23 de março de 2015

FIRE ☣ 3 - REALISTA


- valeu - sorriu

Entraram em casa, e para variar Mark, pai da Lindsey, não se encontrava em casa.

- fica a vontade - ela disse jogando sua mochila no sofá
- você mora sozinha? - ele perguntou se sentando no sofá
- riu - não... meu pai não para em casa, normalmente sai as sete horas, e volta a noite, ou nem volta
- ah, isso é legal
- deu de ombros - talvez
- então... Sullivan, me diga sobre você e sua fama - falou de forma irônica
- riu - bem... tome cuidado um dia posso colocar fogo na sua casa - revirou os olhos
- na boa... você não é tão ruim quanto pensam
- eu sei, sou quase um anjo - riu e sentou-se ao seu lado
- sem exageros

Depois de um tempo de conversa, a campainha tocou. Lind estranhou, então levantou-se e abriu a porta.

- Zayn?
- ah, oi - sorriu - você deixou isso cair - mostrou um chaveiro
- como o chaveiro da minha mochila caiu? - pegou de suas mãos
- deu de ombros - isso você que tem que saber
- muito estranho - ergueu uma sobrancelha
- está sozinha em casa?
- interessa?
- precisa vir com quatro pedras na mão?
- falou o cara que adoraria me matar
- isso é passado, Lind - sorriu
- Lind? Até apelido você me arrumou? O que você quer?
- nada - ficou a encarando e sorriu
- tem gente sim, Cook - apontou
- hum... vocês se conhecem ?
- desde ontem... você está querendo saber demais
- pois é.. então o jantar ainda está de pé?
- depende você vai me deixar em paz?
- só se você não gostar do jantar
- isso não vai ser difícil
- então..
- me pega sabádo a noite, feliz?
- umas... sete?
- sete e meia
- okay - sorriu
- tchau - fechou a porta

Ela voltou a se sentar no sofá e Cook a encarou.

- acho que ele está na sua
- ele me odeia, estou desconfiando
- porque foi você que fez aquele trote com ele?
- Cook - o encarou - eu juro, não fui eu.. armaram, nunca faria isso
- suspirou - acredito em você, quer cerveja?
- na casa do meu pai? - riu - melhor não
- não quero ficar no tédio
- quer ver um filme?
- comédia?
- sim - sorriu

Então eles viram um filme, e quando já estava ficando tarde, Cook foi embora.
Sábado - 
LINDSEY P.O.V.
Finalmente! sábado. Mal começou o colégio e eu já estava cansada. Algo pra estragar meu sabádo? Hoje terei que jantar com o Malik, ele queria me levar pra algum lugar "chique", mas me recusei, então vamos jantar no apartamento dele, o que não tenho certeza se é melhor. Estava no meu quarto, vendo uma roupa até ouvir batidas na porta.

- pode entrar
- oi filha - meu pai entrou - vai sair?
- jantar com um amigo
- que amigo?
- Zayn Malik
- hum... tem certeza que quer ficar saindo por aí com esse garoto? Ele não é boa companhia
- como não pai? Será que estamos falando do mesmo cara?
- Zayn Malik, certo?
- certo...
- depois que você saiu daqui e rolou aquele "trote", os pais dele também se separaram, teve outros problemas, ele se envolveu com drogas, e largou um ano do colégio, estava podemos dizer "perdido"
- como você sabe de tudo isso?
- as notícias voam filha - ele sorriu - por isso que ele está no terceiro ano só agora
- ah... mas ele não é um "grande amigo" só insistiu pra jantar, então aceitei - dei de ombros
- não se envolva com esse garoto, okay?
- ele é tão ruim assim?
- é que... eu tenho uma namorada
- o que tem haver
- a namorada, por um acaso tem algumas filhas e um filho... por acaso, o filho é o Zayn, não queria que vocês... você sabe
- que nojo pai - eu ri - nunca, pode ficar de boa
- tudo bem, mas eu não confio nesse garoto
- eu te ligo...
- okay, eu... também vou jantar com minha namorada, não sei se volto hoje - sorriu
- sem detalhes, que nojo... tchau

Ele riu pela última vez e saiu do quarto. Por isso que gosto mais de morar com o meu pai, ele não é o tipo que "proíbe", apenas diz sua opinião esperando que eu siga. Ouvi o carro dando partida.
Fui ao banheiro, tomei um bom banho, me enrolei na toalha, e peguei a roupa que estava encima da cama, coloquei um shorts e uma blusa solta, procurei, coloquei um all star, deixei meus cabelos soltos, coloquei um lápis de olho e gloss... estava pronta em menos de vinte minutos.
Faltava ainda 10 minutos para Zayn chegar, então saí de casa, vendo Cook deitado em seu quintal, com um cigarro e lendo um livro, uau, ele lê.

- uau, você lê - eu disse debochada
- muito engraçada - disse irônico
- lendo o que?
- sobre a guerra fria
- por quê?
- acho interessante
- nossa, tenho um intelectual como amigo, isso é demais
- nossa, você é a primeira garota que me considera um amigo - disse sem olhar diretamente pra mim
- por quê?
- sempre tento pegar todas, então, meio difícil ter amigas - me olhou - vai sair?
- assenti - vou jantar com o Zayn
- pensava que não gostava dele
- ele que me odeia, não sei o que ele quer ... se por acaso ele tentar me matar te ligo
- okay - riu - mas ele é muito esperto pra isso... ele vai tentar ter uma vingança de outra forma
- tipo...
- não sei, mas algo que vá fazer você lembrar
- depois eu que sou o problema da cidade, mas pelo que eu vi até agora sou a menos perversa daqui
- riu - tem razão, pessoal daqui são uns merdas, mas prefiro não comentar
- pois é...
- acho que sua companhia chegou - apontou
- ah - olhei pro carro - bem, eu já vou - beijei seu rosto - não morra de cirrose até eu voltar - riu
- vou tentar - sorriu - bom jantar
- valeu

Me direcionei até o carro, Zayn saiu do mesmo, me encarou e sorriu.

- está linda
- eu sei
- muito difícil ser um cavalheiro com você - riu
- eu sei também - ri - posso entrar no carro, ou você vai querer abrir a porta também
- pode entrar, já desisti do cavalherismo - sorriu e entrou
Entrei no carro, e logo Zayn começou a dirigir até seu apartamento que não era muito longe, liguei o rádio logo quando ele deu partida. Estava tocando Take Care - Drake e Rihanna 
- gosto do Drake - comentou Zayn
- gosto dos dois, Drake e Rihanna
- é... talvez eu tenha uma grande queda pela Rihanna
- qual é? Qualquer pessoa tem uma queda por ela - rI - Cause if you let me, here's what I'll do - cantei
- I'll take care of you I've loved and I've lost - ele completou e sorriu 
Tenho que admitir, ele é um idiota, porém tem uma voz linda, não pude esconder o sorriso quando ele cantou, mas acho que ele pensou que eu estivesse flertando, então deu um sorriso envergonhado e quase esqueceu de virar na sua rua. Eu dei uma risada fraca, e ele estacionou em uma vaga própria improvisada.
Saímos do carro e caminhamos até sua porta, ele abriu a mesma e eu entrei. Era pequeno e simples, mas admito que gostei. 
- Você fez alguma coisa, ou pediu?
- fiz - respondeu em tom óbvio
- sério? Dúvido - desconfiei
- é sério - ele riu guardando a chave - pode olhar no fogão, mas vou ter que esquentar
- vai mesmo, exijo um jantar descente 
Então pela primeira vez ele deu uma risada espontânea, porque até agora, ele parecia fingir e não desconfio que esteja, ainda me pergunto o que ele está querendo.  Mas sei que ele não é idiota (pelo menos não tanto), sabe se tentar algo, minha pequena vingança vai ser bem pior.
Então ele foi até a pequena cozinha, e eu continuei na sala. Prateleira, alguns livros, revistas (inclusive playboy), e cds, ele curtia rap como Drake, Jay-z, pop, Rihanna, rock Guns, Nirvana ... se não fosse Zayn Malik diria que é um cara super legal. Então estava ao lado, seus óculos, meio sujos, mostrando que ele não os usa a um bom tempo (talvez, a uns dois anos atrás, quando fui embora). Limpei os mesmos, e coloquei não era um grau muito forte então enxergava normal. 
- já esquentei o q... ei, ninguém deixou você mexer nisso - disse mudando de humor
- eu sei - tirei os mesmos e coloquei onde achei - mas mexi, desculpa ... pode chamar a polícia - disse sarcástica
- riu - tenho que admitir, você tem respostas legais
- grande elogio - pisquei - então, posso comer?
-  quer que eu arrume a mesa?
- não posso comer a mesa, então não faço questão dela
- sorriu - okay, você que escolhe 
Ele estava simpático demais, se fosse a uns dois anos atrás, quando ele era um quieto, nem desconfiaria, na realidade acharia adorável, mas agora, sei que ele não é assim, confio no meu pai, ele mudou.
Fomos até a cozinha, sei que tinha várias comidas, apenas fui pegando o que me agradava, mas não sou boa com comidas, então lamento, não sei o nome de nenhuma, mas acho que era macarronada, e o resto era só pra fazer parte. Depois de abastecer meu prato, sentei-me na mesa, que tinha um pequeno jarro com só uma flor, achei gay, mas ao mesmo tempo bonito. Ele sentou-se, sorriu, mas sua expressão mudou ao olhar meu prato. 
- que foi?
- é feio desperdiçar comida sabia?
- quem disse que vou desperdiçar?
- você vai mesmo comer tudo isso?
- vou - disse dando a primeira garfada - hum... - sorri - quer fazer uma aposta?
- tipo...
- se eu não comer tudo, lavo a louça
- interessante ... e se você comer...
- você se vira com a louça e me dá uma daquelas playboys - ri
- riu envergonhado - você viu? Olha...
- não adianta falar que não é sua - ri - não que eu vá ver, mas sei lá, parece uma boa aposta - dei de ombros
- okay, te dou a melhor que eu tenho... porque dúvido que eu vá perder - sorriu
- veremos 
Então daí em diante, mudamos de assunto, ele começa a conversar, eu assentia, dava minha opinião, porém continuava comendo, depois de uma hora comendo e conversando, admito que ele tem um papo legal, voltando, eu comi tudo, tudo mesmo, fiz questão de não deixar nada. Peguei o guardanapo, limpei meu rosto. No momento ele não estava prestando atenção. 
- então Malik, qual é sua melhor playboy? - sorri
- como ass... não acredito - falou boquiaberto - não acredito que você é gost... magra
- ri - sim, continuo gostosa
- ia sair sem querer, não quer dizer que eu ache
- ah, não acha?
- não é isso que eu quis dizer
- então o que você quis dizer? - apoiei meus braços na mesa e sorri
- por que você tem sempre que me deixar sem resposta?
- é divertido ver sua reação - riu
- meu desespero por uma resposta é algo divertido, uau - disse sarcástico
- ri e me levantei - pois é - coloquei o prato na pia
- se levantou e colocou o prato na pia - pois é nada... não é nada divertido pra mim - ficou de frente pra mim - o que será que posso fazer que por um acaso você também odeie
- o que eu faço que você odeia?
- me deixar sem resposta, e sempre me surpreender
- hum - me sentei no balcão - interessante - sorri
- preciso arrumar algo que você também odeie, assim ficaremos kits
- odeio várias coisas, não vai ser difícil - o encarei e sorri
- começou a lavar a louça - mas talvez nossa outra aposta, eu tenha ganhado
- qual?
- que você gostaria do jantar
- o jantar ainda não acabou
- mas você está gostando?
- talvez - desviei o olhar e sorri 
Ele riu fazendo um sinal negativo com a cabeça e continuou lavando a louça. Continuei sentada no balcão, mas como estou na casa dele, e não ficar sem fazer nada, peguei um pano, e sequei a louça. Zayn não disse nada, mas agradeceu apenas com um sorriso.
Fomos até sua sala e ele me deu a sua melhor playboy, deixei encima da comoda, junto com minhas chaves de casa, então sentamos no sofá e começamos a conversar. Depois me levantei e comecei a fazer comentários sobre a sua sala, algumas criticas, que em vez de deixa-lo nervoso o fazia rir. Depois ele se levantou, começou a mostrar seus cds guardados, tiramos nossos tênis, e ficamos sentados comentando sobre os cds.
- esse é meu último, não é um cd - mostrou - sim um disco, do nirvana
- legal - peguei em mãos - é você não é tão tedioso quanto eu pensava
- ah, isso é bom - ele sorriu 
Coloquei um disco onde ele estava, depois me virei pra Zayn que estava mais perto do que deveria. Tomei um susto, que o fez rir e se aproximar mais. 
- vai estragar seus planos se eu perguntar por que drogas você está se aproximando?
- vai estragar o clima, não meus planos, eles são bem longos - piscou
- então vou estragar o "clima" por que você está se aproximando?
- nada - sorriu - não gosta disso?
- não - respondi
- então estamos começando a ficar kits
- eu disse que não gostava, odiar é diferente de não gostar - sorri vitoriosa
- você odiaria se eu te beijasse?
- sim, mas você não está pensando em me b... 
Tarde demais, antes de terminar a frase, ele já havia selado nossos lábios, e iniciado um beijo, eu poderia ter exitado, mas correspondi, não é porque ele é irresistivel, é só pelo fato pra ficarmos "kits" :) 
- estamos quase kits - ele rompeu o beijo sem tirar a proximidade
- sim - eu disse recuperando o ar - você não perde tempo
- eu sei - sorriu - só pra começarmos uma boa amizade
- você fica beijando o Harry? Bom saber - ri
- sua piada estragou um pouco o clima
- eu sei, terceira coisa que você odeia em mim? - perguntei
- exatamente - sorriu - será que vou ter que nos deixar kits novamente?
- não - me afastei - talvez já esteja na minha hora
- vai dar meia noite ainda - sorriu malicioso
- não sorria assim pra mim
- você odeia isso?
- sim
- segunda coisa que você odeia, estou quase chegando lá - ele riu
- ah é? - fui andando até a cozinha
- sim - ele me seguiu
- será que você odiaria ... isso 
Peguei um vidro de ketchup e espirrei nele, ele me encarou como se fosse me matar, achou um vidro de maionese e espirrou em mim. Então começou uma breve guerra, paramos pra rir, porque estavamos nojentos de tão sujos. Zayn me encarou com um olhar de reprovação, pegou um jarro encheu de água olhei desconfiada, até ele jogar o mesmo já cheio em mim. 
- ei!
- pronto, banho tomado - sorriu 
Peguei um jarro da geladeira e joguei nele, estava tão gelado que o fez gritar, ele me encarou com um olhar perverso e veio até mim me abraçando, ele estava super gelado, me fazendo soltar um grito agudo. Fui obrigada a implorar para que ele me solta-se, mas sem sucesso. Ele ria enquanto me mantinha em seu abraço. O encarei e ele sorriu. 
- preciso de alguém pra me esquentar
- haha - ri irônica 
Depois de um tempo, ele me soltou, tirou a camiseta, o encarei sem vergonha mesmo obviamente ele notou e sorriu. 
- você não tem vergonha não? - ele riu
- não - sorri e mordi o lábio inferior - realmente preciso ir pra casa
- seu pai nem está em casa
- como sabe?
- você acha que eu não sei que nossos pais namoram?
- revirei os olhos - e daí?
- e daí que nossa noite não precisa acabar aqui - se aproximou
- você não perde uma chance - ri
- não mesmo ... nem você, sei que não é nenhuma santa
- acho que isso todo mundo sabe - sorri
- é, com certeza - desviou o olhar
- posso te fazer uma pergunta? - me sentei no balcão
- acho que mesmo se eu disser não, você perguntaria
- bem... por que isso? Assim, do nada, um dia você me odeia, então no outro você me convida pra jantar, agora estamos no seu apartamento, você está tentando me pegar, provavelmente iremos transar, mas voltando... assim, do nada você parou de me odiar?
- é - disse em tom óbvio
- isso não tem sentindo e não está me convencendo
- ele pensou e depois me encarou - só quero esquecer isso, os dois últimos anos foram bem difíceis, quero andar na linha agora
- e o que eu posso te ajudar? Na realidade, só tenho a atrapalhar - ri fraco
- acho que eu não consigo esquecer tudo aquilo por sua causa, por isso - deu de ombros - estou tentando me aproximar - sorriu
- poderia ser só como amigo - sugeri
- aí não teria graça - riu - e aí, não sou nada mal
- mas super convencido - revirei os olhos e sorri
- isso se chama auto estima
- pra mim continua sendo convencido
- espera, voltando na sua pergunta na parte "provavelmente iremos transar"... - sorriu - gostei dessa frase
- dei de ombros - é assim que é a vida, não vou ficar me iludindo
- como assim?
- você tem cara de ser um badboy pegador... se fosse antes, até pensaria, mas agora, não vai rolar nada além de uma transa, ficar e adeus 
Narração: Zayn Malik 
Ela é pior do que eu imaginava, chega ser mais realista que eu. O pior de tudo é que ela é super legal e divertida, mas só de olhar em seus olhos, já imagino no que ela já me fez, e sinto uma raiva tomar conta de mim. Mas já que ela está aqui, mesmo que possa ter estragado o começo dos planos, não vou desperdiçar a Sullivan, não mesmo. Porém aposto que não vai ser nada demais, esse sorriso estampado no rosto dela, não me engana, talvez ela só tenha transado duas vezes e já está se jogando pra mim... na realidade eu que estou me jogando pra ela... tanto faz. 
Tentei puxar assunto, falando que não era bem assim, mas obviamente ela notou que era mentira, então desisti decidi beijá-la. Pelo menos, gradativamente ela tem que começar a sentir pelo menos algo por mim. Admito que ela tem um beijo bom, porque não é algo amoroso, é como se ela nunca tivesse beijado, como se fosse a primeira vez e ela quisesse que fosse especial, fiquei entre suas pernas, e ela enroscou suas pernas em minha cintura, deixando nossos corpos um contra o outro. Comecei a beijar seu pescoço, e ela parecia estar com a respiração totalmente descompensada, assim como a minha. 
- Zayn - ela sussurrou
- algum problema? - perguntei baixo entre beijos
- não quero transar na cozinha - riu
- agora você é minha e eu faço o que eu bem quiser - sorri malicioso
- nem nos seus melhores sonhos - segurou meu queixo
- então como você acha que vai ser?
- do jeito que eu quiser - mordeu meu lábio 
Eu não tinha gostado disso, mas da forma mais estranha ela me arrancou um sorriso. Desceu do balcão e começou a me beijar, não exitei nem um segundo e correspondi ao beijo. Ela colocou suas mãos por baixo da minha camiseta e me ajudou a tirar a mesma. Tirei sua blusa, e voltamos a nos beijar, até chegar no sofá, fui a empurrando até o mesmo, até ela se deitar 



e eu ficar por cima dela. Tirei seu shorts, e me senti obrigado a olhar seu corpo inteiro, tenho que admitir, ela é bonitinha... bonita... okay, linda. Mordi de leve seus pescoço, a fazendo suspirar em meu ouvido,


 talvez eu tenha descoberto um ponto fraco. Ela desabotoou minha calça, olhando em meus olhos e sorriu da forma mais maliciosa que se pode imaginar. Massageou com a mão minha parte já totalmente excitada, fazendo minha respiração ficar totalmente descoordenada, quando eu estava quase explodindo, ela parou e me beijou, peguei em meu bolso um preservativo, tirei a box, o mais rápido possível coloquei a mesma. Sem avisos a penetrei, fazendo-a gritar, acelerei os movimentos. Desabotoei seu sutiã, desacelerando um pouco os movimentos, beijei seus seios, fazendo-a suspirar e falar muito baixo "Zayn", sorri, e com carinho, acariciei seu corpo, e beijei seu pescoço, que notei ser seu grande ponto fraco, a fazia perder as forças, então ela ficou por cima de mim de surpresa, beijou meu abdômen e rebolou em meu membro, segurei sua cintura, para coordenar. Ela pegou minhas mãos, colocando em seus seios, e me beijou, mordeu meu lábio, olhou em meus olhos e sorriu. Sem querer acabamos caindo no chão, a fazendo rir, e logo me fazendo rir também. Voltei a beijá-la, e a penetrei novamente, ela arranhou minhas costas, e me beijou. Pediu para que eu fosse mais rápido e assim fiz, ela gemia e falava meu nome em sussurros, me levando a verdadeira loucura. Mas logo, chegamos a ápice. Cai do seu lado, estava acabado, só podia-se escutar a chuva forte lá fora, e nossa tentativa de acalmar nossas respirações.
Acabamos indo ao banheiro e tomando um "banho",
 ela pegou uma camiseta minha, e acabamos caindo na cama, estava cansado admito. Eu não queria no começo que ela dormisse aqui, mas se eu estou cansado imagine ela.
Não vou ser falso a ponto de falar que eu nem gostei, na verdade adorei, então ela também deve ter gostado, talvez amado. Assim é um ótimo começo, mas admito que me impressionei, meu plano mudou de rumo e eu de fato não sei onde estou me metendo.


continua...

---------------------------------------------------------------------------------------------------

OI OI! 
Já sei, "Nossa Michele, hot, mas já?" pois é kkk espero que estejam gostando da fic,  e sobre terem visto em outro lugar, talvez seja essa mesma, porque já postei alguns capítulo no animespirit,
AAAH, SIM, gente, estou meio cansada de escrever hots, então se vocês quiserem escrever um hot da Lindsey com o Zayn, só me mandar pelo fb, que eu vou usar com certeza, e te dar créditos 
 é isso, beijo <3 - mi

7 comentários:

  1. continua por favor ❤

    ResponderExcluir
  2. Uoooou
    Prevejo uma fic perfeita
    EU amava Flawless e ja estou amando essa
    Continua Mi please

    ResponderExcluir
  3. Poxaaaaa q coisa mais fodaaaaa esse cap.
    Sério perfeitoooo.
    Ameeei o HOT demaissss.
    Malikisses
    XxBambi

    ResponderExcluir
  4. Aaaameeeeeei!!!!!!!! contiiinuuuaaaa floor!!!!

    ResponderExcluir
  5. Cara, ta incrível...
    Esse hot foi demais :3
    Continuaa!

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*