18 de agosto de 2014

MINI IMAGINE - Love The Way You Lie

MINI IMAGINE COM LIAM PAYNE PARTE 1/4


Just gonna stand there and watch me burn
Well that's alright because I like the way it hurts
Just gonna stand there and hear me cry
Well that's alright because I love the way you lie
I love the way you lie

SEU NOME P.O.V.

Meu nome é seu nome Marshall, tenho 17 anos, se querem minha história por completo, vamos lá.
Eu nasci na França, na capital mesmo, meu pai é Francês Jean Marshall, minha mãe, Sophie é brasileira, segundo ela, se apaixonaram quando ela viajou para França a primeira vez, e depois desenvolveu a história etc... depois de tempo, ela morou lá, se casaram e por um acaso, eu fui fruto disso.
Porém os anos foram se passando, e viemos morar em Londres, Inglaterra, quando eu tinha 11 anos, acabei me acostumando, e dificilmente viajo pra França, acho que já faz mais de um ano que não vou pra lá, ou para o Brasil, ver os parentes da minha mãe, isso já faz mais de um ano e meio.
Então, eu automaticamente me torno uma nerd, porque falo três linguas, português, francês e inglês, até que me viro bem.
Meus pais se separaram ano passado, então, fui morar com a minha mãe, meu pai ainda mora na Inglaterra, nunca me dei muito bem de fato com ele, depois da separação isso piorou bastante, só o vejo quando ele vem me ver, ou, dia dos pais. O mistério da minha vida, é no que ele trabalha, no começo ele quis me fazer acreditar que era Engenharia, mas... ele não sabe muito sobre isso, e as vezes acho que foi por causa desse trabalho que meus pais se separaram.

Hoje volta as aulas, paciência... já quero minhas férias de volta, mas de volta a rotina, estudar e estudar.

LIAM P.O.V.

Sou Liam Payne, 21 anos, meu trabalho? trabalho para a FBI, no popular, agente secreto, qualquer coisa que me pedem, eu faço.
Eu terminei meu trabalho na Itália, achava que teria folga, porém não... me mandaram para Londres, Inglaterra, até gostei porque eu moro aqui, o único ruim que estou a trabalho, e por mais de novo, acho que depois desse me aposento. Por quê? Adoro o que eu faço, porém quero continuar vivo até os 30 e com essa profissão isso esta ficando cada vez mais difícil
Mas tenho que pensar nisso depois, meu foco agora é meu novo trabalho.
Tenho que conseguir algo para incriminar, Jean Marshall, acusam ele de assassinatos, mandato de roubo de bancos, e etc... mas nada incrimina o cara, então eu tenho que arrumar isso.
Nada melhor de chegar em um homem do que... pela sua filha
Filha dele é seu nome Marshall, ela estuda em um colégio bem chique, não deve ser nada dificil chegar nela. Talvez seja, mas nada é impossível para Liam Payne.
Entrei na sua escola, e pra lá, sou Liam Payne, filho de um empresário e eu tenho apenas 17 anos.

Hoje é meu primeiro dia... peguei os materiais, meu carro e fui direto para o colégio, pra minha sorte já me colocaram na mesma sala que ela, isso me facilita bastante.
Cheguei um pouco atrasado, coloquei algumas coisas no armário, e caminhei pelo corredor já vazio até minha sala, bati na porta e entrei.

- me desculpe o atraso
- tudo bem... aluno novo certo?
- certo, Liam Payne
- okay, bem vindo, pode se sentar

Olhei para a sala, e a avistei, não mantive o contato visual para que ela não estranhasse, mas me aproveitei que a cadeira atrás dela estava vaga, e me sentei ali.
A aula era de literatura.

- bem pessoal - começou a professora - vamos dar continuidade ao que eu pedi antes das férias, certo? vejo que trouxeram a resenhado livro.. bem, Liam, você pode ler um livro e fazer a resenha pra mim?
- qual livro?
- o cortiço
- bem... já li, posso fazer a resenha
- ah, ótimo, facilita muito
- pode me emprestar um livro só pra mim relembrar?
- hum... seu nome, empresta seu livro pra ele?

Por dentro, agradeci a professora ter pedido para justamente ela me emprestar.
Seu nome se virou pra mim, e me entregou o livro.

- cuidado em, gosto desse livro - riu baixo
- sorri - vou cuidar do seu livro
- riu - sou seu nome Marshall, prazer
- Liam Payne - pisquei
- depois conversamos - se virou

Estou estranhando essa simpatia, como a filha de um cara como Jean Marshall pode ser assim? estranho... bem estranho. Desviei minha atenção na aula, já que era o melhor que eu poderia fazer.


{...}

Já era o intervalo, fui comprar uma coca-cola, depois de comprar, fui andando mas não conhecia ninguém, várias pessoas me olhavam porém nenhuma falava comigo, me lembrava talvez um pouco minha época real no colégio.

- hey, Liam

Me virei, e era seu nome, ela mantinha um sorriso, que tenho que admitir ser lindo no rosto. Acabei correspondendo ao sorriso, tenho que ser simpático com ela.

- Oi seu nome
- vai ficar aí sozinho? bem, quer que eu te mostre o colégio?
- ah seria uma boa
- vamos - me puxou

Ela me levou até as quadras de basquete, onde alguns garotos jogavam.

- essa aqui é a quadra de basquete? você joga?
- sim - assenti - na verdade gosto muito
- eu prefiro futebol, vem, precisa ver o campo de futebol, vem

Ela me puxou até o campo que era bem bonito, era até divertido a sua animação.

- esse é o campo - mostrou
- você é sempre animada assim?
- me encarou - talvez, é que... não gosto de deixar ninguém excluido, e do jeito que o pessoal daqui é, não vão falar com você enquanto não virem qual é seu carro, e se você não tiver, esquece - revirou os olhos
- ah... e você tem muitos amigos?
- só James, Clare e Pablo... eles são bem divertidos.. é que na sala sou a única bolsista
- você é bolsista?
- assentiu - sou - riu - algum problema?
- não mesmo, só não parecia
- e você? -se sentou na grama - é de onde?
- bem... eu sou daqui mesmo - me sentei ao seu lado - meu pai é um empresário - dei de ombros - não gosto muito de falar de mim mesmo
- riu - você parece legal, afinal aqui adoram falar de si mesmos, porque veio pra cá?
- meu pai quer me colocar no melhor colégio, então... aqui estou
- aqui é muito bom mesmo, eu dei sorte de conseguir a bolsa
- como conseguiu?
- quer escutar mesmo?
- por que não? - ri
- hum... eles estavam procurando alguém que chamasse a atenção do diretor, eu fui uma delas... por mais que eu tenha tirado 8 e meio na prova, mas eu falo 3 linguas, e minha entrevista foi muito boa, então consegui, e agora estou aqui, faz 3 anos
- 3 linguas?
- sim, francês, inglês e português
- uau, estou me sentindo burro ao seu lado
- riu - se sinta a vontade ao meu lado - o sinal tocou - é o melhor que você faz - se levantou - vamos - limpou a calça
- okay - terminei a coca

Fomos caminhando até a sala, voltei a me sentar, e prestei atenção na aula, ainda estou estranhando essa simpatia, preciso logo me aprofundar em uma amizade com ela e descobrir mais coisas, se ela já não me descobriu.


{...}

No final da aula, fui até meu armário, deixei meu material, e depois avistei a seu nome rindo com um garoto, depois que ele saiu, me aproximei dela.

- e aí, Liam? - ela cumprimentou
- oi... bem, você tem carro?
- não - fez um sinal negativo com a cabeça - por quê?
- quer uma carona?
- não sei se devo aceitar...
- ri - não se preocupa, só estou querendo retribuir que você foi legal comigo - pisquei
- hum, okay, vou confiar em você, vamos

Caminhamos até o estacionamento, notei algumas pessoas me encararem, estranhei um pouco, ao chegar no carro abri a porta, antes que eu entrasse, senti uma mão em meu ombro, me virei.

- ah oi... - sorriu - sou Cassy, notei que você é aluno novo daqui
- sim
- bem, você não quer sair talvez, não sei um dia desses
- por que não veio falar comigo antes? - perguntei
- deu de ombros - hum... eu... não te vi direito
- suspirei - é quem sabe Cassy - sorri falso - prazer em conhecer
- todo meu - sorriu

Entrei no carro, seu nome fez o mesmo e logo deu partida.

- você tinha razão - eu disse
- pois é 
- então, onde você mora
- no centro xxxx xxxx
- é um lugar bom, você não é bolsista?
- hum... podemos dizer que meu pai tem uma boa condição, mas não quero.. sei lá, depender dele, não me dou muito bem com ele
- não?
- não... meus pais se separaram ano passado, só o vejo quando tenho mesmo
- entendi, por que não gosta dele? já fez algo pra você?
- não, talvez pra minha mãe, mas não sei, só não.. gosto muito, não é odiar, só não gostar muito... bem vamos falar de você, Liam, mora com seus pais?
- não
- não? - estranhou
- não, sou emancipado, moro sozinho, por um acaso, não muito longe de você, na mesma rua
- sério? não tinha te visto antes
- eu já sai daqui, agora estou de volta, faz bem pouco tempo, e eu não saio tanto assim
- entendi, também não saio tanto 

Fomos conversando até chegar na porta da sua casa, tenho que admitir que ela é bem divertida e animada, eu gosto disso nas pessoas, por mais que meu trabalho eu tenho que evitar gostar das pessoas. 

- bem, você está entregue, e viva... acho que agora pode confiar em mim não é? 
- riu e me encarou - minha confiança não é tão fácil assim, porém, se continuar assim, vai conseguir logo - piscou 
- sorri - então vou continuar nesse caminho 
- bem, já que você é caseiro, qualquer hora passo na sua casa pra te encher a paciência - abriu a porta 
- pode ir, sem problemas 
- tchau, Liam - saiu do carro 
- tchau, seu nome. 

Ela entrou em sua casa, e eu dirigi até a minha que não era nada longe da sua, poderia ir a pé numa boa. Deixei o carro na garagem, e quando entrei em casa meu celular tocou. 

- alô?  
- Liam, sou eu Jason 

Jason é meu "chefe",  sempre me liga pra saber como as coisas estão indo. 

- então, como está indo? - ele perguntou 
- muito bem, a garota é bem simpática, mas tem um porém 
- qual? 
- ela não gosta muito do pai dela 
- ah, mas o pai gosta muito dela, então prossiga com o plano, porém acho que vamos ter que chegar a um extremo dessa vez 
- o que quer dizer com isso? - perguntei 
- quando precisar eu te conto, boa sorte, Payne - desligou 

Odeio esse mistério constante que ele faz, o pior de tudo é que eu de fato tenho que estudar pra não levantar suspeitas, então decidi fazer a maldita resenha. 

SEU NOME P.O.V.

Eu cheguei em casa, nenhum sinal da minha mãe, deveria estar trabalhando. Fui até meu quarto, larguei minha bolsa no chão e me direcionei ao banheiro. Tomei um bom banho e depois coloquei uma roupa simples de ficar em casa. 
O garoto novo parecia bem divertido, Liam... parece meio diferente dos outros, fora que parece gostar de conversar, e eu adoro falar, então... acabamos nos dando bem eu acho, talvez depois eu vá na sua casa.
Ouvi alguns barulhos vindo da sala, estranhei porque normalmente minha mãe grita "cheguei!" quando chega, desci as escadas e era meu pai, soltei um suspiro alto, mas ele veio até mim me abraçando, lhe dei um abraço mais ou menos, porém logo me desprendi. 

- filha, quanto tempo - sorriu 
- pois é pai - dei de ombros 
- está tudo bem? 
- assenti- está sim, e com o senhor? 
- muito bem, cadê sua mãe? 
- acho que trabalhando 
- ah, entendi, por que não vai me ver filha? 
- pai... você se separou da minha mãe, e fez outras coisas que não quero nem comentar, não é fácil levar tudo numa boa 
- suspirou - tudo bem... só quero que saiba que sinto sua falta - beijou minha testa 
- okay pai... também, feliz? 
- riu baixo - esse seu jeitinho, igual da sua mãe 
- tem certeza? - brinquei 
- talvez a ironia de mim - riu - tenho que ir, estou atrasado, só passei aqui pra te ver 
- tudo bem 

O levei até a porta, ao abrir a porta, notei Liam caminhando ao me ver, sorriu, mas logo seu olhar se desviou para o meu pai, e meu pai, também não deixou de encará-lo, admito que o clima foi bem estranho. 

- conhece ele? - meu pai perguntou 
- sim, meu amigo 
- ah... vou indo, tchau, seu nome 


Meu pai deu uma última encarada no Liam, e entrou no carro logo dando partida. Liam veio até mim. 

- talvez seu pai não tenha gostado muito de mim - comentou 
- ri - é o jeito dele mesmo - dei de ombros - quer entrar?  
- eu iria, mas tenho  que... ajudar minha tia, mora não muito longe 
- ah, entendi 
- pena que vou perder essa oportunidade 
- não é a última, Liam 

Ele sorriu, e eu fechei a porta voltando pra casa. Me deitei no sofá e comecei a assistir alguns filmes, acabei dormindo. 

continua...


------------------------------------------------------------------------------------------

OI OI !
GOSTARAM? espero que sim em! é isso pessoal! 
EEEE CARA VCS VIRAM O ICE CHALLENGE DO NIALL? PQP PQP!!!! MORRI AQUI ME LEVEM TO MORTA SASENHORA agora quero esperar a bichinha tomlinson fazer, se ele fizer é glória haha .. beijo - mi

20 comentários:

  1. OMG!! ESSE IMAGINE TA MUITOO DIWOOO!!! CONTINUA PELO AMOOORR!!!
    CARA, O NIALL TAVA MUITOOO GOSTOSOOOO!!! E ELE AINDA TAVA DE BLUSA BRANCA!!♥♥ AGORA É SÓ ESPERAR O TOMLINSIN!!♥♥
    PSÉ, CINTINUA RAPIDOOO TA MUITO PERFEITOOO!!!♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro os imagines da Michele são perfeitos!!

      Obs:Vc é mt diva, vc tem o meu respeito!

      Alice :D

      Excluir
  2. Cara esta beem pwrfeito, e diferente ver o Liam nesses portes... Continuuuuuuua logo!!!7

    ResponderExcluir
  3. Uhuuuuuuuu primeira a comentar *--*
    Continuaaaa perfect!

    ResponderExcluir
  4. Perfeito esse teu imagine continua logo

    ResponderExcluir
  5. Uou, adorei :) bem legal *---*
    Continua logo ;)

    ResponderExcluir
  6. Aii que imagine legal!! Adoro essas coisas de agente secreto e tal *-* nossaa u vi aquilo?! E aquele grito que ele deu :O OMG! Mi posta Trouble!! Bjss
    Isa xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. heuaaeh adorei kkk valeu more ♥
      vou postar trouble acho q final de semana

      Excluir
    2. Ebaaa ♥♥ bjs
      Isa xx

      Excluir
  7. ahhh continuaa ta pftoo haha

    mann agradeço ao neymar por desafia-lo e aos deuses da moda por ele estar de camisa branca ahushuash <3 mannn ele é taoo .. <3

    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu amore ♥
      siiim! mds tava tão lindinho neymar amem

      Excluir
  8. wendy styles malik horan payne tomlinson11 de janeiro de 2015 12:51

    ahhhhhhhhhh pftoooooooooooooooooooooooooooooooooooo mih kd esse ice challenge do niall? pq comecei avisitar ah pouco tempo ai n deu pra acompanhar do começo do blog !!!!!!!!!!!!!! :(

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*