26 de outubro de 2014

O Casamento - com Louis Tomlinson -

Olhei para o grande espelho a minha frente. O vestido cor de champanhe me caía muito bem. Meu cabelo estava pronto.

xX: Está linda, amiga - olho pro espelho. Atrás de mim, Rafaela me olhava, sorrindo.
Eu: Você também está - virei para ela e sorri.


 Ela também estava com um vestido champanhe, só que mais junto ao corpo e menos elaborado que o meu.
Rafa: Não tanto quando a noiva - me abraçou de lado, e nós ficamos ali, nos encarando no espelho.

xX: OMG! Vou chorar de tanta emoção! - olhamos para trás.

 Karoline e Caisy nos olhavam. E como sempre, a Karol era a mais sensível. Fui até ela e a abracei.

Eu: Amiga, não fica assim. Nem eu estou chorando.
Caisy: Não ainda, querida. A felicidade é tanta que em alguma hora do casamento, a noiva chora.

 Fiquei pensando. Será que eu estava realmente feliz com aquilo?

~Louis Pov~

Zayn: Lou, para de andar pra lá e pra cá! - me repreendeu.
Eu: Eu não consigo, estou muito nervoso!
Niall: Acredite, a Seunome também está.
Eu: Acredite, não mais do que eu - sentei no braço da poltrona, onde Harry estava sentado.
Harry: Gente! É só um casamento.
Niall: Cala a boca Harry! Não é tão simples.
Zayn: Você não vai desistir, não é?
Eu: E se eu receber um NÃO bem grande? - comecei a bater o pé freneticamente, nervoso.


Niall: Bem, a Seunome não parece TÃO feliz com esse casamento.

 Liam entrou na sala com um sorriso.

Zayn: Onde você estava?
Liam: Com os meus amores. E como estão?
Harry: Bem, mas o outro aqui vai surtar - me indicou com o polegar.
Liam: Coma um chocolate. Traz bem estar e acalma.

 Olhei para a janela , com o olhar distante. Só de pensar em entrar naquela igreja e receber um não... A minha vida já era. Olhei para os meninos, que estavam entretidos em uma conversa aleatória.

Eu: Alguém ai tem um chocolate, e bem grande?

~Narradora Pov~

 Seunome, Rafaela, Karoline e Caisy conversavam e riam, quando Jessi chegou com sua barriga de 8 meses. Ela havia acabado de se encontrar com o Liam, seu marido, antes de vir ver suas amigas.

Jessi: E aê, amiga? Pronta? - perguntou a Seunome, disfarçando um sorriso maroto. De todas ali, só ela estava a par do que iria acontecer hoje.
Você: Claro - deu um meio sorriso. O relógio da sala bateu 6:00pm.
Rafaela: OMG! Vamos, precisamos ir! - disse empurrando as outras garotas para fora da sala.

~Seunome Pov~

 Entrei no carro depois de ser praticamente arrastada pela Rafaela, para fora do prédio. O casamento estava marcado para 6:30pm, o trajeto até a igreja era é de 20 minutos, e ainda eram 6:15pm, não sei pra que tanta pressa. Não é normal as noivas se atrasarem?

 Passados os 20 minutos, que pareceram uma eternidade, nós chegamos. Saí do carro com o buque e o fotógrafo veio tirar as fotos da entrada.

 Apesar de não estar tanto assim, eu estava feliz. Eu iria me casar! Esse é o sonho de toda mulher, não é? Pelo menos da maioria...

Levantei a barra do vestido e subi os poucos degraus que levavam à imensa porta da igreja.

Pai: Está linda, meu amor - parei de arrumar o vestido e o olhei. Ele tinha um sorriso no rosto e parecia estar emocionado. Entrelacei meu braço no dele, e nos endireitamos em frente a porta. - Pronta? - me olhou.
Eu: Estou - assenti.

 Suspirei bem fundo, antes de darmos os primeiros passos. A grandes portas se abriram, a marcha de entrada começou a tocar, todos os convidados se levantaram.

 Meu pai me conduzia pelo tapete vermelho, todos sorriam, vi minha família mais próxima sentada nas primeiras cadeiras. Meu primo Jack olhou pra mim e fez um "joia" com as duas mãos e sussurrou um "é isso ai pequena" e do seu lado, minha prima Dayse sussurrou "arrasa" junto com uma dancinha.


 Olhei para baixo e sorri. Com certeza esses dois arrasam!


 Finalmente chegamos ao altar. Os padrinhos: Harry e Caisy, Liam e sua mãe Karen (já que Jessi não pode ficar muito em pé, por causa da gravidez), eram meus padrinhos, do outro lado estavam Niall e Rafaela, Zayn e Karoline.

 Minha mãe se aproximou e me deu um abraço. Virei para meu pai, ele levantou o véu, me deu um beijo na testa e voltou a baixa-lo. Pegou na minha mão e me entregou ao meu futuro marido.

 Subi o degrau do altar, e o olhei. Carlos sorria de canto a canto. Sorri para ele, e olhamos para o padre a nossa frente.

~Narradora Pov~

 Os noivos ficaram frente a frente para as palavras finais do padre.

Padre: Agora, o noivo pode beija a...
xX: NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃO!!!

 Todos ficaram assustados. Especialmente Seunome, que mesmo sem olhar, sabia quem era, só pela voz. E ao ouvi-la, seu coração acelerou, parecia que iria pular para fora.
Todos ali presentes olharam para a pessoa de olhos azuis que acabara de interromper a cerimônia.


                       ~Flash Back On~
Você: Vai, Louis! Me explica por que não? - gritou.
Louis: Olha, eu já disse, esse compromisso eu não posso agora. E além do mas, eu deveria fazer o pedido.
Você: Ah, por favor - bufou. - Isso é machismo! E não pode? O que te impede?

 Seunome havia acabado de pedir Louis em casamento, os dois se amavam muito, mas ele recusou. A história de "homem que tem que pedir a mão da mulher" era pura calúnia. Ele não queria, não podia, por outro motivo.

 Mas estava feliz pela iniciativa da namorada, apesar de que ele também estava pensado em pedi-la em casamento.

 O motivo de Louis, era que na ida a sua cidade Natal, Doncaster, ele bebeu um pouco e acordou com Caillie em sua cama, ele não se lembrava de nada. Caillie  uma vez se apaixonou por Louis, era meio maluquinha, aproveitou o estado "frágil" do garoto, entrou em seu quarto escondida e depois disse estar grávida dele.

 Era isso que preocupava Louis. Ele não queria que no meio de seu casamento a menina aparecesse bem na hora, dizendo que ele tem que assumir um filho. Ele precisa de 3 meses, porque assim o feto estaria desenvolvido e poderia fazer o teste de DNA, mas Louis não queria preocupar Seunome com isso.

Louis: Eu acho que não é uma boa hora.

 Ele imaginava Seunome tendo que cuidar de um filho que não era dela e sim de seu marido, o fruto de uma traição. Para ele aquilo era a pior coisa que poderia acontecer. Mas ele não sabia que era um filho "falso".

Você: Por que não? Nós nos amamos tanto... - lágrimas escorriam pelo seu rosto. - Não tem nada impedindo. Se você me desse uma boa explicação, eu entenderia, mas nessas semanas você estava tão distante, parecia não perturbado com algo, mas não quer conversar. Me sinto excluída da sua vida.


Louis: Não quero que se preocupe com isso.
Você: Não venha me falar que é para me "proteger" de algo. Porque se você quisesse mesmo isso, me contava.
Louis: Eu... - ele a olhou profundamente. Vou parecer um traidor, ela vai demorar para ter confiança em mim novamente. Pensou. - Eu acho melhor não - baixou a cabeça.
Você: Você não me ama como antes?
Louis: Nunca duvide do meu amor por você - a segurou nos dois braços.
Você: Sai daqui, Louis! Agora! - pediu sem o olhar.
Louis: Só espere - lhe beijou a testa e saiu.

 Algumas horas depois ele voltou a casa dela, para conversarem. A encontrou sentada em frente a sua porta, chorando, com Carlos a consolando. Louis sabia que ele gostava de Seunome.

 Seu celular virou com uma mensagem "Você não irá me deixar sozinha com o nosso filho, não é? Beijos do seu amor, Caillie".  Louis olhou do aparelho para os outros dois na beira da porta.


Seria melhor se afastar por uns tempos, até decidir o que fazer.

 Com o passar de três meses, Carlos decidiu pedir Seunome em namoro, a mesma sem noticias de Louis, aceitou. Mas não era Carlos quem ela realmente amava.

 Por sua vez, Louis descobriu a farsa, mas soube do casamento e decidiu não interferir. Mas depois de mais alguns meses, não aguentou ficar longe da amada e voltou de Doncaster para Londres.

~Flash Back Off~

 E agora estavam naquela situação de tensão.

Louis: Seunome, por favor, não case com ele. Me desculpe por tudo  que eu fiz, por sumir, mas percebi que não consigo ficar longe de você por muito mais tempo. Eu te amo.

 Diante daquelas palavras, a igreja toda se uniu em um coro de "ohhhh", e todos os olhares de voltaram para a noiva, ansiosos pela resposta. Principalmente da parte de Louis.

~Seunome Pov~

~Alguns anos depois~

 Estava sentada no jardim, com um livro novo que comprei para ler, quando sinto mãos envolverem minha cintura, me abraçando por trás e aquele cheio que eu tanto gostava, invadir o espaço.

Eu: Tô vendo que vou ter que ler depois - ri.
Louis: Exatamente - virei o pescoço e lhe dei um beijo. - Eu te amo.


Eu: Eu te amo mais - ele me deu um selinho.

 No dia do "meu casamento", depois da declaração de Louis, nós dois fugimos da igreja, e fomos para o norte da Inglaterra na mesma hora. Voltamos três meses depois e nos casamos. Sim, somos dois loucos.

xX: Mamãe! Papai! - uma serzinho pequeno pulou no nosso colo.
Eu: Opa! Calma meu amor - ri, e sentei Lucy em meu colo.
Louis: E cadê o outro pequeno? - olhou em volta e segundo depois, ele estava no chão com Cam em cima dele. - Ah! O campeão apareceu - eles riram.

 Cam e Lucy são as minhas duas novas paixões. Cam tem 4 anos e Lucy 2 anos. São tão alegres e bagunceiros quanto o pai rsrs.

Eu: É hoje que não tenho paz para ler meu livro - fiz cócegas em Lucy.
Louis: Quem concorda em encher o saco da mamãe hoje?
Cam/Lucy: EEEEEEEEU! - gritaram animados.
Louis: Então todo mundo pula em cima dela!
Eu: O quê? Não!

 Já era tarde, todos pularam em cima de mim e nós ficamos brincando, rolando pelo chão. Vou ter muito trabalho ainda pela frente com esses três! (risos). Mas eu não os trocaria por nada.


Créditos: Thamires Irineu
@ThamiresIrineu

/Lu













FW: Imagine Louis 

2 comentários:

  1. own q fofo amei seu imagine adoro ler as fanfics e imagine q vós fazem

    ResponderExcluir
  2. wendy styles malik horan payne tomlinson28 de fevereiro de 2015 10:30

    own que fofoo

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*