3 de dezembro de 2014

Gardênia - Cap - 28

Perfect day

can't hold us | via Facebook

Anteriormente

             A deixei em casa e graças a Deus, Nana havia saído para comprar pão, segundo a vizinha ao lado, uma dona que pela aparência amava flores. Me despedi de (seu Nome) e ficou combinado passar aqui na sexta pra levá-la à casa de Dra. Jullianne. No caminho de volta, vi o quanto certas pessoas poderiam ser perigosas e mentirosas. Nana!

Agora

(Seu Nome) P.O.Vs

            Quando Nana chegou foi meio difícil conter a emoção de vê-la. Ela percebeu que havia algo de diferente comigo, mas não questionou quando eu disse que não havia nada de errado. Ela se arrumou para o trabalho e eu não via a hora de ela sair para me encontrar com Harry. Talvez pelo fato de eu estar tão ansiosa pra que ela fosse logo, ela demorou um século. Eu já havia tomado banho e colocado um vestido todo colorido, só pra poder admirar tantas cores juntas.

           Depois de mais um longo tempo de espera, ela finalmente foi. Corri até a janela da sala e fiquei esperando ansiosa a chegada de Harry. Não me atrevi a olhar pra cima e contemplar o céu, eu faria isso ao lado dele. Avistei um carro prateado se aproximar e estacionar em frente de casa, e então Harry caminhou até a entrada, eu fiquei o olhando fascinada. Ele era tão lindo, eu poderia olhá-lo por toda uma vida e ainda não me cansaria. Quando ele finalmente alcançou a porta eu corri para abri-la e fui recepcionada com um belo sorriso capaz de fazer o mundo parar.

- Pronta? -ele perguntou me envolvendo em seus braços e colando nossos lábios em um beijo doce-


           Cortei o beijo e  perguntei:

- Pronta pra quê?
- Pro nosso passeio oras. -ele disse como se fosse o obvio-
- Vamos fazer um passeio? -perguntei sorrindo-
- Vamos, e não vai ser um passeio qualquer não. -falou- Vai ser O passeio.
- Humm, está me deixando curiosa. -falei-
- Então vamos nos apressar. -falou me puxando em direção ao carro mas eu me detetive- O que foi? -ele me perguntou-
- Você disse que queria me mostrar o céu, e estou esperando mas estou tão ansiosa! Se me puxar assim verei antes mesmo de entrar no carro.
- Tem razão. -falou pensativo- Então feche os olhos. -pediu e assim eu o fiz-

           Harry passou um braço pela minha cintura e outro por trás de meus joelhos me tirando do chão. Eu soltei um gritinho e falei:

- Harry o que está fazendo? -perguntei gargalhando-
- Estou carregando minha namorada até o carro. Quem tem algo contra isso que se manifeste agora.

           Tampei a boca com as mãos e ele riu me colocando no chão e me ajudando a sentar no carro. Abri os olhos olhando pras minhas pernas e mexendo com os dedos, eu estava ansiosa e nem sabia pra quê. Harry entrou no carro e deu partida. Eu simplesmente amava o carro de Harry, era tão confortável, na verdade eu simplesmente amava tudo em Harry, tudo que fosse dele, tudo que viesse dele, tudo que tivesse haver com ele, até o nome dele eu amava.

- Quer ir direto pra surpresa ou prefere comer alguma coisa antes? -perguntou-
- Acha mesmo que vou aguentar comer algo antes com toda essa ansiedade?

         Harry riu divertido e falou:

- Então vamos direto pra surpresa!

          Ele falou e o carro ficou em silêncio, aproveitei para olhá-lo melhor, seu rosto fica tão concentrado enquanto dirige, e isso só o deixa ainda mais lindo. Vez ou outra ele se vira pra mim e abre um sorriso enorme mostrando seus dentes perfeitos. Em um certo momento ele tirou uma das mãos do volante e segurou a minha acariciando-a.

- O que foi? -perguntei pega de surpresa pelo seu gesto-
- Nada. -ele falou sorrindo- Só quero ter certeza que está aqui e não vai fugir de mim.
- Hey. -falei tocando seu rosto- Eu não vou a lugar algum sem você.

            Isso o fez sorrir de lado, um sorriso tremendamente fofo. Senti vontade de beijá-lo, mas não o fiz. Afinal, estávamos no trânsito e já ouvi dizer que é muito perigoso. Acabei dando risada do meu pensamento repentino de agarrá-lo, eu pareço estar... Mudando.

- Porque está rindo? -ele perguntou divertido-
- Hã... Nada não. -falei sem graça-
- Ah não! Agora você fala! -pediu indignado, mas um sorriso ainda dominava seu rosto-
- Não é nada Harry, para. -falei sentindo as bochechas corarem-
- Você está corada? Agora definitivamente quero saber o que estava pensando.
- Harry é melhor prestar atenção no trânsito.
- Se não me falar o que é, eu paro de vez de olhar pra estrada. -ameaçou-
- Meu Deus. -escondi o rosto com as mãos- Se quer saber, eu apenas senti uma vontade imensa de te beijar quando deu aquele sorrisinho de lado.

            Despejei tudo de uma vez e continuei com o rosto escondido entre as mãos morrendo de vergonha. Senti o carro diminuir a velocidade até parar. Olhei para Harry e perguntei:

- Harry o que está fazendo?
- Agora você pode me beijar. -sorriu maroto me puxando pra um beijo- 
         
             E uau! Foi um beijo maravilhoso! Empurrei ele sorrindo e falei:

- Não acredito que parou o carro só por isso.
- Não. -falou- Parei o carro porque já chegamos. -falou com um sorriso- Mas é claro que foi ótimo poder te beijar.
- E você pode me beijar sempre que quiser! -falei-
- E saiba que vou me aproveitar disso. -falou com um sorriso estranho no rosto- Agora feche os olhos pra não estragar a surpresa!
- Ta bom Sr. Mandão!

            Fechei os olhos assim como ele me pediu e aguardei que ele desse a volta para abrir a porta e me ajudar a descer. Ele faz isso e me pega pela mão, guiando-me. Ele para de caminhar de repente e fala:

- Só um minutinho.

             Ele falou e senti suas mãos sobre meus pés tirando minha sapatilha.

- O que... -comecei mas ele fez shh pra mim, calando-me-
- Agora sim, o que acha disso?

             Sorri sentindo meus pés se afundarem em alguma coisa muito mais macia do que a grama que eu conhecia. Era tão bom, e estava quentinho, à ponto até de aquecer meus pés que estavam gélidos. Harry me guiou por mais alguns segundos e então parou, ficando atrás de mim segurando-me pela cintura. Então ele tirou os óculos de mim e disse:

- Pode abrir os olhos.

             E eu os abri. No mesmo instante tive a visão mais linda, mais incrível e mais perfeita de toda a minha vida. Não que eu já tivesse visto muitas coisas lindas na vida, mas eu tinha certeza absoluta que seria difícil encontrar algo mais belo do que aquela visão, ainda mais em um momento como esse, tão especial, tão único! Me virei para Harry com os olhos cheios de lágrimas e o abracei pelo pescoço. 

- Obrigada Harry. -chorei com o rosto na dobra de seu pescoço- Obrigada mesmo, eu amo tanto você.
- E eu também te amo. -falou me apertando em seus braços- Mas agora pare de chorar senão não vai aproveitar quase nada. -falou-
- Ta bom. -sorri me soltando de seus braços e olhando pro céu mais uma vez-
- Então (seu Nome), eu te apresento o céu. -aponto com a mão- Aquela é lua. -me mostrou uma grande e brilhante bola no céu- E envolta dela são nuvens. -mostrou vários desenhos no céu em volta da lua- E naquelas partes mais limpas são as estrelas. -me mostrou vários pontinhos brilhantes que achei simplesmente lindos.- E essa exuberância à sua frente é simplesmente o mar, não há nada mais lindo na terra do que o mar e o céu . 

              E eu acho que não há mesmo, fiquei pasma com a imensidão e a beleza do mar, era água que não acabava mais! 

- Ah, e mais uma coisa. -falou se baixando- Isso que está pisando se chama areia.

             Areia! Era esse então o nome do que eu estava pisando.

- É uma espécie de terra branca bem fofinha. -ele falou- Acho...
- É tudo perfeito Harry! Meu Deus, não posso acreditar que isso está acontecendo comigo!
- Então comece a acreditar. -falou- Porque isso é só o começo de tudo que vou te mostrar. Eu vou te mostrar o mundo (Seu Nome)!
- E eu vou adorar conhecê-lo ao seu lado. Eu topo qualquer coisa desde que seja com você!
- Qualquer coisa é? -perguntou malicioso-
- Sim. -respondi hesitante, meio desconfiada-
- O que você acha... -falou se aproximando-
- Harry o que vai fazer? -perguntei me afastando um pouco mas eu ria-
- Disso aqui! -falou me pegando no colo e correndo em direção ao mar-
- Harry o que está fazendo? Ah Meu Deus. -gritei dando risada quando ele começou a me rodar-

(imaginem isso a noite okay?)

          Soltei um gritinho agudo quando senti a água gélida me atingir, Harry não me soltou. Provavelmente ele imaginou que eu não saberia nadar.

- Muito bem para de se debater. -ele pediu rindo- Vou sair todo vermelho daqui de tanto levar porrada.
- Desculpa. -gargalhei ficando parada-
- Quieta, vou te colocar no chão.
- O quê? Não Harry eu não sei nadar. -falei desesperada agarrando seus cabelos-
- Se ficar de pé não haverá problema, é raso e não está com a maré alta. -falou-
- Ta bom, ta tá legal. -falei ainda nervosa-
- Ta... Então, pode soltar meus cabelos já.
- Ah ta. -sorri- Eu tinha... Me esquecido dessa parte.

            Aos poucos, senti meus pés se encostarem na água e um arrepio me percorreu. Mas ainda assim era muito bom. Olhei pra Harry e ele sorria orgulhoso.

- Viu só? -perguntou- Não tem mistério-
- Eu já sabia disso. -tentei parecer forte-
- Ah é? -perguntou- Então quer dizer que não está com medo de que alguma criatura marinha apareça pra te devorar?
- Criatura marinha? -arregalei os olhos ele gargalhou me deixando irritada- Idiota! -falei-
- Quer dizer então que a mocinha se irritou? -ele fez uma careta e eu lutei contra um riso mas não consegui- Vamos ver quem vai ser o idiota quando eu te jogar inteira na água!
- O quê? Harry não não. -comecei a rir e ele veio pra cima de mim-


                 Eu realmente pensei que ele me jogaria na água da cabeça aos pés, mas ao invés disso ele apenas se aproximou ainda mais me olhando intensamente, e me beijou:


               Um beijo lento, saboroso, perfeito. Um beijo que só Harry poderia me dar! E eu o amava por esse e muitos outros motivos. Harry é e sempre será a melhor coisa que aconteceu na minha vida.

Mais um capítulo pra vocês lindass. Comentem Gardeners, ah e amanhã eu a Mi vamos postar a sinopse da nossa long. Eu amo vocês! -Deh♥

10 comentários:

  1. Ah Deh, eu amei!!!! Amei mesmo, sabe, eu estou chorando aqui, às 1:00 hora da manhã ( No R.j. ), minha mãe dormindo e eu aqui, sentada no chão chorando por que eu vi pela primeira vez o céu!!!! Esse, pode crer, foi o melhor capítulo que você já escreveu!!!! Pode perguntar para as outras Gardeners! Ah estou ansiosa para a long que você e a Mi irão postar!!! Saiba que ficou maravilhosamente bem escrito, não tenho palavras para descrever esse cap!!! Amei, amei, amei, amei!!! Ah e quero outro cap de Gardência ( hehehe ) o mais rápido possível, pois sei que você consegue!!!!
    Amei mesmo, no fundo do meu coração!!
    Xx Jull amo você 💙💙💙

    ResponderExcluir
  2. Perfeito? Óbvio...
    Cr, esse blog e a minha vida! :')
    Eu AMU muito todas vocês! *-*

    ResponderExcluir
  3. Aiii Dhe!! Eu tô vivendo essa fic!!♡♡
    CONTINUAAAAAA PELO AMOR DE DEUS! !! ♥ □ ♥

    ResponderExcluir
  4. Chorei muito aqui hahaha!
    Continuaaa! <3

    ResponderExcluir
  5. Ai My Josh esse capítulo definitivamente é o meu preferido *---* Sério, Marry é vida gente-eu repito isso desde o começo da fanfic -_- . Eu tô in love e preciso de mais Gardênia, Okay? Okay. Amo mais que demais <3

    ResponderExcluir
  6. Oh mds!!! Não poderia estar mais feliz :D Eu vi o mar, o céu, as estrelas, a lua, as nuvens... Ahhhhhhhh eu tô tão feliz :3
    Posta logo o próximo Deh ;) Amo Gardênia ♥
    Beijos - x

    ResponderExcluir
  7. Awn que fofo Deh!!!
    perfeito de ++++ :D *---* <3

    ResponderExcluir
  8. awt. que perfeito. muito fofo

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*