30 de maio de 2015

FAKING IT - 9



IX
MESS

- eu jurava que você iria me mandar embora, não pedir pra mim ficar - disse por fim
- por que eu te mandaria embora?
- porque é o mais óbvio
- acho que já faz um bom tempo que te disse que não vou pelo lado fácil - sorri
- é, agora tenho certeza disso


DIA SEGUINTE - FINAL DO EXPEDIENTE

Acabei saindo mais cedo porque consegui resolver tudo que eu precisava com o Louis rápido, e já adiantei as coisas pro julgamento que é depois de amanhã, mas é algo simples se ganharmos ótimo, se não ganharmos o Louis pode pagar apenas uma multa nada demais.
Até que o dia foi bom, sem nenhum problema, dirigi até minha casa e ao chegar notei minha porta aberta, talvez o dia não esteja tão bom assim.
Entrei em casa com cuidado, não iria perguntar "alguém aí?", porque se houvesse alguém a primeira coisa que faria é correr pra longe.

- procurando alguém meu amor?

Me virei rápido, havia dois caras ali, um mais alto que mantinha o sorriso no rosto, tinha cabelos pretos e olhava diretamente pra mim, o outro era apenas um pouco mais baixo, careca e olhos azuis, que mantinha os braços cruzados.

- Sou Jaden - o careca disse - e ele Marcel - apontou para o outro - prazer em conhecê-la
- quem são vocês? - perguntei
- somos amigos da sua mãe - Marcel disse e sorriu
- sai da minha casa!
- ah, acho que não - Jaden sorriu - ela está devendo dinheiro e disse pra acharmos você, que vai pagar tudo que ela deve, então... quero meus dois mil euros - se aproximou
- eu não tenho esse dinheiro!
- notamos - Marcel falou - mas queremos... e agora

Marcel se aproximou, tentei me afastar, mas ele segurou meu braço, colocou a outra mão entre meus cabelos e puxou pra trás, olhou no fundo dos meus olhos e sorriu.

- eu não tenho nada, por favor - tentei me soltar
- shh... - Jaden ficou na minha frente - quero só meu dinheiro, então vou embora
- a divida não é minha!
- foda-se - segurou meu rosto - quero minha grana, por bem ou por mal
- eu... dane-se a merda do seu dinheiro - o chutei
- você vai se arrepender disso

Jaden me puxou das mãos de Marcel, me levou até o banheiro, e me ajoelhou até a banheira cheia de água, e afundou minha cabeça ali, me debati a todo mundo, não estava preparada então nem ao menos consegui prender o ar, quando já não aguentava mais, ele me tirou dali

- CADÊ MEU DINHEIRO? - ele gritou
- eu...

Antes que eu dissesse algo levei um tapa no rosto.

- cadê meu dinheiro - Jaden repetiu a pergunta
- me mata, mas não tenho nada
- então - Marcel interrompeu - é bom que sua mãe nos pague, se não eu lamento muito meu amor - acariciou meu rosto - mas vai ser bem pior que essa pequena amostra - sorriu

Eu sentia tanto ódio, mas não revidaria mais, se não poderia ser bem pior, os dois se entreolharem e riram, e finalmente saíram, quando escutei a porta da minha sendo fechada, me joguei no chão do banheiro e deixei as lágrimas caírem. Como ela teve coragem de fazer isso comigo?!
Depois de alguns minutos ali, senti meu celular vibrar no bolso da minha calça, alcancei meu celular, na tela estava "Louis", pensei um pouco mas acabei atendendo.

- A... Alô?
- Natasha? tudo bem?
- não...
- o que houve?
- nada, coisa minha
- iria te chamar pra jantar mas...
- melhor não - o cortei
- estou perto da sua casa, quer que eu passe por aí
- não precisa
- chego aí em cinco minutos
- Louis...
- cinco minutos - desligou

Joguei meu celular no chão, e me sentei, estava com as mãos trêmulas mal conseguia falar, nem consigo descrever a raiva que sinto deles e da minha mãe.
A porta foi aberta, fechei meus olhos, e quando senti uma mão em mim gritei.

- Sou eu, sou eu... calma

Abri meus olhos e notei Louis me olhar, parecia bem confuso.

- o que houve? - ele perguntou

Fiz um sinal negativo com a cabeça e comecei a chorar, me sentia tão impotente com tudo aquilo, pior sensação do mundo.

- vou cuidar de você, calma

Ele me ajudou a levantar, me colocou no colo e me levou até meu quarto, me deixou na cama, me sentei na mesma, e então ele veio do meu lado e se sentou, olhei pra ele, que limpou as lágrimas que escorriam pelo meu rosto. O abracei forte sua cintura e encostei a cabeça em seu peito, ele me puxou pra perto, me deitei, e o senti me abraçando.


- vai ficar tudo bem - ele sussurrou
- tudo culpa dela, Louis - eu disse baixo
- de quem?
- da minha mãe

Escutei seu suspiro e então me abraçou mais forte, nesse momento notei que não era só um acaso e sim muito sorte de tê-lo ali.

- depois você me conta, não fala nada - beijou meu rosto

Fiquei em silêncio tentando parar de chorar, com o tempo consegui parar de chorar.

- se sente melhor? - perguntou

Fiz um sinal positivo com a cabeça, me desprendi dele e me sentei, e sentia melhor pra começar a falar.

- foi minha mãe... ela está devendo pra alguns caras e mandaram cobrar de mim... ela... chegou no cumulo de dar meu endereço - o encarei
- eu lamento - acariciou meu rosto - quanto é? posso te ajudar a pagá-los
- nunca, Louis, se acham que vou dar meu dinheiro pra eles estão bem enganados
- fizeram alguma coisa com você?
- me afogaram na banheira e levei um tapa na cara - suspirei - foi humilhante
- então, melhor pagar do que acabar acontecendo algo pior
- uma advogada com medo de um bando de capanga de traficante? não mesmo, eu vou colocar aqueles dois e todos na cadeia e...
- Natasha se escuta, não adianta dar uma de revolucionária, essa é a vida real, que um cara desses atira em você, ou pior
- me sentir impotente é horrível
- eu sei, Nat, te conheço, mas agora não tem jeito, não pode entregar sua vida em uma besteira dessa
- um milagre você não ter soltado nenhuma piadinha - sorri de canto
- estou preocupado com você, de verdade
- tudo bem, vou esquecer isso, okay?

Louis finalmente sorriu e me puxou pra perto, deitei a cabeça novamente em seu peito e abracei sua cintura.

- obrigada...
- por?

Olhei pra ele, pensando que estava apenas querendo ouvir de mim um "meu Deus Louis, se você não estivesse aqui não sei o que seria de mim", mas era realmente verdade, Louis me perguntou como se tivesse simplesmente feito algo simples.

- por estar aqui - sorri de canto - ajudou muito
- é eu sei que sou demais - finalmente se gabou
- você é melhor quieto, Lou - ri


DIA SEGUINTE

Por mais que Louis tenha tentado me dar um dia de folga a todo custo, fui trabalhar, precisava ocupar minha mente com outra coisa se não aquele pequeno senso de justiça falaria mais alto, aí sim seria problema. Deixei meu cabelo solto sob meu rosto pra esconder a marca que fico, e me enfurnei na minha sala.
Escutei algumas batidas na porta.

- pode entrar

A porta foi aberta e Zayn entrava na minha sala, olhei pra ele com dúvida, estava sem paciência pra qualquer nova briga.

- Zayn estou sem cabeça pra você hoje - voltei a atenção pra tela do computador.
- Vim em missão de paz - ergueu as mãos - podemos conversar?

Suspirei e olhei pra ele, apontei pra cadeira na minha frente, Zayn sentou-se e olhou pra mim.

- que foi? está esperando que eu ofereça café também? - ironizei
- quando você está brava fica chata em - riu baixo - olha, Natasha eu conversei com o Louis, e foi um papo sério mesmo, agora entendi mais o lance de vocês
- ah, muito obrigada por acreditar em mim agora - revirei os olhos
- Eu estou acostumado a vez meu amigo se ferrar, porque as garotas vem com interesse e ele apenas gosta de se divertir não importa com que seja, pensava que você não era diferente... mas parece que é
- então me desculpa?
- oi? - ri - repete de novo
- fala sério, Natasha - bufou - me desculpa!
- eu desculpo, Zayn... no fundo é legal da sua parte querer só proteger seu amigo, mas você chega ser pior que a mãe dele, então calma
- eu sei - riu - é que eu me importo muito com o Louis, se fosse ao contrário sei que ele seria ainda pior
- bem a cara dele fazer isso mesmo
- desculpado?
- desculpado - sorri
- foi mais fácil que eu imaginei - ele disse pensativo
- não tenho paciência hoje pra brigar com você, Malik
- algum problema?
- nada do seu interesse
- é seria fácil demais você ser legal comigo instantaneamente
- ri - mas está tudo bem, só não é fácil que eu seja legal com você de novo
- eu sei que você é difícil, Natasha - sorriu - okay, vou sair - se levantou - já te atrapalhei demais

Apenas sorri como resposta e voltei minha atenção para o computador, pelo menos algo bom nesse dia, porque esse resto de semana com com certeza não vai ser fácil, estou preocupada com tudo, e no fundo tenho que admitir que um pouco assustada, mas preciso esquecer isso, foi um dos motivos que eu vim trabalhar hoje.

(...)

Me levantei, já que acabei minhas coisas, fui até a sala de Louis ver se poderia ser dispensada.
Bati em sua porta duas vezes e depois abri a mesma.

- Louis? - o chamei
- sim? - me encarou - está melhor? - perguntou
- estou - assenti e sorri - acabei já tudo que precisava está no seu e-mail, será que posso ir?
- ah, claro... tá bem mesmo? parece meio sei lá, cabisbaixa - se levantou
- só as coisas que aconteceram mesmo - me aproximei - mas estou melhor que pensei e... por um milagre Zayn pediu desculpas
- desculpas? estamos falando do mesmo Zayn?
- sim - ri - foi melhor que eu imaginei
- deve ser das vezes que acabamos brigando - revirou os olhos
- bem acho que vou embora, tenho uma casa toda pra arrumar
- rápido assim? - me puxou pra perto 
- acho melhor deixarmos essas coisas fora daqui 
- só um beijinho, vai - ele pediu 

Acabei rindo e aproximei meu rosto do dele, olhei em seus olhos azuis brevemente, depois fechei meus olhos e o beijei, depois de um tempo rompemos. 

- vou passar na sua casa pra te ajudar - ele disse enquanto eu me afastava 
- ajudar? acho mais fácil você bagunçar mais 
- adorável como um soco na cara - revirou os olhos 
- é brincadeira - ri e lhe dei um selinho - aparece lá, preciso mesmo de ajuda 

Pisquei pra ele e saí de sua sala, afinal tenho muito trabalho à fazer. 



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OI OI! 
Desculpa a demora, ensino médio está ME MATANDO! (okay, eu saí um pouco e tals, então isso me complicou pra escrever), mas vou terminar logo essa fic, e Fire, inclusive essa já está na reta final, bem é isso, beijo - mi 
AH FAKING IT AGORA TEM TRAILER CONFERE AÍ 

5 comentários:

  1. Perfeito ♡♡. Lindas entre la no meu blog: 1dficseimagines.blogspot.com acabei de colocar a sinopse de uma fic q vou começar a fazer com os minos, e sobre vampiros

    ResponderExcluir
  2. Nao se preocupa com o tempo porque ficam tao boas que compensam ; )
    Adoro essa fic!!
    Continua com essa mesma criatividade hein
    Ate o proximo ❤ ❤

    Xx Manu ❤ ❤

    ResponderExcluir
  3. Está realmente muito bom ... Continua

    ResponderExcluir
  4. Ameeeeeeiiiiiii!!!!!!!!!!! OH GOD ESSA FIC TA MUITO PERFECT!!!!!!!!! Voce tem o dom em!!!!!! AAAAAAAAHHHH TA MUITOOOO PERFEEEEECT*acho que eu ja falei isso* Anyways, Ta demaiiiis!! Continua please!!!
    XxDeeh

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*