2 de janeiro de 2015

♠ Rocket Love- Capítulo 18: Aquele nosso beijo. ♠


~ Narradora ON~ 

~ Genteee, eu estou profundamente envergonhada de não postar desde o ano que vem :( haha Mas quero dizer que vou reconquistar a atenção de vocês okay? Sei que tem gente que gosta dessa fic e ela merece ser continuada

Feliz ano novo, muito 1D para todas, muito amor, paz, felicidade, que todos seus sonhos se realizemmmm!!!!!



Essas férias são a prova do quão imprevisível é a vida. Todos se encontram rendidos as vontades do Sr. Destino, tudo pode mudar. Planos nunca conseguem ser cumpridos com fidelidade porque o mundo não gira ao redor de um indivíduo só. Quem diria que Liam e Angel fossem passar suas férias juntos? Mesmo que por uma imensa ironia. Quem diria que Harry iria visitar Malu? E que os dois começariam um lance sem volta?

- Harry, fica quieto, se meus pais souberem que você está aqui vou ficar de castigo pra sempre - pediu Malu assim que ouviu a porta da casa se abrir e a voz de seus pais ecoarem.

- Acha que é uma boa ideia eu ficar aqui? Eu posso simplesmente ir embora - ele disse.

- Não mesmo, você vai ficar aqui comigo. Nem que seja por pelo menos uns três dias - Styles arregalou os olhos.

- Três dias? Presos aqui? Tá louca? - ele riu

- Vamos conseguir - e então Malu se aproximou e seus rostos ficaram praticamente colados. Mas foi esquisito... Então ela se afastou abaixando a cabeça.

Em um movimento muito rápido, Harry já havia pulado em cima dela e já pressionava seu corpo contra o da garota que o olhava assustada e maravilhada. Aquele par de olhos verdes eram só dela ali naquele momento e isso era tudo que importava. Não era o momento para ficar remoendo formas de amizade ou nem sobre Louis... Era momento de curtir a vida.

Malu decidira ali que a partir daquele momento viveria sua vida ao máximo. E só faria o que sentisse vontade não importa o que os outros sentissem ou fossem pensar sobre. Seguiria seus instintos e o maior deles no exato momento, ela obedeceu. Logo encaixou sua boca na de Harry e começaram um beijo voraz e cheio de paixão.




Ahh se esse quarto falasse...

- Harry, você nunca falou do seu passado e por que veio para Wolverhampton...

- Malu, certas coisas são impronunciáveis. - ele falou sombrio e a garota simplesmente achou melhor não entrar naquele assunto.

Bem longe dali, mais precisamente no Internato Wolver, Angel estava fumando um cigarro comum embaixo de uma árvore no bosque. Aquele era o lugar que costumava ficar com sua turma. Eram seus amigos? - ela refletiu. Não sabia. É certo que se uniram para conseguir tirar vantagem, para serem melhores juntos. Mas até pouco tempo atrás não supria nenhum tipo de sentimento de amizade por nenhum, nem mesmo para Zayn que só faltava beijar o chão pelo qual ela passava. Ela sabia que ele gostava dela, de sua maneira. Mas o que fazer se o coração não escolhe a quem amar?




Malik provavelmente faria um par bem melhor com Angel, ambos sabiam ser amáveis e cruéis, ele ria das piadas de humor ácido dela, ela ria do jeito que ele tentava a seduzir, os dois eram até parecidos, ambos com amarguras familiares. Porém o coração não escolhe suas vítimas. Então Angel levou um choque ao ver aqueles olhos fofos e castanhos claros, diferente dos poderosos e escuros de Zayn.



Ela se encantou foi pela postura de menino educadinho e nerd ao invés de todo o charme e sedução de seu amigo. Escolheu gostar de uma de suas vítimas ao invés de seu parceiro de travessuras. É assim. A vida é assim. E agora ela teria que arcar com isso. Arcar com a ousadia de seus sentimentos.

O que acontecera nos últimos dias foi surreal. Liam e Angel tiveram conversas, riram juntos, trocaram confidências, isso não era normal. Sendo que todo e qualquer encontro que tiveram antes envolvia xingamentos e agressões.
As coisas estavam acontecendo com uma velocidade rápida. Inimigos agora estavam se tornando amigos? Oi? Não mesmo.

~ Ligação ON~ 

- Oi amor, estou morrendo de saudade.

- Lee, não vai conseguir mesmo sair de Wolver? - falou manhosa Katherinne

- Não. - respondeu Liam tristemente- Acho que estou pagando por todos meus pecados...

- Pecados, Liam você é um santo - ela disse e ele soltou um pigarro e houve uma pausa - O que foi? Você quer me contar alguma coisa?

- É...rr... sim... Mas por favor, não fique brava... - Liam pediu - Eu e Angel... - ele não conseguiu completar, agora sim parecia que aquilo foi uma estupidez.

- Vocês o que? - Katherinne o incentivou a continuar- Pode falar

- Nos beijamos. - dizer aquilo em voz alta fez ele se sentir um louco depravado.

- Ohh... - e houve uma outra pausa, Liam ficou em desespero, já ia começar a pedir mil desculpas e a declarar seu amor quando ela continua- Tudo bem, você precisa usar de todas as suas armas mesmo, se torne amigo dela, se torne mais do que isso até, quanto mais alto maior a queda - e então ela riu.

Aquilo deixou Payne completamente assustado. Porque ele percebeu algo, em todos aqueles momentos com González, nunca esteve completamente entregue a um personagem vingativo. Ele estava ali, de carne e osso, era ele mesmo. Estava exposto. Seu coração estava aberto. E naquele beijo apesar de estar grogue, era ele e nem se lembrava de plano algum. Porém para Katherinne tudo aquilo era um jogo, então ele somente concordou com a menina e desligou logo depois.

~Ligação Off~ 

Aquela ligação o fez perceber que não estava fazendo as coisas da maneira certa. Porque não estava fingindo tão bem. Precisa se fantasiar, interpretar um personagem e só assim não afetaria nem confundiria seus sentimentos como fez. Precisava manter sua mente em clareza, para tudo que estava por vir, então fixou em sua mente::

´´ Não importa o que aconteça, sou Liam, o garoto que sofre humilhações de vários tipo por muito tempo e os culpados irão pagar e se arrepender de terem feito isso comigo. ´´

Repetiu e guardou essa frase em sua memória para que em nenhum momento achasse que tudo aquilo poderia acabar com ele sendo amiguinho de Angel e seus comparças e eles saírem dessa completamente impunes. Eles iriam pagar caro e sofreriam assim como fizeram tanta gente sofrer. E se precisasse jogar sujo para que isso se tornasse realidade, bem, era exatamente o que faria.


~ Angel ON~ 



Eu estava no meu quarto ou diria prisão, fui pega fumando pelo inspetor, outra vez. Como na maior parte das vezes, eu somente consegui não ir para a diretoria. Digamos que por mais que um dia eu tenho praticamente tido que pedir esmola, hoje estou muito bem graças aos meus trabalhinhos em Wolver, se eu pudesse achar meu irmão, até poderia dar brinquedos, doces, sorvetes, tudo que ele nunca pode ter.

Desde que entrei nesse inferno não vejo meu pestinha, que nada, pestinha? Até parece. Sempre foi um anjinho, sempre tão frágil, tão bondosa, tudo que eu não pude ser.

Fazer o que se a nossa mãe era uma viciada, nem sei onde ela está e sinceramente não me importa, quero que ela sofra pelo menos a metade do que fez e eu meu irmão sofrer.

Estou pensando mais uma vez na desgraça que foram os 15 anos da minha vida quando ouço batidas na minha janela. Sem a mínima paciência foi até lá e a abro, e então toda a minha inquietação e angustia sumiu assim que o vi. Por que? Não sei. Só sei que minha expressão se tornou outra e não foi por minha vontade, quando dei por mim já estava sorrindo.

- Oi Liam. - eu falei, devia estar parecendo uma idiota, então chacoalhei a cabeça e disse outra vez - Oi, o que quer? - só que agora tentando parecer durona.

- Achei que a gente pudesse passar a noite juntos - O que? Meu coração foi para as alturas, arregalei os olhos, acho que fiquei tonta, ele percebeu, que mico - Não juntos, juntos, eu quis dizer tipo juntos, sei lá, e-eu-eu - ele gaguejou.

E posso dizer que amo quando ele gagueja, dá vontade de calar essa ansiedade por falar com um beijo. What? O que diabos foi esse pensamento??? Amélia você me enoja. E eu sou a vilã cruel dessa história...

- Tudo bem. Eu entendi - eu apenas disse tentando não parecer desesperada. Sorrimos juntos. - Onde?

- Acho que lá na salinha. - Boa ideia, tenho recordações daquele lugar.

- Okay. - Pronto. Agora virei uma Hazel Grace, só o que faltava, posso me internar.

- Okay. - Ele respondeu e piscou. Desgraçado! Filho da puta!!! Quer destruir meus sentimentos.

Nunca pensei que sentiria coisas assim e sempre xinguei essas garotinhas apaixonadinhas, achava elas otárias e bobas por serem assim tão entregues a seus namoradinhos... E eu estava fazendo o mesmo. Só que Liam não era meu namorado, aliás ele já tem uma. O que eu faço com isso? Nada. Não ligo para Katherinne ou o que ela vai fazer se descobrir que o seu namoradinho está... dando em cima de mim? É isso produção? Não me importo com ela.

Liam abandonou minha janela e eu comecei a ficar nervosa, muito nervosa. Me olhei no espelho umas quinhentas vezes e ficava pensando no que eu estava pensando quando aceitei ´´passar a noite´´ com Liam. Alô planeta terraaaa, eu queria matar ele a poucas semanas atrás... e agora isso. A verdade é que não sei como tudo se transformou de ´´ eu quero dar na cara desse otário´´ para ´´ eu quero beijar esse otário´´. Não sei. Não sei o que mudou, só sei que tudo o que era antes, agora é ao contrário. E isso é muito louco.

Coloquei a primeira roupa que estava limpa no armário, como sempre mas quem disse que consegui apenas ir como sempre... Algo me puxou, algo não me deixou sair, eu olhava pro espelho e queria simplesmente desaparecer. E então comecei a fazer a coisa mais patética do mundo, provar várias roupas, e isso nem ao menos fazia sentido quando praticamente todas as minhas roupas são iguais. Se resumem a calças pretas, cinzas ou jeans, moletons, muitos moletons e blusas, tudo sempre de cores escuras, cinza ou branco. Foi quando eu senti vontade de me suicidar, com isso desisti.  Então eu coloquei meu short preto e um moletom vermelho vinho.

Encarei minha toca e obviamente não usaria ela outra vez, coloquei na cômoda e soltei meus cabelos tortuosos, cheios de cachos, era como libertar pássaros de uma gaiola ou criaturas selvagens de sua jaula. Eram grandes, iam até o meio de minhas costas. Todos diziam que eu parecia outra pessoa com os cabelos soltos.

A noite logo caiu em Wolverhampton, fui jantar e não o vi, voltei para o meu dormitório.

Peguei uma garrafa de água só que cheia de vodka e coloquei dentro do moletom. Decidi não levar drogas outra vez, sei lá. Só fui direto para a salinha de encontros do clã. Abri e para minha surpresa, ele já estava lá.

Tirei a garrafa do casaco e sorri. E ele me olhou de um jeito que não consegui decifrar.

- Sabe eu estava pensando e acho que podemos passar essa noite de um jeito diferente... - ele falou misterioso.

- Como? - perguntei sem ter a minima ideia do que ele planejava.

- Se lembra daquele dia na piscina? - eu abaixei a cabeça assim que ele disse isso. Claro que eu lembro. Meu vexame. - Achei que podia te ensinar a nadar, já que não sabe ainda.

- O que? Claro que não! - eu quase gritei.

- Por que? - ele se aproximou.

- Eu não quero - respondi quase grosseiramente.

- Ah qual é Angel, vamos lá! Vai ser legal, hoje a noite está fresca e a piscina será só nossa.

Exatamente. Só nossa. Eu e meu crush juntos numa piscina.

- Vamos logo! - e ele simplesmente saiu animado e me deixou lá parada feito louca... Tive uma pausa dramática e então ouço a voz dele outra vez - Vem!!!

E eu fui.

Lá estávamos nós, ainda não era tão tarde, era umas nove da noite mas a parte das piscinas fechava ás seis da tarde naquele dia. Como ele estava acostumado a entrar para nadar, foi fácil. Acho que era a única vez que ele quebrava regras do Internato, quando passava do horário de funcionamento para nadar. Logo só estávamos nós dois, as luzes principais apagadas e somente algumas clareavam a piscina.

Quando Liam começou a tirar sua camisa, lembrei que não tinha roupa de banho. Quando ele tirou sua bermuda e ficou só de cueca, percebi que não ía precisar de uma roupa de banho. Era uma cueca boxer preta. Eu fiquei com vergonha, senti meu corpo formigar.

Nunca me despi daquele jeito na frente de ninguém. Só ouvi quando ele pulou na piscina, logo voltando à superfície e jogando os cabelos para trás, que lindo. Então ele me olhou como se dissesse: ´´ Você não vem?´´. E eu respirei fundo e comecei a tirar meu short, eu estava com uma calcinha grande, era quase um shortinho, eram do kit esmola do governo, eles me deram várias coisas de vestir. Todas sempre brancas, cinzas e pretas, essa no caso era cinza. Tirei meu moletom, estava com um top, e só ali percebi que já estava apertado demais para mim. Eu cresci e algumas partes minhas também cresceram.

Pelo jeito que Liam me olhou, acho que ele notou meu crescimento também assim como eu. Naquele momento eu quis fugir dali. Abaixei minha cabeça e estava quase entrando em pânico, não conseguia respirar. Então sinto aquelas mãos molhadas nas minhas costas, ele pairou ao meu lado e ergueu minha cabeça com sua mão. Me encarando docemente.

- Vamos. - ele segurou em minha mão - E me direcionou à piscina.- Pulamos no três - Ahhh de jeito nenhum, não vou pular hahaha ele tá achando que eu vou pular? Por favor - 1...

- Não vou pular - disse fraca.

- 2...

- Sem chance.

- 3! - ele falou mais alto, senti minha mão ser puxada e olhei para ele... Somente fui. Outra vez.

Liam Payne fazia isso comigo. E ele sofreu por tanto tempo nas minhas mãos sem ter a menor ideia de quem realmente possuía poder sobre quem naquela relação. Bastava ele me olhar, falar mansinho, carinhosamente, me olhar daquele jeito, só isso bastava para me derreter por completo.

O choque da água me fez tremer e logo já estava imersa, seria desesperador se a mão dele ainda não estivesse grudada na minha. Não nos soltamos e quando voltamos à superfície, ele segurou minha mão mais forte e a beijou logo depois.

Não sei o que pensei, o que deu em mim, o que faria depois, não pensei, não raciocinei, somente me joguei na imensidão daquilo tudo. Minhas mãos foram de encontro ao rosto macio dele e eu o beijei intensamente, nossos lábios se encontraram, senti suas mãos na minha cintura e logo o beijo se torna verdadeiramente um beijo. Sua língua quente acaricia a minha e sinto como se fossemos imbatíveis, como se fossemos únicos no planeta. Eu, ele e aquele nosso beijo.



Nunca pensei que faria isso com alguém, eu sempre reagi negativamente a isso, a carícias, toques, beijos, mas não com ele. Nunca neguei com ele. Com ele eu sempre quis e continuo sedenta e parece que essa vontade de seus beijos, de seus lábios nos meus nunca irá passar. Só quero poder senti-lo aqui dentro dessa piscina e em cada parte do Internato e em cada pedacinho do mundo. Só quero que seja sempre eu, ele e aqueles nossos beijos.

CONTINUA...

Espero que tenham gostado amoressss
Gente, eu sei que sou uma fdp com vocês e tals, porque desde o começo do blog, eu sempre tive disciplina para postar e agora tô demorando, me desculpemmmm

E feliz ano novo <3

17 comentários:

  1. Q perfeito esse final do capitulo amei a Angel tomando atitude dessa mais quando esta apaixonada pode tudo !!!! ♥♡♥♡♥♥
    Feliz Ano Novo!!!

    ResponderExcluir
  2. Liam só de boxer na frente da angel. Mas que malvado hahahaahah
    Langel acabando com minhas estruturas <3
    Continua Drica

    ResponderExcluir
  3. Dricaaa, ameiiii, serio :))
    Langel na piscina U.u adoreiii
    Marry naquele quarto hummmm ;)))
    Continua logo por favor
    Angélica Styles - Xo

    ResponderExcluir
  4. Langel é tão Amorzinho <3 Quero só ver como a Angel vai reagir ao saber sobre a vingança, que para o Liam já não é uma vingança, mas continua sendo... Ela vai pirar. Continua logooo please!!

    ResponderExcluir
  5. Deixa vc ganhou um cantinho no meu coração. Sério parece cobrança mas valeu por se explicar. Não q vc deva isso a gente mas é bom faz a gente se sentir especial :)) bjs

    ResponderExcluir
  6. Dricaaaa!!!!!!!!! Amei muito esse capítulo sério Langel na pscina acaba com minhas estruturaas assim como Marry no quarto! AMEIIIIIIIIIIIIIIIIII, continua drica

    ResponderExcluir
  7. Langel <3<3<3 que perfeito , tô louca pra ver o que eles vão aprontar... e agora vamos falar de Marry, eu sou viciada em Marry, eles são a minha droga! Feliz Ano Novo!!!!
    E como sua fã sempre vou está esperando mais um capítulo!

    ResponderExcluir
  8. Eu Amo essa fic! Amo como vc escreve, como vc faz com q me sinta parte da história, por favor não nos abandone. Capítulo lindo e perfeito! Quero mais! kk te amo sz

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Dricaaaa a fic está mt boa! Nossa! Só acho que tinha que ter mais momentos da Malu com o Harry ou o Louis. Ta muito Liam e Angel (não que isso não seja boa)
    Posta logo o próximo capítulo!! <3

    ResponderExcluir
  11. Eu amooo cada capítulo dessa fic... Continuuaa!! <3

    ResponderExcluir
  12. MDS ... acho que meu outro comentário não foi, mas enfim eu tô amando a história e que pena que eu não to conseguindo acompanhar direito pq estou ajudando meu pai no trabalho dele e acabo ficando sem tempo para ficar em um dos lugares que mais amo no universo então TA SHOW, EU ME AMARRO EU ADOROOO e o doutor Liam seduzente amando eternamente kkk até rimo kkk amo tudo isso uhuhuuu Ps: Will *-*

    ResponderExcluir
  13. ESSA FIC É PERFEITA!!!!!!! Eu amo Rocket Love, sempre que posso acompanho(quando n acompanho é por causa dos trabalhos de escola mesmo),por tudo que é mas sagrado Drica nããããõ abandone essa fic!Eu AMO essa fic,ela é uma das mas perfeitas que eu já li!Você Drica, me sentir como se eu estivesse vivendo a história, acho que não só eu mas várias leitoras do blog também, você escreve MUITO bem deveria realmente escrever um livro!!! POR FAVORR NÃO ME ABANDONEEEEE

    ResponderExcluir
  14. Drikaaaaa!!!
    Eu amo a angel e o liam juntos! Quero mais assim!
    E a malu? Tambem quero mais dela!
    Continua pf

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*