3 de janeiro de 2015

MINI IMAGINE - Superpower

MINI IMAGINE COM LOUIS TOMLINSON - PARTE 1 



Superpower
The superpower
Tough love
Like a shark
superpower - Beyoncé

- EU NÃO VOU PRA UMA ESCOLA DE ABERRAÇÕES! - gritei e fechei a porta com força

Cada dia que passa fica difícil de controlar meus poderes, sim, você entendeu certo, PO-DE-RES.
Queria que fosse mentira, me sinto a cada dia como se fosse um monstro, uma aberração que não merecesse ficar na sociedade.
Tenho poder da mente, controlo objetos, e essas coisas haver com a mente, mas não consegui aprender tudo.
Eu não sabia, na realidade acho que o mundo não sabe, mas tem uma escola, apenas pra pessoas com poderes especiais, mas não quero isso, quero viver a vida normal, ir pra faculdade, me divertir, igual todos, por que não pode ser assim?
Segundo a explicação, são os governos do mundo inteiro que decidiram isso, fazer uma escola de mutantes, mas que o resto da sociedade não soubesse para não se assustar.
Eu poderia viver em sociedade, mas a cada dia me torno mais incontrolável, já perdi as contas de quantas vezes quebrei todos os vidros da casa no meio de uma mera briga com minha mãe.

- filha - ouvi batidas na porta - filha!

Olhei pra porta, que logo se abriu, e olhei pra minha mãe. Ela olhou pra porta ainda assustada e se aproximou de mim com cuidado.

- não precisa ser assim, não sou nenhum monstro, eu acho - disse nervosa
- filha calma - se sentou do meu lado - só quero falar com você
- então fala
- entenda... o governo não quer tolerar uma pessoa com poderes andando pela rua, se te acharem e souberem quem você é, podem querer te matar, não quero isso
- não quero viver como uma anormal
- lá você vai ser normal, confia em mim, sou sua mãe e quero seu melhor
- só me prometa uma coisa
- pode falar
- se eu não gostar, me tire de lá, por favor
- sorriu e acariciou meu rosto - se lá não for bom pra você, eu nunca te deixaria ir
- então... eu vou - suspirei

Aceitei porque... queria muito ser normal, estou cansada de ver minha mãe comprar vidros toda semana gastando o dinheiro que ela nem tem, e no final, tenho que admitir posso ser perigosa pra ela  também.

- então, eu vou ligar pra eles, certo?
- tudo bem, mãe

Ela sorriu e beijou meu rosto, depois se levantou e com cuidado, encostou a porta.

5 DIAS DEPOIS

Era meio dia, já estava dentro de um táxi, indo para um lugar que eu mal sei o nome.
Pra minha sorte, era na minha cidade ainda, provavelmente porque já vivo em uma cidade afastada.
Depois de um tempo no táxi, finalmente cheguei. Me desci já com minha mala, olhei para o grande prédio, lentamente coloquei meu pé pra dentro daquele lugar, empurrei a porta, e entrei. Olhei em volta, tudo parecia calmo e vazio, nem parecia que vivia pessoas ali.

- posso ajudá-la?

Tomei um susto, mas olhei pro lado, ninguém, olhei para o outro, um garoto bem de frente pra mim.

- imagino que corra bem depressa - eu disse
- correr depressa não nem metade - riu - sou Niall Horan - estendeu a mão
- Seu Nome Peters - apertei sua mão
- me avisaram que viria pra cá, então acabei ficando de guia
- ah, okay - sorri - obrigada
- sem problemas, quer que eu leve sua mala pro teu quarto?
- acho que n...
- precisa sim - pegou a mala das minhas mãos - só um segundo

1...2...3... Ele está de volta, fiquei boquiaberta, mas logo me recompus.

- uau - eu disse - bem, o que tem pra me mostrar? - perguntei
- vamos - disse pensativo - já sei, sala de treinamentos vai adorar - me puxou pela mão
- Niall, Niall
- sim? - parou
- eu não sou rápida igual você - ri
- ah me desculpa, as vezes esqueço, então vamos caminhando - disse andando
- bem melhor
- qual seu poder?
- mente
- como assim?
- tipo assim - apontei para a porta aberta e a fechei - ainda estou aprendendo a controlar, por isso estou aqui
- entendi - abriu a porta - e aqui é a sala de treinamentos

Era enorme e incrível, tantas pessoas com poderes treinando, parecia a coisa mais normal do mundo.

- nossa - sorri - é demais - olhei em volta
- daqui a pouco você vai estar treinando aqui, se acostume
- estou começando a gostar daqui
- vai adorar com o tempo
- dando uma de guia turístico, Nialler?

Olhamos pra trás, um garoto com um cabelo meio bagunçado olhos bem claros, mas ao mesmo tempo, sua voz tinha um tom de deboche, que me incomodou.

- ajudando a novata, Louis
- Seu nome - sorri e estendi a mão
- bem vinda, novata, boa sorte - saiu ignorando minha mão estendida
- não liga não, Seu nome, jeito dele de intimidar
- então vou ensinar o meu jeito de intimidar

Apontei para uma maçã que estava nas mãos de uma garota e joguei em sua cabeça. Ouvi a risada do Niall,e desviei o olhar.

- sei que foi você novata - se aproximou
- não fiz nada - me fiz de desentendida
- você acha que chegou aonde? - se aproximou - não são esses poderes idiotas que vai fazer alguma diferença
- ai, minha cabeça, para!

Senti uma dor aguda na cabeça, depois de pedir ele parou e se aproximou até ficar de frente pra mim.

- fique na sua, quem sabe se encaixa em algum lugar - disse sarcástico
- eu vou encaixar minha mão na sua cara


Eu iria pra cima dele se Niall não me segurasse.
Esse ponto todos me olhavam, ao mesmo tempo que o tal de Louis tem lindos olhos, se engana em pensar que é legal.
Me soltei do Niall e saí da sala de treinamento.
Que ótimo começo, fui até a diretoria, minha mãe disse que era a primeira coisa que deveria fazer, e como de costume ela estava certa.
Bati na porta, que logo se abriu, entrei e a encostei.

- com licença?
- sente-se Seu nome - ele disse
- tudo bem - me sentei
- aqui a chave do seu quarto - me entregou - sou Jack Black, eu sei, nome meio engraçado
- é um pouco senhor Black
- Niall te mostrou um pouco do colégio?
- sim - assenti - já tive desprazer de arrumar encrenca com... acho que Louis
- ah, isso acontece, depois passa quando estiver habituada
- não estou falando que eu tenha me assustado, só pra deixar avisado que talvez possa vir aqui por ter batido nele
- riu - calma senhorita Peters... Louis só tem esse jeito porque é um dos mais velhos aqui, tem 23 anos, e está aqui desde os 15
- entendi, bem, de qualquer forma, obrigada - sorri
- de nada, e qualquer problema, dúvida, seja o que for, venha falar comigo, certo?
- certo - peguei a chave - então vou conhecer meu quarto - me levantei - tchau - acenei

Saí da sala, mas esqueci de perguntar o crucial, como faço pra chegar no meu quarto? Deixei Niall lá, e também me esqueci de perguntar pra ele.
Um garoto passava, então o parei, e ele me olhou.

- desculpa te parar assim, é que sou nova, e não tenho ideia onde fica meu quarto
- olhou pra chave - ah, sei onde é, quer que eu te leve? - perguntou
- eu adoraria
- vem comigo - disse andando
- certo - o segui - ah, inclusive sou Seu nome Peters, esqueci de me apresentar
- riu - sou Harry Styles, e aí qual seu poder novata?
- mente
- ah, esse é um dos poderes do meu colega de quarto, o meu é fogo
- fogo?
- sim - estralou os dedos e logo uma chama apareceu em sua mão - viu?
- interessante - sorri
- bem, está entregue senhorita - apontou pra porta - já que é nova aqui - deu de ombros - se quiser alguma ajuda bate na minha porta, fica de frente pro seu quarto - apontou
- ah, não separam?
- não, só os quartos que normalmente são duas garotas, e dois garotos... mas não dividem em alas igual nos colégios por aí
- entendi, obrigada, Harry, nos vemos por aí - abri a porta
- okay - piscou

Entrei no quarto, uma garota estava sentada na cama, olhando para a tela do celular.

- hum... oi - sorri - sou sua colega de quarto
- me olhou - oi, desculpa, nem te vi, estava focada - se levantou - sou Maria - estendeu a mão
- Seu nome Peters - apertei sua mão
- é bom ter uma colega de quarto - disse voltando a se sentar - fico meio sozinha aqui - reclamou
- bem, agora você me tem - ri e me deitei na cama - como funciona as coisas aqui? - perguntei
- é simples, qual seu poder?
- coisas que envolve a mente
- então você provavelmente vai ter um instrutor, que é um dos alunos mais antigos, e que tenha um poder parecido com o seu, ele te ajuda no treinamento, etc... e como você é nova, o diretor te ajuda um pouco também, pra você aprender a controlar melhor
- entendi - me sentei - qual seu poder?
- controlo coisas que tem haver com a natureza, como se fosse uma ligação mesmo
- isso parece legal, me mostra? - pedi
- hum - olhou em volta - essa flor morta - mostrou - só pegar em mãos - pegou - e pronto - a flor estava nova e perfeita
- isso é lindo, gostei
- tem gente que acha desnecessário, eu adoro - sorriu - bem, hoje é dia de folga, me fala de você
- okay - eu disse pensativa - eu moro nessa cidade mesmo, vim pra cá porque minha mãe não aguenta mais consertar os vidros da casa.... tenho 18 anos, sou filha única
- e seu pai?
- nunca conheci, minha mãe disse que ele era "especial como eu" - fiz aspas com os dedos - mas tanto faz, ele não quis me conhecer, não tem porque eu querer conhecê-lo
- entendi
- e você?
- eu tenho 19 anos, vim de Portugal pra cá quando tinha 17 anos, morava com meu pai, mas eu não sabia controlar nem um pouco meus poderes, o extremo foi quando eu sem querer saí do controle, e acabei com o jardim do vizinho, ficou totalmente destruído, então concordamos que eu precisava de ajuda
- e sua mãe?
- ela morreu no parto, nunca conheci
- ah, lamento
- já superei - sorriu
- tem mais amigos aqui?
- tenho, conheço o Harry que te trouxe até a porta, e o amigo de quarto dele, Louis
- não me diga que aquele idiota está de frente pro quarto - revirei os olhos
- idiota por quê?
- ele mal me conheceu e já chegou me ameaçando, então atirei uma maçã nele, e por aí vai
- riu - acontece, Louis é muito pavio curto, mas é esperto e engraçado
- tanto faz
- tem o Niall, que trouxe sua mala aqui, ele é meu melhor amigo, Liam e Zayn, também são super legais, etc... eles são meus melhores amigos mesmo
- saquei, pelo menos é bom arrumar amizades que eu não preciso me esconder
- vá por mim, todos tem problemas aqui, você não é um problema, é só mais uma de nós - sorriu
- acho que não vai ser tão ruim quanto pensei

DIA SEGUINTE

Desfaço o que eu digo "não vai ser tão ruim quanto pensei", por quê? O motivo básico é que me entregaram um papel dizendo quem seria meu instrutor, "Louis Tomlinson", deve ter algum problema.
Estava no quarto terminando de colocar uma roupa, ouvi algumas batidas na porta, calcei meu tênis e abri, pra variar, a última pessoa que eu gostaria de ver.

- o que foi? - perguntei
- infelizmente sou seu instrutor, então anda logo
- pra... ?
- começar a trabalhar, vamos logo garota
- não me apressa não - fechei a porta
- apresso o quanto eu quero
- vai nessa - ironizei - então... o que vamos fazer?
- vem comigo

O segui até o refeitório que estava completamente vazio.

- eu já sei comer, não precisa me ensinar - debochei
- garota
- tenho nome - o interrompi
- oh meu deus, só peço uma coisa e é paciência - passou a mão no rosto - Seu nome... para com essa ironia antes que eu te tranque em um quarto qualquer e jogo a chave fora
- cruzei os braços - então vamos lá, Senhor Tomlinson

Ele pegou um copo e colocou sob a mesa.

- sua fraca - cruzou os braços e me encarou
- o que disse?
- você é fraca, provavelmente a mais fraca de todos nós - sorriu cínico
- olha aqui seu id... - o copo quebrou
- viu?
- o que? - perguntei nervosa
- quando você está nervosa tem que guardar isso pra você, se controlar, se não as coisas em volta de você quebram, isso pode machucar alguém
- suspirei - e como faço isso?
- você fica nervosa fácil - se sentou - então tem que respirar fundo, você esquece que tem poderes, e isso é algo que você não pode esquecer de jeito nenhum
- então eu tenho que me concentrar?
- sim, se concentre nos seus poderes, e se alguém te deixar nervosa, desconte apenas na pessoa, não nos objetos a sua volta
- posso testar em você? - brinquei
- riu - não mesmo, vamos continuar, você vai me matar
- é bem possível
- vou ser sincero, senhor Black mandou te pedir desculpas
- e...
- e eu não vou pedir, porque não estava errado
- como não? eu sou nova aqui e a primeira coisa que você fez foi ver com seu sarcasmo e deboche
- é assim que a banda toca, se não gostou, sai fora
- o encarei - não, eu vou continuar aqui e você ser tão boa quanto você, que não é difícil
- olha aqui sua pirralha, estou fazendo o favor de te treinar, então me respeita
- me respeita também então
- suspirou - breve trégua nas aulas, se não eu não consigo te ensinar, você não aprende nada e o diretor me dá uma bronca enorme
- certo, mas na sua primeira brincadeirinha, eu revido
- okay, okay, vamos continuar


1 SEMANA DEPOIS

Até que a trégua que eu e Louis demos funcionou nessa semana, tenho que admitir que ele é bem inteligente e tem me ensinado bastante.
Fui até a sala do diretor, Maria, que por um acaso virou praticamente minha melhor amiga, me avisou que ele estava me chamando.

- senhor Black? - entrei - pediu pra me chamarem?
- sim, querida, sente-se

Era estranho como o diretor tinha muito carinho por mim, por mais que me conhecesse a pouco tempo, mas ele é tão bom que me acostumei, e tenho o mesmo carinho por ele.
Me sentei e esperei que começasse a falar.

- chamei aqui pra perguntar como está seu treinamento
- ah, que bom, pensava que eu tinha feito algo de errado
- e não fez né? - ergueu uma sobrancelha
- não, senhor - neguei com a cabeça - o treinamento está indo bem, por mais que eu e Louis não... nos damos muito bem, ele tem me ensinado bastante
- no fundo é um bom garoto - sorriu - começou a se adaptar? - perguntou
- sim, a Maria é super legal, conheci os outros meninos também, acho que finalmente me encaixei
- fico feliz... bem só queria saber como estava, pode voltar a fazer suas coisas
- certo - me levantei e fui até a porta - senhor Black?
- sim? - me olhou - tenha um bom dia - sorri
-a senhorita também f... senhorita Peters

Estranhei a gaguejada, mas saí de sua sala normalmente.
Andei pelos corredores até encontrar Louis.

- estava te procurando, onde se meteu? atrasada
- no diretor, coisa chata
- o que você fez? - ele perguntou
- nada, ele queria saber como eu estava, como era o treinamento, essas coisas
- só isso?
- é, por que a estranheza?
- nada não... vamos treinar logo
- não pode me dar uma folga, não?
- nem pensar, anda

O segui, e fomos até o jardim. Louis se sentou na grama e eu encarei me perguntando o que ele iria fazer.

- senta logo
- com um pedido desse - ironizei e me sentei - e aí, qual vai ser?
- ler mentes
- eu não sei fazer isso
- então vai aprender
- ué, isso não é tipo de coisa que você já sabe?
- claro que não, Seu nome, olha pra mim, fecha os olhos e se concentra
- só?
- sim, mas você precisa fechar os olhos, e pensar só em mim, e tem que ficar calma, talvez seja por isso que não consegue ler mentes
- tudo que eu não sei fazer é por que sou nervosa? fala sério, Louis, se fosse assim você não faria nada
- eu sei controlar, agora se foca
- okay

Fechei meus olhos e me concentrei, estava tentando de verdade, mas não conseguia, abri os olhos e suspirei.

- eu não consigo, Louis
- olha nos meus olhos - pediu - se concentra
- eu estou concentrada!
- não está o suficiente

Olhei no fundo dos seus olhos azuis, me concentrei a apenas nele, então ouvi sua voz ecoar na minha mente.
Seu nome? porra, me escuta logo que não tenho paciência 

- Louis! - bati em seu braço
- viu, sabia que podia fazer
- como sabia?
- sorriu - eu consigo sentir os poderes das pessoas
- sério?
- é - assentiu - você não conhece nada de mim
- então me conta
- não tão cedo, pirralha - se levantou
- me levantei - para de me chamar de pirralha, você tem 23 anos, grande coisa - debochei
- me encarou - okay, não vou revidar, não quero começar uma guerra com você
- que bom - sorri vitoriosa - só isso? - perguntei
- tenho que admitir que você aprende as coisas muito rápido, então deixei só isso pra hoje, porque esperava que demoraria mais
- sério? - sorri - ah, preciso te fazer uma pergunta
- então faça
- pode sair do colégio?
- só nos finais de semana
- sério, por quê?
- regras - disse em tom óbvio
- tudo bem, obrigada pelas aulas

Saí com pressa, e fui até a parte de trás do colégio.
O muro não era muito alto, eu podia muito bem escalar e pular o muro.

- não está pensando em sair, não é?
- ai que susto, Louis - o encarei - isso não é da sua conta, agora vaza
- olha bem como fala comigo - segurou meu braço - está surda? eu disse regras, e uma delas é "não sair do colégio em dias de semana"
- me sinto uma presa aqui as vezes, só quero sair um pouco pela cidade, é pequena, que mal pode acontecer?
- se querem que a gente fique aqui, provavelmente não é uma coisa boa
- vem comigo - sorri - voltamos logo, nada vai acontecer
- não vou confiar em uma garota que me odeia
- sei que quer sair daqui
- eu não preciso sair daqui - disse orgulhoso
- eu não disse que precisa, eu disse que você quer sair
- suspirou - eu vou, mas voltamos logo e você não vai fazer nenhuma besteira
- fechado, agora vamos

CONTINUA.... 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OI OI!! 
MINI IMAGINE com uma história diferente, espero que tenham gostado :) se gostaram de verdade falem, quem sabe não faço mais mini imagines desse gênero. 
Por mais de ser diferente, vocês precisam sempre imaginar amores, beijo - mi 


17 comentários:

  1. Aiiinn que perfeitooo Mí!!! Continua pelo amor de Deus!! Sério, esse começo foi lacrosooo!!

    ResponderExcluir
  2. Tá perfeito, continua por favor!! <3

    ResponderExcluir
  3. Q perfeito , continua please!!!♥♥♡♥♡

    ResponderExcluir
  4. Continuua ta mto bom

    ResponderExcluir
  5. Já estou apaixonadaaaaa! Vc é incrivel sempre tem ideias novas ahh que diva amoo seu talento bjss

    ResponderExcluir
  6. Nossa que perfeito, ameii, posta logo o outro capítulo

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  8. Para bom entendedor meia palavra basta, no caso uma letra... ;)
    Poste rápido, por favor. Amei o mini.
    Desculpe excluir os outros dois comentários, mas o celular bugou aqui. :$
    Beijinhos. ^^

    ResponderExcluir
  9. Aiii mdsss que perfeito! Continuaaa! Bjs!
    Duda Xx <3

    ResponderExcluir
  10. Continuaaa.
    O DIRETOR É O PAI DELA. CARAAI. FORTES EMOÇOES

    ResponderExcluir
  11. Pode continuar c esse imagines e c Flawless*o(

    ResponderExcluir
  12. ameiiii continuaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    XxAllyh

    ResponderExcluir
  13. Comecei a ler agora e já estou amando

    ResponderExcluir
  14. Esse Imagine ta muito : *0000* continuaaaa ligoo
    Xxx Lii

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*