3 de agosto de 2014

♠ Rocket Love - Capítulo 1: Descobertas... ♠

~ Narradora On~

~ Primeiro capítulo <3 espero que amem e comentem no fim pfvr, eu postei hoje porque dei a entender que se vocês comentassem bastante iriam conseguir o novo caps, mas lembrem-se se tudo ocorrer bem, nossos encontros são sempre aos sábados~ 



Um Internato pode ser cenário para muitas emoções... Uma garota sabia bem o que isso significava. Malu estava vivendo uma batalha sentimental, ela já não sabia o que faria de sua vida. Estava apaixonada... mas não era tão simples assim.

Tudo mudara quando ela foi mandada para o colégio interno. Seus pais super protetores e tradicionais achavam que a garota não se comportava como uma típica garota. Não tinha hábitos femininos normais – eles diziam. Acontece que a sua mãe a pegou em um ato muito íntimo, a menina estava se descobrindo sexualmente...

~Flashback~


Era noite na casa dos Black, Malu estava vendo um filme com seus pais, em determinado momento a personagem principal começava a tocar em suas partes íntimas e sua expressão era de puro... puro prazer. Mas a garota nem sabia o que isso significava. Seu pai pausou o filme e disse para ela sair da sala. Sua mãe mais radical, uma senhora de meia-idade muito religiosa, pegou o controle do marido e tirou o dvd,  quebrando-o logo depois.

– É esse tipo de filme que você aluga? - gritou com o marido que apenas ficou calado. - Já para o seu quarto May Lucianne!!! - ordenou para sua filha.

Malu não entendeu toda a revolta da mãe, ela realmente não sabia nada sobre aquilo, desde sua infância, sua mãe nem permitia que ela brincasse com meninos, não deixava que vestisse roupas que mostrassem as perninhas ou os bracinhos de criança.

Nunca nem ao menos havia beijado um garoto, todas as suas amigas sim, mas ela não podia. Não sabia porquê, apenas obedecia. E cresceu assim. A religião rígida da família ditava o seu modo de agir, tinha que ser uma dama, casta e pura. Sem demonstrar seus desejos em nenhum momento.

Acontece que aquela cena proibida não saia da mente da inocente garota, o que aquela mulher estava fazendo? Por que parecia tão feliz? Ela entrou em suas cobertas, apagou as luzes, passou a mão rapidamente por seu corpo com certo medo. Então pairou sua mão pela sua calcinha. Assim como a atriz do filme ela colocou a mão abaixo do fino tecido, tocando em sua pele. Nada. Nada aconteça com ela...

Lembrou-se dos movimentos ritmados da personagem e repetiu. Não estava dando certo e então um pequeno choque a invadiu. Ela desceu um pouco mais sua mão e repetiu o movimento, fazia cócegas, era bom. Era muito bom. Ela continuou repetindo os movimentos e só ficava melhor, lembrava da cena do filme e prosseguia, seus dedos descobriram um ponto fixo de prazer e o exploravam com certa inexperiência mas eficácia.

Seus olhos já pressionavam por longos períodos com aquele prazer... Em determinado momento sua mão aumentou progressivamente os movimentos como se o corpo clamasse por aquilo. E foi questão de segundos para seus olhos se fecharem e sua alma sair de seu corpo, como se a despertencesse. Ela quis soltar algum som mas sua garganta não funcionou, não tinha voz... Ali descobriu o que era prazer sexual...

Só que acabou se viciando naquele ato. Afinal foi a primeira vez que se sentiu livre e feliz, aquele era seu segredo, sua fórmula da felicidade, estava mais animada, melhor na escola, mais solta, mais simpática.

Porém... seu segredo veio a tona e seu tornou até mesmo pauta na Igreja que ela frequentava, sim, sua mãe fez questão de pedir ao pastor para fazer uma cerimônia só para ela, só para a sua salvação. Malu via seu segredo mais íntimo agora mais público do que ela podia aguentar...

Se revoltou, xingou sua mãe, xingou seu pai, xingou o pastor, xingou todos que estava naquele culto. Xingou a si mesma por nem saber o que era de verdade. Cresceu para ser uma esposa exemplar que cuidasse de sua casa e obedecesse seu marido. E essa vida a envergonhava, não queria isso para seu futuro.

Foi assim que seu destino foi o Internato de Wolverhampton, seus pais não sabiam lidar com aquela menina, que ainda estava entre o modelo que a educou e aquela nova garota que ela não tinha a menor ideia de onde surgira.

Por um lado, May Lucianne achou bom sair das vistas de seus rígidos pais e das incansáveis comparações que faziam entre ela e sua irmã mais nova. Sim... a irmã mais nova seguia os padrões de conduta religiosos da família como ninguém mais, era quase uma cópia da mãe. Malu não sabia o que ela era ainda... estava perdida. As roupas que possuía, seus longos cabelos pretos completamente alinhados, seu rosto angelical, ela não se identificava com nada daquilo. Não sabia que caminho seguir, qual aparência ter.



A sua vida no Internato era apenas monótona, ela tentava sempre tirar algumas risadas das situações do dia-a-dia só que certos dias eram somente sombrios. Sua colega de quarto era a doce Kathy . Isso antes de pedir para trocar de quarto pois acabou sendo colocada no mesmo da Angel... a garota mais temida de toda a escola. Malu tentou romper a barreira que a menina colocara mas não conseguiu e logo pediu para trocar de quarto, o diretor apenas entendeu seus motivos.

No mais, apenas conseguiu se adaptar aquele lugar, seus melhores amigos a ajudaram muito, nunca a deixaram se sentir solitária. Ah sim... os dois melhores amigos..

♠ Malu ON 

Eramos amigos, os melhores de todos, não nos separávamos.

Porém as coisas começaram a mudar, não sei se foi de uma hora para outra , não, provavelmente não foi, tudo aconteceu naturalmente, e em um dia descobri que somente amizade não era suficiente. E isso poderia ser somente mais uma história de uma amizade que evolui para um romance, mas não é tão simples assim, afinal, somos três amigos apaixonados um pelo outro e aí como faz? Quer dizer... eles não estão apaixonados por mim, eu estou por eles.

Sim, eramos três, os três mosqueteiros, os três espiões demais, os três porquinhos haha. Mas enfim, para onde um ia os outros iam atrás. Eu sou a única menina, mas acho que isso não faz tanta diferença, espera, faz sim. Se eu não existisse, provavelmente essa história não estaria tão embolada assim. Sou eu, May Lucianne Black e Harry Edward Styles e Louis William Tomlinson. Só quem sabia nossos nomes todo na escola eram praticamente nós mesmos, porque todos inclusive os professores nos chamava de ´´os três´´.
´´ Vocês vão estar na festa de sexta não é três?´´

´´ Vocês três, parem de conversar!!!´´

´´ Esses três... ´´

Conheci Louis primeiro, bem, alguns minutos antes de conhecer Harry. Eles já eram amigos quando a aluna nova entrou no Internato. Nunca fui aquela garota que chamava a atenção de ninguém, não sou bonita demais nem feia demais, não sou tão inteligente apenas consigo me manter na média. Eu nem sei como me classificaria diante de tudo. Sou uma menina que não sabe nada da vida direito e tenho lapsos de uma ousadia que não sei de onde vem.

´´ Hey... esse é o banheiro dos homens´´ - disse uma voz atrás de mim segurando meu ombro

´´ Ah nossa... eu não sabia. ´´ - falei toda errada, me achando uma idiota quando vi aquele par de olhos azuis, seus cabelos grandes e bagunçados, tão livres, brilhavam quase me cegando.


´´ Aluna nova? ´´ - eu assenti e ele riu ´´ Não fique aí babando com a minha beleza, o seu destino certo é ali´´ - ele disse apontando para o banheiro feminino

´´ Nossa Louis... nem apresenta os filé´´ - disse um garoto tão retardado quanto ele, de cabelos cacheados castanhos e olhos verdes que eram hipnotizantes.

´´ Os filé? Nossa, qual o problema de vocês? Tem algum problema mental? Só jesus na causa´´ - eu disse me surpreendendo por estar falando tão bem com garotos... eu sempre gaguejava para falar com garotos bonitos...

´´ Calma querida, não precisa se estressar, fica na tranquilidade´´ - falou o de olhos azuis

´´ Estou calma, mas sério, eu estou quase fazendo xixi nas calças. ´´ entrei no banheiro, percebi que eles riram.

 





Sei que isso não é coisa que se diga para quem você nunca nem viu na vida, eu realmente estava sendo o oposto do que meus pais me ensinaram. Que bela dama. Mas sei lá, eles eram tão engraçados, pareciam tão descolados, eu não queria ser a garota idiota que nenhum menino chegava perto. Não queria que minha vida ali fosse igual a minha antiga vida. Queria ser alguém novo, uma garota divertida, descolada, experiente, alguém atrativa...

E então... quando eu saí do banheiro, lá estavam eles.

´´ Sou Louis e esse é o Harry´´ - eles sorriram- ´´ Você é legal, quer sentar na mesa com a gente? ´´ - Esse é o mundo real? Garotos bonitos mal falam comigo... parecia um universo paralelo.

E então, eu aceitei. Fui meio intrigada, mas não podia simplesmente dizer não, eu era nova, estava sozinha. E então sentei com eles na hora da almoço, ri muito com o Louis colocando batatas fritas nas narinas e com Harry perdendo uma aposta e sendo obrigado a dar pinta de gay para todo o refeitório. Desde então, eles viraram meus amigos.

E foram muitas risadas, algumas brigas, sim claro. Era muito difícil orquestrar uma amizade tripla, afinal sempre se tem aquela desconfiança: ´´ o que eles dois falam de mim quando não estou perto? ´´ mas tudo faz parte e foi sendo moldado para o sucesso.
E quando eu digo amizade, é realmente isso. Eu os achava bonitos mas não passava disso... só que as coisas mudaram.

Já íamos completar 3 anos juntos. Estávamos no segundo ano do ensino médio. Tudo parecia estar muito bem, não ligava quando eles me contavam suas conquistas, achava divertido, zoava quando eles ficavam com piriguetes.

´´ Nossa... pegou ela? Sabe que pegou herpes né? ´´ - eu comentava e começávamos a rir
Eu não fiquei com muitos garotos, somente alguns beijos durante a minha viagem para a casa da minha avó no interior e depois quando eu fui passar uns dias na casa das minhas primas. Nunca fiquei com ninguém na frente deles dois, nem mesmo falei de alguém que eu gostava na frente deles, não sei... Não tive nenhum caso com alguém do Internato.

Não entendo como isso tudo pode ter começado e estou com medo de estragar tudo com essa droga de sentimento. Ás vezes me pego olhando para os dois... e justo para os dois. Não é como se eu pudesse escolher entre eles, não consigo. Já tentei medir o quanto eu gosto de um e do outro. Não dá. E sempre quando sonho nos vejo juntos. Nós três.

Acho que mereço um prêmio pela capacidade de criar a situação mais difícil da terra. E agora? O que farei? Esmago esse sentimento para o fundo do meu coração ou joga a droga toda no ventilador e acabo logo com isso? Opção um com certeza.

Tenho que fingir que está tudo bem quando recebo aqueles abraços, quando eles me beijam no rosto, o cheiro do perfume deles se misturando tão próximo a mim. Que vontade de somente me entregar ao que sinto.

Não sei por quanto tempo vou conseguir lidar com isso...

~Narrador ON ~

E aqueles que escolheram fazer o mal? Tudo o que se pode ser parte de algo, de uma construção. O motivo para tanto ódio, raiva, rebeldia e crueldade pode ser devastador.
Angel... Forma irônica de apelida-la. Mas ela até gostava, odiava seu nome, não gostava de ouvi-lo. Não gostava de muitas coisas afinal. Odiava pôr do sol, odiava pessoas simpáticas demais, odiava cheiro de lavanda, odiava gargalhadas, odiava puxa-sacos, pessoas boazinhas demais, odiava caridade, odiava que olhassem para ela, odiava quando os professores cobravam algo dela, odiava quando alguém a desafiava., entre outras milhares de coisas. Não tinha cuidados com a sua aparência, possua grandes cabelos encaracolados em cor castanho e mel, porém não os exibia, apenas os escondia debaixo de sua touca preta, não usava maquiagem, não era nem magra, nem gorda, apenas atlética o suficiente para se defender e principalmente atacar.

Seu passado não foi fácil mas ela apenas não gosta de falar dele.

Está no Internato a tempo suficiente para se acostumar com ele, só tem o desejo de fugir daquele lugar mas sabe o que a espera lá fora. Só a um ser no mundo que amou de verdade, seu irmão mais novo. Só que agora ela não tem a mínima ideia de onde ele esteja. Só quer acha-lo, poder ter a sua guarda e cuidar dele. Para isso teria que aguentar mais uns dois anos ali naquele prisão.

Apesar de entender como seu estado era crítico, como precisava ir bem nas matérias e se comportar, sua revolta era maior, algo crescia dentro dela e impedia que ela seguisse em frente, tudo o que conseguia pensar era em destruir, quebrar, machucar... Era como se algo a comandasse, algo além de sua própria consciência. Não tinha controle de si mesma.

Não tinha receios em fazer qualquer pessoa sofrer e o fazia com maestria, sentia prazer em ver todos aqueles rostos tão frágeis e entregues a seu poder. Era o único momento que se sentia de certa forma feliz.

Assim como um atirador de elite, Angel também tinha seus alvos fixos. Nada que livrasse todos os outros habitantes daquela mini sociedade mas que intensificava sua atenção para alguns poucos. Nessa lista estava alguns professores, o antigo diretor que sofreu muito nas mãos da garota antes de pedir demissão e alguns poucos alunos. Estes tinham sua atenção por variados motivos, alguns porque ela não ia com a cara mesmo, alguns porque ela tinha inveja e outros porque eram Liam Payne.


Desde a primeira vez que o viu, aqueles olhos castanhos escuro tão inocentes e puros a fizeram lembrar de algo, de seu passado. Ela não gostou do que sentiu. E desde aquele momento passou a ser uma sombra da escuridão na vida de Liam. Não media esforços para humilhá-lo, para fazer com que ele sofresse.

Era quase impossível medir o nível de imprevisibilidade da amargurada jovem, ao mesmo tempo que era maquiavélica, agia por instintos, sem controle algum de seus atos. Para a assistência social, era um problema praticamente insolúvel. Amélia Rose González, seu nome completo, já havia passado por três lares adotivos, nunca havia sido adotada, alguns asteriscos em sua documentação assustavam os possíveis novos pais. Uma das assistentes propôs que a garota fosse transferida para uma escola normal, que possibilitasse seu contato com novas crianças/adolescentes, foi aí que o Internato se transformou na nova ´´casa´´ de Angel.

Nos primeiros meses a menina ficou isolada e depois foi construindo laços com alguns internos. Não eram de amizade, porém. Era algo como proteção ou simplesmente união. Afinal, Angel não confiava em ninguém e nem tinha sentimentos bons por ninguém, exceto pelo seu irmão caçula. Ela não sabia onde ele estava, provavelmente em algum lar adotivo, mas seu maior objetivo era poder voltar a cuidar dele novamente.

O primeiro de seu clã que ela conheceu foi Drew Chadwick, o garoto de cabelos loiros e corpo malhado, carregava no rosto um par de olhos azuis traiçoeiros. 



Atraia suas vítimas para perto como quem não quer nada, para então dar o bote. Era um garoto de família rica mas mesmo tendo muito dinheiro, seguiu para o caminho do crime. No bairro luxuoso em que morava iniciou um serviço de tráfico de drogas, vendendo entorpecentes nas festas da alta sociedade. Seu pai como um político norte americano local conhecido viu sua imagem ruir ao saber dos negócios do filho e mais do que rapidamente fez questão de dar-lhe chá de sumiço, enviando seu caçula para um internato em outro país. Com isso, Drew perdeu seu contato com a família, a única ligação que possui é a gorda mesada que ganha, exatamente para mantê-lo longe de seus pais e irmãos. Nada mais que um rejeitado.

Não é somente Chadwick que tem uma história como essas no Internato, muitos filhos de políticos estão ali, a maioria porque estavam atrapalhando a prosperidade e boa imagem de seus pais. Zayn Malik e seu irmão Jake entretanto, tem uma história bem diferente. Não são eles que levaram o crime e a obscuridade para suas famílias, a família deles que tem em sua base a criminalidade. 

 

Seu pai é um dos maiores representantes da mafia italiana na Inglaterra, sua mãe sendo apenas uma camponesa descendente de paquistaneses, decidiu tirar sua prole daquela vida perigosa, com isso os enviou para Wolver, onde não estariam tão longe dela mas em uma distância segura. Porém eles não estão completamente seguros ali e em nenhum lugar. Se tratando de aparência, eles tinham as mesmas características, cabelos escuros, pele bronzeada, olhos grandes e castanhos. A personalidade dos irmãos, entretanto, era bem distinta, enquanto Zayn, o mais velho, dedicava seu tempo para suas conquistas amorosas, Jake curtia uma vida de perigos, burlar regras, desafiar autoridades. Os dois tinham um poder de convencimento muito grande, conseguiam tudo o que queriam muito fácil. E assim viviam a anos naquele lugar.

E com mais um elemento x nessa mistura, esse grupo se tornava quase indestrutível, Niall. 



Para quem olhava de fora ele parecia o mais humano de todos, não era de bater tanto, gostava apenas de olhar. Mas ele tinha um diferencial, Niall Horan era extremamente manipulador, ele conseguia ser exatamente o que as outras pessoas mais precisavam, e então a partir disso sugava tudo de que precisava. Fora Drew, Horan era o único da gangue que interagia com várias outras pessoas do Internato, ele não se isolava, sempre arrumando novos amigos, garotas, sempre os fazendo pensar que ele era apenas um garoto engraçado e fofinho. Bem diferente de quando estava ao lado de Angel, Chadwick, Zayn, Jake e Angel, ali ele mostrava sua face do mal.

As centenas de estudantes daquele internato chamavam os cinco de ´´clã do terror´´, era isso que faziam, aterrorizavam tudo e a todos. Motivos? Alguns poucos. Faziam por vontade, por instinto, por tédio. Não eram justiceiros, longe disso. Porque a justiça deles não era justa. Faziam todo tipo de negócios obscuros, ajudavam aqueles que podiam pagar pelo auxílio. Cada um escondia uma caixa de mistérios, até mesmo a união deles era baseada em interesses, eles podiam até se tratar como irmãos. Mas não era uma família saudável.

– Eu já disse para você, Jake, se você disser mais uma vez que eu gosto daquele nerd idiota – Angel o segurou pelo colarinho e olhou no fundo dos olhos dele ameaçadora

– Calma docinho, se não gosta deles apenas ignora. - ele piscou e ela agarrou nos cabelos dele, os puxando com força, o garoto gemeu de dor e chamou pelo irmão. Angel o empurrou contra a parede.

O clã se sentou nas pedras da floresta onde gostavam de ficar matando aulas ou no intervalo. Drew anotava alguma coisa em seu bloquinho e pensava em silêncio. Enquanto isso Niall e Zayn dividiam um cigarro.

– Faz tempo que não vejo o Devine, talvez aquele nerd esteja falando a verdade. - disse Niall

– O problema é que aquele viciado, me deve mais de quinhentos paus em cocaína, no fim de semana o meu fornecedor vai querer a grana e eu não vou ter. - gritou Drew jogando o bloquinho no chão com raiva

– Quando eu pegar esse babaca, vou chutar tanto a cabeça dele que seus olhos vão sair para fora. - falou Angel pegando o bloco do chão

– A gente precisa da nossa parte tá Drew? Eu e o Zayn trocamos de apartamento de novo e precisamos comprar algumas coisas – Jake comentou

– Relaxa... o Devine ainda está nesse lugar e vou achá-lo. - Chadwick disse e saiu em seguida

Zayn jogou a bica de cigarro no chão e se aproximou de Angel, se sentando ao seu lado. Ela o olhou e virou a cabeça o ignorando.

– Você está parecendo tão tensa, por que não deixa eu te fazer uma massagem? Eu vou para o seu quarto e... - Malik sussurrou no ouvido da menina que deu uma risada irônica.

– Z... Eu adoro você mas se você chegar próximo de mim outra vez serei obrigada a te esfaquear até a morte. - sorriu docemente

– Hey... - disse em um tom sério e segurou em sua mão – Por que você nunca me deu uma chance de verdade? Se lembra do nosso beijo? Você gostou mas... - ela o interrompeu

– Não se humilhe Malik 1. Você é sujo assim como eu mas não significa que eu goste de me banhar de lama todos os dias. - ela piscou e saiu da pedra – Vou me mandar! N vem comigo preciso de perguntar uma coisa. - Horan a seguiu

Jake se sentou na pedra ao lado de seu irmão. Balançando a cabeça em completa confusão.

– Cara, como você conseguiu se apaixonar pela Angel? Ela é grossa, nada feminina, nem sorri direito, é toda errada... - ele disse sem compreender aqueles sentimentos

– Você ouviu o que ela disse? - perguntou ressentido- Como se eu não fosse bom o bastante para ela...

– É bem ao contrário. Nenhum garoto gosta dela e nem nunca vai gostar. Só você mesmo. Bem que nosso pai disse que você não conseguiria assumir seu lugar, você é emocional demais. Eu seria sem dúvidas um mafioso perfeito, no entanto. - disse se gabando

– Não me importo com o que meu pai diz sobre mim, ele é um fraco que nem consegue manter a família segura, um viciado em jogos, quase perdeu toda nossa fortuna. Não quero ser como ele, não mesmo. - cerrou os olhos com mágoa.

– Você quer ser o que no futuro? O marido da Angel? - Jake riu descontroladamente – Zayn, você é um tolo. Eu zoei ela com aquele Liam, mas nossa, coitado dele se isso for realmente verdade.

– Sim, coitado dele... porque se isso for verdade, eu mato ele. - seus olhos exalavam perigo e seu irmão apenas riu de canto.

O irmão mais velho andou para o grande prédio da instituição, passou por algumas garotas que acenaram para ele,que nem ao menos retribuiu. Achava todas fáceis demais. Cederam ao seu charme muito depressa, ele não as julgava, ele sabia que tinha um potencial extremamente irresistível. Exceto para seu maior desafio, Angel. A única que nunca nem ao menos, olhou para ele com desejo e nem ao menos com certa curiosidade pela sua ótima aparência. Nada. Ela o olhava como se fosse apenas qualquer um. E ele odiava isso.

Alguns meses depois de ter entrado no internato com seu irmão mais novo, conheceu Chadwick e logo se uniu ao clã. Obviamente a única menina do grupo não o atraiu fisicamente no início, ela parecia um deles, suas roupas forçavam aquilo. Mas depois que foi a conhecendo, nunca uma garota havia o desafiado como ela fez, nem passado por cima de sua opinião e nem o ignorado tanto. Ela conseguiu despertar algo forte em Malik. Algo que ele nunca sentiu, seu maior desafio.

Com isso, começou a distribuir tentativas de aproximação, sempre cortado com vigor, até uma noite em que a sua vontade já explodia dentro dele. Os dois estavam no bosque esperando os outros, ela estava sentada no chão, encostada em uma árvore robusta, estava frio. Era uma reunião de emergência, burlavam as regras pois já passara da hora do recolhimento, haviam fugido de seus dormitórios para estar ali. Zayn se sentou ao lado da garota que trocou um ´´e aí?´´ com ele.

– Hoje é noite de lua cheia... olha lá como está linda – disse fazendo a garota tirar a atenção para os arbustos e olhar para o céu.

Realmente o luar prateado e envolvente esbravejava sua beleza naquele noite. O olhar de Angel brilhou mas ela não elogiou, apenas assentiu com a cabeça e fingiu ignorar. Por dentro ela ficou encantada com aquela valiosa imagem natural e bela.
Zayn sorriu. Decidiu exercitar sua ousadia, apesar de entender os riscos de seu plano mental.

– Você acha que eles ainda vão demorar muito? - ela falou sem paciência, olhando para seu relógio de pulso.

– Minha companhia não te agrada?- Malik sussurrou no ouvido dela

– Tanto faz... - ela deu de ombros e cerrou os olhos

– Angel... - Zayn fez com que ela olhasse para ele, segurou em seu queixo- Eu gosto de você e quero...

Sem perder tempo, Malik curvou seu corpo e encostando seus lábios nos dela, antes que ela virasse seu rosto. Ele deixou seus lábios macios convencerem os dela bem devagar, a envolvendo lentamente. Passou a mão pela sua nuca, a fazendo arrepiar. 



Era a primeira vez que alguém a beijava, se sentiu estranha, o toque dele foi a chave para abrir lembranças que fizeram seu corpo começar a borbulhar, sentiu o gosto de ferro em sua boca. Era o sangue de Zayn, ela o mordeu. Precisa se defender daquele... ataque? Para ela era isso.

Foi muito rápido, segundos depois de romper bruscamente aquele beijo, ela já caminhava pela trilha em direção ao internato. Enquanto isso Zayn segurava seu rosto avermelhado, com dor. Estava no chão, seu estômago latejava, levou um chute naquela região. Consequências por cutucar a onça com vara curtíssima. Não entendia, ela parecia estar gostando em um momento e no outro já estava o socando sem parar com ódio, raiva e descontrole. Mesmo ele pedindo com clemência para que ela parasse.


Os outros membros do clã finalmente chegaram e encontraram Zayn encostado na mesma árvore de antes. Ele somente disse que a líder deles estava de tpm e foi embora, a reunião nem acontecera por fim. Depois disso, o tempo passou e ele não desistiu da garota indomável mas ao mesmo tempo não a tocou outra vez, pedido/ordem da própria. Continuaram apenas aliados, apesar dela ser bem mais que isso para ele.

CONTINUA...

Bem, agora eu realmente só voltarei no sábado, isso é um agradecimento as primeiras leitoras que comentaram a fic no prólogo<3

Melyssa Melo
Vitória Alves
Maria Eduarda
Stefani
Izzy Santos
Luh Graciotto
Isabella
Rose
Rayla Brito
Iza
Joyce
Angélica Styles
Yas
Deb - my liam girl
Vick Rodrigues
Carolina Payne
Duda Malik
Iasmin
Izabelle
May Horan
e alguns anonys fofos <33333

Comentemmm muitoooo, eu sempre leio :3 ~vou sempre estar mandando malikisses para algumas pessoas que comentarem~ 


MALIKISSES

até sábado


32 comentários:

  1. 1° A COMENTAR \õ/
    DRICA ESTÁ PERFEITO <33
    SDDS DE LER TODOS OS DIAS
    SUAS FIC

    ResponderExcluir
  2. Meu Deus, nem li ainda mas ja sei que vou amar, amo todas as suas fanfics, ja li duas vezes little things e ainda vou ler mais vezes !! Sou sua fã pode ter certezaa !! Malikisses e estou muitoo ansiosa para essa fanfic !! :3

    ResponderExcluir
  3. PERFECT dri socorro to no chao! ameiii continua gatah :*

    ResponderExcluir
  4. Pooooooorraaaaaaaa!!
    O QUE FOI ISSOOOO?!!!
    Eu definitivamente estou em um relacionamento sério com essa fic! AGR É OFICIAL!
    dshfhdugfoudgfudrf

    Eu nem sei o que falar ta lgda...
    Já to com medo do Zayn nessa fic, na boa! E ACABOU DE COMEÇAR CARA, IMAGINA DAQUI A ALGUNS SÁBADOS...
    hastag vou tar morta! hastag ja era!

    "Deb - my liam girl" " *---------------* "

    Malikisses <3
    Ansiosa por sábado desde agr! \0/
    Liam gordinho's Girl <3 heuehueheueheuehue ;p

    ResponderExcluir
  5. hie.
    Uma dica: se masturbem, vai te deixar melhor, funcionou com a Malu, mas garantam que ninguém vai saber. Não deixaram a Malu viver normalmente, então ela se fodeu se apaixonando por dois, coitada da menina.
    Angel não gosta de nada, que menina chata.
    gENTE, ELA TEM CORAÇÃO, REPITO, ELA TEM CORAÇÃO.
    Não gente, me enganei, ELA NÃO TEM CORAÇÃO.
    ~cantando~ Zain apaixonadado. Zain apaixonado. ~cantando~
    ~cantando~ Zain ciumento. Zain ciumento. ~cantando~
    Zain tirando a bv da Angel, e ela morde ele.
    %%%%
    bie, até sábado.

    ResponderExcluir
  6. Cara eu to babando serão que perfeito *-*!
    Cara eu acho que gosto da Angel... mas em fim do esperando por sábado *-*

    ResponderExcluir
  7. ATÉ QUE FIM !! Estava com saudades das suas fics haha mano ta perfeitaaa,continua logooo minha autora favorita ♥ (Lets q vc encontrou no show )

    ResponderExcluir
  8. Oh sempre me surpreendendo pequena,meu Deus como você escreve perfeitamente bem,continua logo,estou louca por essa fic,extremamente apaixonada,love you Drica<3
    Rayla Brito

    ResponderExcluir
  9. Lindooooo! Drew gatão! Tadinho do Zayn :(
    Continua logo, pfvrrr!
    <3 <3

    ResponderExcluir
  10. Aii, tá perfect, mal espero por sábado!! Sem textão por hoje, então, bjóóks

    ResponderExcluir
  11. A palavras "PERFEITA" é muito insignificante perto dessa fic. Ela é simplesmente demais, original e divertida. Confesso estar ansiosa pelos Hot's hahah ! Os seus são os melhores. Tá perfeita e você é uma ótima escritora. Tive algumas fics como referência antes de escrever. Elas me motivaram e duas das suas estão nessa listas. <3 Obrigada por tudo, se hoje escrevo é por seu intermédio e de outras escritoras de fics. !

    ResponderExcluir
  12. Aí você tá lendo o capítulo; termina; acha demais. E nas notas vê seu nome... Uou!!!!!!!!! Tuts tuts tuts - parei -
    Tô gostando muito Drica, até demais... :33 Esperando ansiosamente por sábado ;)

    ResponderExcluir
  13. O.o ta pft *-* pera.. Sera q o liam gostoso payne eh o irmao da "angel" ? -.-' so esperando pra ver..
    Contt te vejo sabado q vem muahaha
    malikisses

    ResponderExcluir
  14. Essa fic vai ser muito pft
    Acho que vou gostar dela igual LT kk te amo Drica e suas fics tbm manda malikisses pra eu

    ResponderExcluir
  15. Awnn eu achei que vc não lia todos os comentários :3 mas agora to feliz ♡ eu amei esse capitulo! To cada vez mais engajada hahah nos encontramos no sábado então :)
    Ah e Drica não sei se vc tem contato ainda com as postadoras mais antigas é que tem fics que ainda não foram acabadas. Bjss sua linda
    Isa xx

    ResponderExcluir
  16. Cara, parece que o sábado nunca chega! Já tô super, hiper, mega ansiosa pro 2° capítulo! Drica, você me mata do coração assim, omfg! Tipo, tô super amando sua fic, 'horando' para que sábado chegue logo. Estou apaixonada pela sua fic, incondicionalmente, sendo que nem começou direito! Na verdade sou apaixonada por todas as suas fics, dá licença, porque Drica é outro nível! hahaha malikisses, amore. <3

    ResponderExcluir
  17. Nossa! que foda! Drii para td, não me diga q teremos um romance a três?! acho super sexy haha e quem não se apaixonaria por esses dois? *-*
    Ps. eu sei q a Angel é malvada, mas eu tbm tentaria algo com ela #ALoucaAqui kk linda <3

    ResponderExcluir
  18. Ahh mais uma coisa, estou curiosa pra saber oq aconteceu com ela (Angel), pq qndo li q o beijo fez com q ela lembrasse de alguma coisa meu estômago embrulhou, que medo :s

    ResponderExcluir
  19. AAAAHHHHHH!!!! Que diwoo!!!! To aki rezando pra chegar sábado!!!!♥♥ Sou sua fã!!!♥♥ CONTINUAAAAAA!!!!!♥♥♥ PSÉ, BJKAS NOS ÓRGÃOS!!♥♥♥

    ResponderExcluir
  20. Perfeito! Amei! Que o próximo sábado chegue logo!
    Beijos, Rai♥♥

    ResponderExcluir
  21. Simplesmente AMEI, nossa, Rocket Love está sendo muito mais do que qualquer uma de nós leitores esperávamos, a fanfic acabou de começar mas eu já estou convicta de que quando você finaliza-la ela terá que se tornar um livro *-----* Espero ansiosamente Sábado :) Kisses :*

    ResponderExcluir
  22. Drica está mais perfeito que antes e assim será a fanfic inteira, eu prevejo isso haha... Quando voc~e disse que planejaria algo grande em Rocket Love não estava brincando, está incrivel, continua logo diva, e que os sabados cheguem mais depressas do que nunca! Continuuuua! Kisseeees...

    ResponderExcluir
  23. Aimeudeus meu nome ta ali socorro drica eu nem li ainda mas sei que ta perfect cara essa fic vai ser sucesso na certa !! Ta agora eu vou ler skdkf

    Iasmin xx sua fã

    ResponderExcluir
  24. MEOOOOOOOOOO DEOSSSSSSSS QUE PERFEITAAAAAAAA AMEI MUITO
    MSM

    ResponderExcluir
  25. \o/ curiosaaa, continua! :D

    ResponderExcluir
  26. Muito show, d d d divando kkk
    PS : Wil, nova leitora e jà amando forte ;)))

    ResponderExcluir
  27. Caramba está Divoso, eu quase morri quando vi o prólogo... Eu esperei tanto tempo por Rocket Love!!!!
    Está Perfecttt... Amando demais essa fic....
    Continua Diva *-----*

    ResponderExcluir
  28. Eu esperei essa fic por tanto tempo. Acho q por um ano inteiro ou perto disso. N para drica ❤

    ResponderExcluir
  29. Aii que perfeito,leio todas as suas fics e só agora consegui comentar *-*. Está ótima é serio, to doida pra ler o 2° capitulo :-D

    ResponderExcluir
  30. ameii amora continuaaaa, está perfeito, divinoo flor... horankisses pra vc...

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*