19 de dezembro de 2014

♠ Rocket Love- Capítulo 17: Não sou eu.

~ Angel ON~ 



Eu estava esquisita por dentro. Um desejo incessante que nunca pensei que teria, coisas melosas passaram pela minha cabeça, passeios no parque de mãos dadas, ver o pôr do sol ou quem sabe olhar as estrelas. Tive nojo de mim mesma porque isso, esses pensamentos não são e não podem ser meus, não tem nada a ver comigo. Mas sim eu os tive. E só conseguia enxergar uma pessoa ao meu lado. Justo uma pessoa que provavelmente e com todos os motivos me odiava. Não tinha volta. Liam nunca iria gostar de mim como eu... sinto que gosto dele.

Não consegui aceitar que é real, que o que eu sinto é amor ou paixão ou sei lá o que. Só acordo todos os dias esperançosa de levantar, ir tomar café da manhã, cruzar com aquele otário e não sentir absolutamente nada. Isso nunca aconteceu e parece que está longe de ocorrer. Para minha desgraça.

Ninguém pode sonhar que isso existe, apesar de eu ter vacilado e dado provas de que tinha algo rolando. Afinal eu o beijei. E outro beijo aconteceu porém sem dúvidas foi apagado junto com a cura da ressaca.
Comi os biscoitos que Payne me deu. E ele não apareceu para eu dar minha recompensa. Óbvio, está mais do que na cara de que ele é certinho, e usar drogas ou beber não é sua praia.

É a minha. Foi um jeito que encontrei de sair desse inferno de lugar mesmo sem mover nem alguns centímetros para longe. Eu vou para a Lua e volto sem ter que cruzar os portões.

As férias estavam apenas começando e eu já sentia todo o vazio. Um vazio que era agradável e ao mesmo tempo perturbador. Pensamentos negativos visitavam minha mente e como sempre minhas noites eram cansativas e dolorosas.

Certo dia estava na minha janela olhando para a lua cheia que preenchia o céu, não era um hábito meu fazer isso, mas como não conseguia dormir, decidi fazer isso dessa vez, já que visivelmente não apareceria nenhum inspetor para gritar e perguntar o que eu estava fazendo acordada às três da manhã.

Então o vi. Ele estava com seus cabelos úmidos, deduzi que voltava da piscina. Naquela hora. Naquele sereno. Se ele pegasse um resfriado? Me soquei internamente por me preocupar com alguém que eu lutava a cada minuto para esquecer. Eu era um fracasso. Percebi isso quando impulsivamente assobiei, ganhando sua atenção com aquele par de olhos castanhos olhando para mim.

Liam cerrou os olhos e acho que deve ter parado por uns trinta segundos antes de caminhar para mais perto da minha janela.

- Por que não está dormindo? Por acaso está me vigiando? - o jeito que ele falou, era tão rude. Queria socar a cara dele.

- Você está louco seu estúpido? Por que eu faria isso? - eu respondi mais grosseira que ele.

- Não sei, talvez porque você seja uma louca, uma assas...- meus olhos se arregalaram. Minha circulação deve ter parado. Me senti fraca. Senti meu estômago revirar.

Assassina... Ele ia me chamar de assassina e o jeito que ele falou. Fechei meus olhos e acho que foi o momento que mais tive que ser forte de verdade em muito tempo. Fechei minhas mãos em punho.

- Vai fazer o que? Me matar? - Disse debochado. Foi o bastante.

Pulei minha janela com rapidez. Perdi os sentidos, como nos inúmeros acessos de raiva que tive na minha vida. Quando dei por mim já estava com minhas mãos agarradas naqueles cabelos, eu empurrava e jogava a cabeça dele contra o chão. Ele gritava insultos e eu nem me importava em escuta-los. Só queria descarregar toda a dor que ele estava me fazendo sentir.


- Eu sei de tudo. - ele gritava e eu continuava sem controle- Você matou uma pessoa. Sua assassina. - eu comecei a enforca-lo mas ele segurava minhas mãos com força- Por isso que sua família te mandou para cá, quem você matou? Seu irmão não foi?

Em determinado momento não pude mais. Foi como me jogar em uma vala comum. Quem era aquela garotinha? Com os sentimentos feridos? Quase chorando na frente de alguém? Não podia ser eu. Mas infelizmente era. Joguei meu corpo para o lado caindo sobre o chão frio, senti frio, afinal só estava com um moletom e meu shortinho.

Abracei minhas pernas e então já não sabia o que diabos era aquilo que já tinha invadido todo meu corpo. Era uma dor. Uma dor que incomodava minha garganta e então eu chorei. Chorei de verdade. Como a tantos e tantos anos não tinha feito. Eu fazia até barulho e não conseguia evitar, foi como uma avalanche de acontecimentos vindo a tona, tudo o que eu não chorei em anos vindo e justo ali na frente do garoto que eu secretamente gostava... Não podia ser pior. Na verdade, poderia. E ficou, assim que senti suas mãos geladas tocarem meu ombro. Se eu tivesse forças provavelmente acabaria com a sua vida naquele momento. Mas não deu. Somente fiz um gesto que deixava claro que eu o queria longe. Acho que foram dez minutos naquele chão frio, com a cabeça entre meus joelhos e somente lágrimas desciam. Sentia a presença de Liam ali e isso me destruía.

- Sai daqui! Sai agora - falei e me arrependi na hora, minha voz embarcada só deixa ainda mais claro de que eu era uma bobona chorona.

- Não. - ele disse firme. Eu pressionei meus olhos com tanto ódio. - Eu quero saber a verdade.

Então eu o olhei. Quem ele pensava que era para exigir algo de mim? Passei minhas mãos nos olhos, provavelmente vermelhos. Respirei fundo.
Me levantei devagar. Só queria sumir. Esse foi sem duvidas o momento mais embaraçoso da minha vida.

- Angel... - foi doloroso ouvir ele falando meu nome daquela forma. Podia sentir a pena no seu tom e era humilhante.


Parei de costas para ele e poucos segundos depois senti suas mãos envolverem meu corpo. Pronto. Desabei novamente. Obrigada emoções por me abandonarem durante quinze anos da minha vida e aparecerem inconvenientemente agora.


- Não chora. - Foi muito rápido, meu corpo foi virado e logo eu estava abraçada à Liam. Daquele jeito não parecia que eu era o perigo, ninguém imaginaria que eu batia nele. Seus braços pareciam tão fortes e protetores.

Não sabia o que era aquilo ou por que ele estava fazendo aquilo sendo que a poucos minutos atrás tinha me xingado... Mas não quis perguntar, só me permiti alguns minutos de fraqueza. Não me importei se era pena, sabia que era, a sensação de estar envolvida por ele era ótima.

- Aqui está frio. Vamos entrar. - ele disse e eu só fui guiada até meu quarto.

Olhei no relógio digital do meu quarto. Já eram quase quatro horas da manhã. Entramos e ele fechou a porta, nos sentamos na minha cama. E o silêncio reinou. Graças ao bom lord, já não chorava mais.
Ele sentou na ponta e eu em outra extremidade.
Não sei porque eu comecei a falar, mas somente o fiz.

- Eu tinha 13 anos... - falei baixo e ele me olhou como se não esperasse mesmo por aquilo e nem eu... - Não sabia o que estava fazendo, eu só queria acabar com aquilo e... - minha voz embargou de novo. Mas que droga. - Você não entenderia.

Logo sinto ele se aproximar mais.

- Quem foi? - ouvi quase um sussurro de sua boca.

- Meu padrasto. - olhei para ele profundamente.

- Por que? - seus olhos eram cuidadosos.

Eu só consegui balançar a cabeça, não que eu não soubesse o porquê. Sabia e essa dor me deixava sem palavras, era algo insuportável. Sufocante.
Após alguns minutos, Liam se levantou.

- Você precisa dormir. - ele disse. Realmente ele não fazia ideia. - Deve estar com sono.

- Faz anos que não durmo uma noite completa. - as palavras escapuliram da minha boca outra vez, como se ele realmente quisesse saber.

- Naquela noite você dormiu. - Sim, naquela noite eu estava chapada... e tinha você do meu lado.

- Pode ir, não precisa ficar aqui comigo. - eu disse. E fiz um gesto com a mão em direção a porta.

- Eu fico, se isso te ajuda a dormir. - ele falou e se sentou na minha poltrona. - Você toma remédios para insônia?

- Não, eles me deixavam sonolenta durante todo o dia, parei de tomar. Olha Liam, se quiser, pode mesmo ir...

- Acho tão louco quando me chama de Liam... - ele falou do nada.

- É o seu nome não é? - falei quase grosseira mas com um pingo de humor.

- Eu sei - ele sorriu abaixando a cabeça - Só é estranho, como tudo que aconteceu entre nós nos últimos dias. - Sim, disso eu não podia discordar dele. Balancei a cabeça positivamente.

- Acho que o efeito da maconha nunca vai passar. - dei um sorriso de canto.

- Eu espero que não. - ele me devolveu com o mesmo sorriso tímido.

Okay. Agora eu não sabia mesmo o que fazer, fiquei olhando para ele por alguns segundos e então me deitei na cama, olhando para o teto. Não sei quanto tempo levou mas adormeci.



Acordei assustada. Cheguei a cogitar que tudo havia sido um sonho porém logo o vi dormindo completamente desajeitado na minha poltrona. Por que? Por que ele não foi embora logo que eu dormi?
Segui na ponta do pé para o banheiro. Olhei meu reflexo no espelho, os olhos inchados... Decidi tomar um banho.

A água do chuveiro bateu e foi como se me renovasse, aquela madrugada foi algo completamente sem nexo, sentimentos aparecem e eu nem sabia de onde eles vinham ou o que eles significavam.

Saí de toalha e lá estava ele recém acordado. Não sei o que me deu, mas me curvei e dei um beijo em sua bochecha dizendo um ´´bom dia´´ logo depois. Devo ter sido abduzida e tem uma extraterrestre melosa tomando conta do meu corpo.

- Bom dia. - ele me respondeu com um os olhinhos ainda meio fechados. - Agora eu vou, fiquei feliz que você dormiu.

Somente foi andando para a porta e antes de sair disse ´´nos encontramos no almoço.´´

O tom dele não era do tipo ´´Vamos em um encontro romântico? ´´ Mas eu me senti como se fosse, estava nas nuvens. Sou uma idiota. Devem ter jogado macumba em mim.
Vesti um short jeans e uma blusa de manga comprida. Estava um dia ensolarado e o calor já era grande naquela altura da manhã. Como dormi muito pouco, decidi dormir mais e acordar somente no almoço.

Acordei com meu despertador indicando uma da tarde, levantei, me estiquei, encarei minha figura no espelho, aquela touca... Decidi deixa-la no quarto, deixei meus cabelos soltos, os cachos revoltosos até que estavam simpáticos.

Assim que chego no silêncio e tranquilidade e vazio que estava o refeitório, vejo umas três pessoas já almoçando e uma se servindo, assim como eu que peguei minha bandeja e comecei a fazer meu prato. Estava morrendo de fome.

A comida nas férias era sempre agradável, era feito em muito muito muito menos quantidade e por isso caprichada. O almoço era um risoto de arroz com ricota, salada verde, creme de milho, tomates frescas, frango assado ao molho agridoce e para beber, suco de amora. Eu adorava.

Meu prato ficou imenso. E logo um certo alguém apareceu para implicar com aquilo.

- Nossa, por que não leva logo a panela? - a voz doce e brincalhona de Liam surgiu atrás de mim. Acho que ele nunca havia feito nenhum brincadeira assim comigo.



E eu sorri para ela. Eu sorri... Sim, eu sorri. Como se ali não estivesse uma vítima e a ameaça, o lobo e o cordeiro, a caça e o caçador. Não éramos mais nós, posso estar enlouquecendo mas parece que estamos envolvidos em algo novo.

Nós almoçamos juntos. Lado a lado.

Em silêncio na maior parte das vezes, eu não tinha assunto com ele... Acho que nossas conversas sempre foram tensas e estar ali mastigando na frente dele já me deixava meio nervosa e esquisita.

Estávamos de barriga cheia andando pelos jardins... E então a minha maldita boca começou a falar.

- Eu sei que não gosta de mim... - sim, eu disse isso e depois quis sair correndo, ele deu uma gargalhada.

- Nós não somos bem o que se chamaria amizade fofinha né? - ele riu - Mas você não é tão ruim quanto quer que achem que é... - É, eu sou uma idiota fraca.

- Não ache que eu sou uma otário chorona, ontem foi só... - eu travei - pesado demais... - continuei falando mais baixo.

- Okay. Não vamos mais falar sobre isso, vamos aproveitar nossas férias. - ele olhou para mim e segurou em minha mão.

Um choque intenso percorreu meu corpo e eu somente me livrei daquele toque. Será que... Não, ele não pode gostar de mim também. Como isso pode ser possível?
Passamos uma tarde agradável apenas falando sobre assuntos triviais, a vida no internato, os professores, um pouco sobre o clã e sobre quem o usava, nada demais. Porém para mim já era grande coisa.

Sei que ele tem namorada e aparentemente gosta dela, mas nos beijamos e se depender da minha vontade, vai acontecer outra vez.


~Malu ON~



Peguei toda a comida que conseguia e coloquei no quarto. Porta trancada. E o barulho do chuveiro. Não, não era um sonho. Harry estava ali na minha cidade, no meu bairro, na minha rua, na minha casa, no meu quarto. Estou a ponto de pirar com isso. Minha família está demorando e que ótimo que está, assim posso ficar tranquila.

Quando ele sai do meu pequeno banheiro, usando apenas uma toalha cor de rosa minha, acho que podia voar. O jeito que o cabelo dele estava úmido e jogado para trás. Parecia mais um deus grego. Quis voltar para o chuveiro com ele e fazer as maiores loucuras mas aí lembro de que eu não tenho a menor ideia de como fazer tais loucuras.

- Esqueci de levar minha roupa. - ele disse com a carinha sapeca.

- Pode se trocar aí, prometo que não olho - me virei e tampei meus olhos com a mão.




-Não tem problema, pode olhar se quiser - ele riu e eu posso ouvir quando a toalha é retirada do seu corpo.


Aquilo fez partes minhas vibrarem, ahh Harry Styles você não tem ideia do poder que tem sobre mim. Só de ouvir aquela voz rouca brincando com meus sentidos e sentimentos, já sou abalada profundamente.

- Menina boazinha. - ele sussurra no meu ouvido, abraçando minhas costas e libertando minhas mãos que ainda pairavam sobre meus olhos.

- O que quer fazer agora? Podemos ver um filme ou uma série - eu sugeri

- Que tipo de filme? - ele olha para mim malicioso.

Nossa... Naquele momento eu sei que minha mãe me internaria em um Convento se apresentasse Harry como meu namorado. O genro perfeito para ela, só que nunca.
Dou um tapa no braço dele de leve e me levanto, pegando a caixa dos DVDs.
Não vou mentir que fiquei irritada com as risadas dele pelos filmes que tinham ali.

- Só tem desenho e filmes chatos da Disney - ele reclamou. - Que série você tem?

Mostrei os boxers de Jonas L.A, Sunny entre estrelas, Hanna Montana e Boa sorte, Charlie e ele debochou mais ainda de mim. Desculpa se minha mãe não me deixa assistir uma série legal e descolada. Ela até proibiu Hanna Montana, porque segundo ela fazia apologia a mentira, só porque a menina tinha duas faces. Mereço. Eu escondi o dvd porque sou rebelde.

- Tudo bem, não sabia que gostava dessas coisas, mas podemos assistir, alguns eu até posso gostar - ele falou percebendo que não estava entrando na onda da brincadeira.

- Harry, tem algo que precisa saber sobre mim e a minha família. - falei séria.

Ele se sentou bem em frente a mim me olhando atentamente.

- Eles são muito religiosos, demais até, minha mãe é uma dessas fanáticas e tudo isso respinga na minha vida. Eu preciso ser um modelo de garota. E como não sou, fui mandada para o Internato.

- Por que nunca me disse isso? Espera... Todas aquelas históris que contou... De festas, baladas...

- Não, não eram verdade. - eu abaixei minha cabeça - Eu devo ser a pessoa mais chata e entediante do mundo inteiro.

- O que? Não diga isso May, você não precisa de tudo isso para ser legal e adorada. Mentir para seus amigos? - ele balançou a cabeça em reprovação.

- A gente não era tão amigo assim quando falei isso, e sei lá, você e Louis eram tão descolados... Não quis ser o peixe fora d'água.

- Eu descolado? Você realmente não tem noção do que fala... - ele falou e por um momento o vi se distanciar muito...

Muito mesmo. Como se ele fosse transportado para outro lugar.





- Harry, no que você está pensando?

- Na minha vida... Antes de ir para Wolverhampton...

Realmente, eu não sabia direito do porquê dele ter ido para lá.

- O que houve? - perguntei e ele parou e me encarou, com os olhos perdidos, tristes e de certa forma ofendidos.

CONTINUA...

Comentem e como o prometido posto mais e mais <3


25 comentários:

  1. Primeira a comentar! 😁😁😁 bom tá perfeito como sempre, e eu deseperada como sempre fui encher a paciência sua, desculpa Drica, mais é que eu não me aguento! Amo muito RL E MARRY <3. Aí e a Angel em?! Tô xonada nela!

    ResponderExcluir
  2. aaaai deus , cara ta mt pft , estou mt anciosa para o próximo capitulo dkfvrvlsfglvj,lsgç
    Amanda -xx

    ResponderExcluir
  3. LANGEL!!!! *----* Ah MDS a Angels não é tão ruim quanto eu pensava :') E esses momentos desses dois em :3 Malu e Harry são as criaturas mais shippaveis do mundo. Quero saber mais sobre o passado do Harry .-. Continua logoooo please!

    ResponderExcluir
  4. Driiii que perfeição, eu to amando, já disse antes mas você escreve msm mt bem, por favor continua logo ❤️❤️

    ResponderExcluir
  5. Perfeitoooooooo, posta mais, mais, mais e maisssssss!!

    ResponderExcluir
  6. Cara, sem sombra de dúvidas Langel é vida ❤ eles são tao shippaveis :)) espero que eles descubram logo que estão apaixonados um pelo outro, mas sei que entre esses dois nada é tao fácil assim ;))
    Marry então nem se fala!! Adoro eles como casal e shippi com certeza ❤ e tem esse negocio ae do passado do Harry né? Ai mds continua logo pq eu to louca pra saber :33
    Bom, é isso. Beijo Drica :*
    Angélica Styles - Xo

    ResponderExcluir
  7. Ai. Meu. Zeus. Estou emocionada agora. Primeira vez que comento. Queria dizer que te amo assim como eu amo o Liam hahahah. Nunca comentei antes porque... Nao sei o porque mas eu to agora pois percebi que muitas pararam de comentar e isso acaba afetando a escritora. Sobre a sua infeliz afirmaçao do capitulo retrasado existem muitas pessoas que se importam mas só nao conseguem comentar aqui e dizer o quanto te amam e amam essa fic. Acabei me identificando com a Malu porque meu caso é parecido com o dela. E como nao podia faltar Langel pra gente. Ta mais que perfect. A Malu em algum momento da historia vai se dicidir com qual fica? Ta tudo saindo maia dramatico ou é minha impressao? Ei nen pense que esquecemos da sua promessa de fazer maratona viu?
    Tô aqui mais pra fazer uma reclamaçao: AONDE FOI QUE A ANINHA SE METEU? QUERO DNA DEVOLTA! Ainda possuo esperanças. Ela vai voltar! Talvez seja por isso que o numero de coments tenha abaixado. As fics sao um estímulo mas precisamos de mais confiança de vocês. Eu estou desmotivada para comentar e acho que com a queda de comentarios voce tambem ficou assim. Quero agradecer a todas as escritoras que fazem esse blog ser o melhor e a todas as leitoras que sempre comentam por motivarem a elas a escreverem. Acho que nao viveria sem essas fanfics (mas eu tenho vida social viu?) Vou tentar sempre comentar porque Rocket love eh demais e precisa de mais consideraçao.(nao soh ela mas todas as outras fics em especial essa!)
    Malikiss
    Xoxo Lysah (Lillyan)

    ResponderExcluir
  8. Nossa perfeito, quero ler mais kkkk eitxa que as coisas estão esquentando, liam e Angel hum isso vai dar em rolo, mas que bom que os dois estão fofos juntos curtindo as ferias

    ResponderExcluir
  9. ai amei! denovo kk
    nossa, sério, Langel é muuuito mais interessante kk o Liam tem q ficar com ela, pelo jeito sofreu mto :/ precisa de algm carinhoso. E o Harry, oq será q aconteceu com ele, curiosa aqui, ele e a May vão ter um romance de férias? *-* q romântico SZ

    ResponderExcluir
  10. Aiiii que capítulo! Quantas revelações. Eu tava até acreditando no Liam mas ai eu lembrei do plano com a namorada dele :/ enfimmmm postaaa mais to super ansiosa para saber o que aconteceu com o Harry
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Continuaaa Drica diva...!

    ResponderExcluir
  12. Não que justifique algo mas acho que a quantidade de comentários diminuiu por causa desse negócio de"prove que você não é um robô" . Sei lá pra mim é ruim pq comento pelo celular e é bem difícil trava tudo e as vezes demora pra enviar o comentário isso quando envia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo pra que serve isso?

      Excluir
    2. Não é uma crítica ok? É só uma opinião!

      Excluir
  13. sobe. desce. empina e rebola. Eitaa Geovanna!! Segura o Forninhoo....Oppss o Forninho caiu com esse capitulo <333 Estou tao curiosa sobre o passado do Harry e Da Angel agora.
    Você acabou com meus sentimento com essas cenas Langel <3 Langel Shipper na veia <3
    Marry <33 Estou in love por esses dois <3

    Continua Drica <33

    ResponderExcluir
  14. Dricaaaa, Continua se nn eu te mato!!!! Teve langel!! oh Deus, meus feels estao acabados com esse capp! Continuaaaaaaaa!

    ResponderExcluir
  15. Olá, eu sei que não tem mto a ver com essa fic, mas estava em minha conta no social spirit e me deparei com uma fic igual a little things que você escreveu a um tempo. Antes de cometer um injustiça, precisava saber se você autorizou essa copia. Vou te mandar o link da fic: http://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-one-direction-little-things-2869762 Se você puder me responder meu e-mail é: mc.baldim@hotmail.com
    Caso você não tenha autorizado a copia, ficarei feliz em ajuda-la a denunciar este plagio.
    Xx, Cássia.

    ResponderExcluir
  16. Oi drica, eu literalmente li todos os capitulos da fic hoje, mal posso esperar pelo prox!!! Ja li todas as fics q vc postou aqui no site, e digo que sou uma grande fan! Obviamente, to meio desesperada pelos proxs caps!!!

    ResponderExcluir
  17. drica sempre lacrando nas fics. xará vc é show.

    ResponderExcluir
  18. Oi Drica, eu sempre acompanhei a fic mas nunca comentei! Estou comentando agora só pq tava viajando, mas eu queria dizer pra você continuar escrevendo pois você escreve muito bem. Realmente eu fico apaixonada por todas as fics suas que eu leio, realmente você poderia ser escritora. Seus livros iriam vender muito, mas eu vim aqui para pedir para você continuar escrevendo essa fic. Eu nesecito ler essa fic! Ela é PERFEITA mesmo
    Xx: Indayá

    ResponderExcluir
  19. Cara..não me abando por favor ??? Tipo.. quando eu foi vendo o trailler e a sinopse eu achei sinceramente o tema e o estilo meio medíocre, mas eu acabei lendo o 1º capítulo e amei tudo que eu li e foi assim por diante a cada capítulo que eu lia, eu só queria mais, mais e mais.. Eu sei que é realmente difícil para vocês escritoras passarem tempos de suas vidas escrevendo e não serem valorizadas, no caso de vocês tendo comentários, mas não se entristeça com isso, saiba que você é uma ótima escritora ( não é a primeira fic sua que eu leio :3). Espero mais capítulos...<3
    Xx
    #Não_sou_mais_fã_fantasma

    ResponderExcluir
  20. Driiiiccccaaa...continua pfv sua linda. Eu preciso saber o passado do Harry e se ele e a May vão ficar juntos...eu amo Marry♥♥

    ResponderExcluir
  21. Meeeeeu God sua fanfic está divônica e sensacional menina !!
    Estou amando e super ansiosa para o próximo capítulo...<3
    ''Lorena Bernardinelli".

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*