12 de junho de 2015

Mini imagine com Liam Payne - Não poderia querer coisa melhor!

                                        Especial do Dia dos Namorados




  Mabel estava finalmente ressonando tranquilamente em seu berço, perdida em sonhos fofos como só os bebês podem ter. Ela estava tão tranquila que até sorria levemente, revelando as covinhas em suas bochechas, ou como Liam gostava de chamá-los, os furinhos. Liam sempre comentava durante a gravidez o quanto estava certo de que nossa filha com todo certeza teria os mesmos “furinhos” que eu. Ele costumava deitar a cabeça sobre minha coxa e conversar, por horas às vezes, sobre como ela seria linda e educada e coisas do tipo. Sempre me fazia sorrir, nos últimos meses, quando o inchaço nas pernas e a dor nas costas eram quase insuportáveis, ouvir Liam falar sobre isso era o que me acalmava.

  Estive observando mais cedo que os dentinhos de minha princesa já estão começando a nascer, e mesmo agora enquanto ainda é banguelinha, seu sorriso lembra-me muito o de meu Liam. Na verdade, olhá-la era como observá-lo, é doce como só ele sabe ser, calma como eu jamais serei, e sempre sorridente. Suspirei pesadamente sentindo o cansaço pesar sobre meus ombros depois de um dia inteiro tentando entreter a pequena que parecia ter uma energia sem fim. Já eram quase 22h da noite e Liam ainda não havia chegado, provavelmente ficaria chateado por não poder dar boa noite a Mabel, ela tinha um sono tão leve... Assim como ele.

   Lembro de quando nos mudamos para nossa primeira casa em uma ruazinha sem saída perto da universidade. A casa era pequena demais e nós sempre nos esbarrávamos na cozinha, cômodo que costumávamos usar muito já que ele sempre se achou um grande chefe culinário e eu estava por ali apenas para garantir que seus pratos não se tornassem um desastre. Quase sempre acabávamos sentados no tapete em frente à TV dividindo uma pizza. Naquela época ficávamos acordados durante horas depois de nos deitarmos. Não é que não estávamos cansados, é só que eu me mexia demais e Liam simplesmente não conseguia pregar os olhos com todo aquele movimento ao seu lado. Éramos novos naquilo de dividir o espaço, era estranho ter alguém ao nosso lado todas as noites. Mas felizmente nós encontramos um jeito de nos acostumar, de nos agarrar e entrelaçar da forma mais louca possível, nossas pernas e braços debaixo do edredom grosso. Quando andávamos pelo campos de mão dadas, perdidos em nosso próprio mundo, contando piadas terríveis e rindo alto demais, sempre escutávamos um ou dois elogios que falavam sobre como formavam um casal lindo. Eu também achava, ainda acho.

  Gosto de ficar sentada no sofá olhando a foto que tiramos no dia de nosso casamento. Ao contrario das noivas tradicionais, eu não pendurei uma foto feita por um fotografo profissional em um momento extremamente elegante e romântico. A foto que estava sobre nossa lareira tinha sido tirada quase no fim da festa por Harry, um amigo nosso que jurava ser o melhor fotografo de toda a Califórnia. Harry já estava pra lá de bêbado e nós não estávamos muito diferentes. Mas estávamos sorrindo e parecíamos genuinamente felizes, porque realmente estávamos. O melhor dia de nossas vidas... Ou um dos né... Harry também era o autor da foto que esboçava um Liam surpreso ao receber a noticia de que logo seria pai. A foto estava bem ao lado da que tiramos no dia da formatura, todos nós. Liam, Louis, Niall, Zayn, Harry, Lucy, Emilly, e mais alguns intrometidos que apareciam no fundo fazendo caretas engraçadas.
  Caminhei alegremente até a porta ao escutar o carro de Liam entrar na garagem. Meio segundo depois estávamos embolados em um abraço apertado.

 - Shhh! Acabei de colocar a bebê na cama. _ Silenciei Liam com um rápido selinho, vendo um lindo sorriso se formar em seu rosto.

- Eu posso dar boa noite? _ Com os dedos entrelaçados nos meus, Liam já estava me puxando escada acima em direção ao quarto de nossa filha.

   Entramos sorrateiramente, tentando fazer o mínimo de barulho possível, mas Mabel parecia não notar nossa presença ali, estava alheia a tudo, feliz no mundo dos sonhos. Liam beijou suavemente a testa de nossa pequena, que se remexeu incomodada e se afastou para longe do pai. O biquinho que se formou no rosto de Liam me fez rir. Selei nossos lábios novamente, não resistindo aquele biquinho.

- Eu já falei para tirar essa barba, agora eu tenho mais uma aliada ao meu lado.

- Vocês nunca vão me vencer. Minha barba é meu charme. _ Ele empinou o nariz como que para mostrar superioridade e tive que esconder meu rosto na curva de seu pescoço cheiroso para abafar a risada.

– Ah, já ia me esquecendo. Tenho uma coisa pra você.

- O que? _Perguntei desconfiada me afastando levemente. Ele abriu o palito e tirou de dentro do bolso uma rosa vermelha.

– Uma rosa? Pra mim?

- Uma rosa para uma rosa. Feliz dia dos namorados amor. _ Fechei os olhos ao sentir os lábios de Liam encostarem em minha testa. Encostei minha cabeça em seu ombro enquanto cheirava a rosa bonita em minhas mãos, e fiquei algum tempo apenas observando nossa filha no berço. Às vezes, nós encontramos o amor bem onde estamos.


____________________________________________________________

Então gente linda esse é o primeiro imagine que posto aqui no blog, com total autoria da minha amiga Gaby, que escreve a fanfic La$ Vegas comigo. Espero que gostem, e comentem.

Desculpem qualquer erro ortográfico, beijos Andressa Reznick! 

Até a próxima pessoal!


4 comentários:

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*