, piqueniques, encontros românticos. Não tenho paciência para esse tipo de coisa. Você merece coisa melhor.
- Não se menospreze SeuNome.
- É verdade Louis, não é questão de se menosprezar. Eu simplesmente não sou a garota certa para você. – Engulo seco. – Tamara é.
- SeuNome não é assim. – Ele encarou a palma de sua mão. – Eu gosto de você desde sempre. Eu cresci com você, não posso simplesmente aceitar que você não gosta de mim. Eu não posso esquecer o que eu sinto. – Eu já estava me pronunciando. – Sobre a Tami, eu não gosto dela.
- Por quê? Ela é bonita, querida, fofa, sonhadora... ela é a garota certa para você Louis.
- Você é garota certa. – Falou e se levantou.
- Aonde você vai?
- Para o mar. – Sorriu e tirou a camisa. – Lembra você prometeu que isso não mudaria nossa amizade. - Falou fazendo uma careta. 


Eu olho curiosa para Louis. Ele estava triste há segundos atrás. Agora ele está sorrindo como se nada tivesse acontecido. Eu sei que prometi que nada mudaria, mas mesmo assim. Um pequeno sorriso aparece no meu rosto e acabo rindo. Por isso que eu gosto tanto dele.



- Claro. – Tiro a roupa e fico apenas com a roupa intima, Louis faz o mesmo.

Fico com receio no principio, agora que eu sei que ele gosta de mim rola uma vergonha. Não era a primeira vez que nos víamos com roupa intima, já viemos a essa praia algumas vezes e fizemos isso algumas vezes também. Nada mudaria, afinal de contas, Louis disse que gosta de mim há algum tempo, já gostava de mim todas as vezes que fizemos isso. Corremos até o mar. 



A sensação de paz me encontra com facilidade assim que a água toca em minha pele. Louis brinca comigo de jogar água um no outro. Isso me lembra de quando erámos mais novos. Sorrio ao ver que nada mudou depois da revelação de Louis.



Saímos da água depois de ficarmos, acredito eu, uma hora no mar. Segundos ou minutos depois já estava seca, já Louis tremia de frio. Ando até seu carro e pego as toalhas que sempre deixamos no porta mala, justamente para esses dias onde decidimos ir para praia sem aviso prévio.

Eu o entrego a toalha, ele se seca enquanto eu coloco a roupa. Não demora muito para já estarmos voltando para casa. Tem transito, demoraria um pouco para chegarmos em casa. Louis coloca uma música para escutarmos e cantarmos para o tempo passar mais rápido.

Já estávamos há uma hora no carro quando o meu celular toca. O letreiro apareceu o nome de minha irmã.

- Alo?
- SeuNome? – Falou minha irmã. – Onde você está?
- Estou indo para casa.
- Não demora, tenho fome. – Fala e desliga.
           
Samantha vive dizendo que não precisa de ajuda, mas não sabe fazer um arroz. Como ela espera que eu para de trata-la como criança? Acabo rindo.

- Rindo de que Laurence? - Perguntou Louis sorrindo.




- Da minha irmã... - Rio de sua risada. - É que ela fica dizendo que está crescida e todo aquele discurso de irmã mais nova, só que ela acabou de me ligar dizendo que está com fome, querendo que eu faça comida.
- Nossa...
- O que?
- Bem... Desculpa pequena... mas sua comida não é as das melhores...
- Sim... É sim...
- Não... Não é...
- Um pouquinho?

- Ok. Talvez um pouquinho... - Cedeu.
- Vou lembrar quando você me pedir para fazer pipoca... - Ri. - Porque quando estou lá na sua casa você bem que é fã da minha pipoca de microondas. 
- Também... Tenho preguiça de me levantar e fazer. - Fala e eu dou um soquinho nele. Louis acaba soltando uma gargalhada.



Rimos a volta para casa inteira. Em nenhum momento, o clima pesou ou faltou assunto. Era como sempre fomos. Chegamos meia hora depois de Samantha me telefonar. Louis parou na vaga onde meu pai estaciona o carro.

- Queres comer aqui? – Pergunto, tirando o cinto de segurança. - Mesmo sendo ruim minha comida? - Rio.
- Apesar de amar sua comida. - Sorriu. - Não posso, tenho que trabalhar.
- Por acaso meu pai te autorizou você passar esse tempo comigo? – Sorri.
- Não, por isso seria legal se você falasse que você me obrigou e eu não podia não ceder. – Riu.
- Então vou indo, obrigada pelo dia. – Sorrio.
- Que isso. – Deu um meio sorriso. – Sobre o que eu te falei hoje...
- Louis, esquece. Nada vai mudar, eu te prometo. – Sorri.

Seu sorriso era quase imperceptível. Seus olhos mostram que não está feliz com o que eu falei. Senti algo ruim. Louis sempre cuidou de mim, de minha família, sempre esteve ao meu lado incansavelmente. Ele era o cara perfeito para mim. Ele entendia minha vida. Não iria esperar nada além do que eu realmente sou.

Os olhos azuis de Louis brilham. Ele com certeza é o cara certo para mim, mas o problema que eu não sou a garota para ele. Nada que eu falar para ele vai mudar o que ele sente.

Algo surge dentro de mim. Era como se um fogo surgisse dentro do meu corpo. Não era nada do que eu já tinha sentindo. Olho para a boca de Louis. Seria certo beija-lo? Quero dizer, não quero nada... Seus lábios estão tão perto de mim. O fogo em meu corpo toma conta de meu cérebro. Quando dou por si estou beijando o meu melhor amigo.





Olá, tudo bom? Então olha quem chegou... a tartaruga Aninha a mais lerda do mundo. Ok, chega, estou feliz. Estou feliz com os comentários e com os elogios que eu estou recebendo. Leio todos os comentários, e devo soltar um spoiler? Uma das meninas ou mais de uma, que comentaram teve um palpite correto, acertou os três boysmagias da SeuNome, isso foi digno.

Enfim... Próximo capítulo teremos o clímax da história, onde vocês vão entender o que a SeuNome tem de diferente e porque essa fic eu digo que ela tem bastante fantasia. Eu já digo, que alguns, talvez, tenham um pouco de receio, mas por favor deem uma chance, eu prometo não decepcionar. 
O que vocês acham que vai acontecer com a nossa protagonista e o Louis? Eu já digo que eu super shippo os dois, só que logo aparece alguém... Opa, chega de spoiler.
Até amanha meus anjinhos <3






Cya Babys :*
- Aninha

21 comentários:

  1. Aaaaaa continua tá P-E-R-F-E-C-T eu tô amando, continua rapida please !!!!!
    XxBia

    ResponderExcluir
  2. How meu Deus que perfeito!! Eu me apaixonei pela sua fic ela é diva, espero que continue assim! pf posta mais um Cap hj, tenho necessidade da sua fic kkkk
    Letícia M.

    ResponderExcluir
  3. woooi Ameiii <3
    Poderia entrar no meu blog é que eu vou começar uma nova fic! vc poderia segui-lo ?
    http://fic1dofc.blogspot.com.br/ Obrigado :)

    ResponderExcluir
  4. Aninha vc me faz chorar de fofura.
    Sua fic está cada dia mais maravilhosa.
    Continua logooooo
    xx Dri xx

    ResponderExcluir
  5. Que tudo,eu também shippo a s/n e o Louis. Curiosa pro próximo capítulo,continua logo. Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Mais que perfeita!!! continua logo... estou curiosa.

    ResponderExcluir
  7. Perfeição define!! Menina do céu vc escreve muito bem, tu tá ó (y) de parabens... tbm super shippo a s/n e o Louis. bjus fofa
    Ps: Vc vai enjoar de mim até o final da fic kkkkk

    ResponderExcluir
  8. O próximo capítulo promete! Hahaja OMG será que fui eu que acertei?!?! Ameiii o capítulo! PER - FECT
    Isa xx

    ResponderExcluir
  9. omg,ta perfeito,continua.Posta hj ainda ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ou melhor, vou tentar, postar todos os dias <3

      Excluir
  10. oii, eu sou doidaaa pelo seu blog!!!
    eu tb tenho um mas ainda não sei postar as fics em paginas separadas (como vc). Vc pode me ajudar??
    www.directioners1d1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ai amei essa fic!!!!!
    Esperando amanhã viu!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Eu to achando desde o começo q essa fic é de semideuses hein. Acho q a SN é filha de Poseidon huehue
    Caraa ta mt bom!!! Ela beijou o Lou, mds, scrr scrr, me helpaaaa kkkk
    Bjs da Leh xx

    ResponderExcluir
  13. Como assim me deem uma chance? Cara Au -como vc disse- é divino!!! Eu, pessoalmente amo muito! E você escreve muito bem, e pelo começo -esses 3 cap que eu vi- dessa fic, eu já posso ver que vai ser divina! :3 <3
    -Iza'

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*