19 de julho de 2015

FLAWLESS ▽ EPILOGO - 3


– Vamos logo antes que Louis me ligue gritando   ele disse

Zayn dirigiu até o karaokê, ao chegar estacionou o carro e finalmente entramos. 
Não demorou para ver a mesa onde estava Harry e Louis estavam. 

– Pensava que não viriam hoje  Louis reclamou 
– Para de reclamar  ri  e aí, Harry  o abracei 
– Quanto tempo não vejo vocês dois  ele comentou e sorriu  Como está indo? 
– Ótimo  Zayn respondeu  Começaram com vodka?  riu 
– Só para os fortes  Louis disse convencido
– Bem  virei o copo de vodka – acho que não é tão forte assim  sorri vitoriosa 
– Como sempre acabando com minha alegria  ele resmungou 

Rimos juntos e continuamos bebendo e conversando como tem sido a vida nos últimos tempos e as boas histórias que tínhamos, principalmente do Louis. 
Até chegar a hora de cantar, Harry foi primeiro, estava o mais bêbado e a coragem exalava. 
Cantou Paradise do Coldplay, muitas garotas acompanharam a música junto com ele e Louis não demorou para que pegasse outro microfone e cantasse com ele, depois cantaram Sky full of stars, estava engraçado pelo fato de estarem completamente bêbados. 

– Que o Harry não tire a camiseta e finja um strip, por favor  Zayn disse baixo como uma prece 

Parece que não foi atendida, com certeza isso me rendeu uma crise de risos junto com ele. 
Quando terminaram voltaram à mesa bem aplaudidos. 

– O que foi isso?  eu perguntei ainda rindo 
– Isso foi um show  Harry se gabou 
– Vez de vocês  Louis desafiou 
– É impossível de superar isso  Zayn já cantou a perda 
– Tenta  Harry sorriu 

Zayn sorriu, tomou seu whisky e subiu no palco, recebeu alguns assovios da mesa de garotas ao lado, que de fato não me incomodou, continuava engraçado. Quando menos esperei ele estava cantando Moves Like Jagger - Maroon5. Sua imagem no palco junto com a voz deixaria qualquer uma hipnotizada, não importa os anos que eu esteja com ele, o vendo todos os dias, continuava completamente hipnotizada por tudo que ele fazia. 
Ele se aproximou da mesa e me chamou para o palco, tenho que admitir que não sou fã de cantar em público, mas com a ajuda de dois copos de bebida, consegui subir e perder o receio. 
Recebi um microfone, e a parte da Cristina Aguilera ia começar, olhei para frente onde me esperavam cantar, então... decidi apenas esquecer isso e olhei para Zayn que logo sorriu. 

– You wanna know how to make me smile  eu comecei
– oh, yeah  mordeu o lábio inferior 
– Take control own me just for the night  o puxei pela gola   and if I share a secret... you're gonna have to keep it, nobody else can see this  sorri   So watch and learn  olhei para a platéia  I won't show you twice  pisquei  head to toe, ooh, baby rub me right  joguei o cabelo para o lado  if I share a secret, you're gonna have to keep this  Zayn abraçou minha cintura  Nobody else can see this  sorri 

Descemos do palco e logo nos rodearam pulando e finalizamos a música. 

– Take by the tongue and I'll know you... Kiss me til you're drunk and I'll show you... ALL THE MOVES LIKE JAGGER! 

Quando terminou beijei Zayn e voltamos pra mesa ainda rindo. 

– Até que surpreendeu  Harry disse e riu 
– Admite que fomos bem  sorri 

Depois de horas, acabamos indo embora pra casa por mais de ser completamente irresponsável ir de carro, mas fomos e conseguimos chegar vivos. 
Estava tão cansada que tirei minha roupa e deitei na cama, Zayn não fez diferente, quando se deitou e me abraçou.

DIA SEGUINTE 

ZAYN MALIK P.O.V. 

Decidi sair um pouco mais cedo do trabalho pra buscar Caleb, ao chegar na escola notei que estava adiantado, como odeio esperar, pedi para que o liberassem mais cedo, então fui até a sala o buscar. 
Ao bater na porta, foi aberta por nada mais, nada menos que Ben, esse cara está me perseguindo o algo do tipo. Antes que ele dissesse algo, o puxei pra fora da sala e fechei a porta. 

– O que faz aqui? – perguntei segurando em sua gola 
– Relaxa, só vim fazer um trabalho de artes com as crianças, estou fazendo isso em todas as escolas da região 
– Você... 
– Entenda, não quero mais nenhuma encrenca, não vou mais procurar a Skyler, entendi seu recado muito bem 
– Se você estiver aqui por causa do meu filho eu juro que.. 
– Não é, eu juro  
– Não acredito em absolutamente nada que você me diz 
– Mas é verdade, Malik 
– De qualquer forma – o soltei – vim buscar meu filho mais cedo 
– Caleb certo? 
– Sim – assenti 

Ele chamou Caleb que ao me ver pegou a mochila e veio correndo até mim, tentando não derrubar tudo no chão, tão atrapalhado quanto a Skyler, mas se despediu de todo mundo como se fosse o popular, era até engraçado. 

– Oi papai – sorriu
– E aí! – o peguei no colo – preparado pra comer? 
– Sim – disse animado – tchau, tio Ben – acenou – meu desenho ficou bonito? 
– Ficou lindo, Caleb – ele disse e sorriu  nos vemos outro dia, tudo bem? 
– Tá!

Levei Caleb pra fora do colégio, que falava sem parar de como a aula foi legal, a cada dia ele aprende a falar melhor, não sei se isso é bom ou ruim, porque a medida do tempo ele não para nenhum segundo de falar.  
O levei até uma lanchonete, mandei uma mensagem para a Sky avisando onde estávamos. Pedi algo pra comer e fiquei um tempo focado no celular até escutar a voz dele. 

– Papai, papai, olha – pediu manhoso 
– Desculpa – ri e o olhei – Como foi na escola? 
– Eu desenhei com o tio Ben – sorriu animado 
– Ah... e ele é legal? 
– É – assentiu – comida! – disse animado 

Tudo que acontece o deixa animado, as vezes me faz lembrar quando era mais novo e tão inocente quanto ele. 


(...) 



Ao chegar em casa Skyler no quarto arrumando uma mala. 

– Parece que a viajem está dando tudo certo 
– Vou semana que vem, e volto o mais rápido que eu puder – me beijou – Caleb comeu? 
– E muito... só vai levar isso de roupa? 
– Não sou você que leva mil malas – debochou 
– Quando chegar e tiver coisas faltando a culpa não é minha 
– MÃE! – Caleb entrou no quarto gritando 
– Meu amor – o pegou no colo – fiquei com saudades – o encheu de beijos 

Ele sorriu e a abraçou, o tempo foi passando e finalmente ele caiu no sono, o coloquei na sua cama e voltei pro quarto. 
Decidi tomar um rápido banho e quando voltei pro quarto, Skyler falava nervosa no telefone, quando desligou respirou fundo e se jogou na cama. 

– O que foi? – perguntei 
– Minha mãe disse que meu pai também está em crise... por causa da economia do Brasil, não entendo muito disso – me encarou – mas afetou a empresa um pouco mais que ele esperava
– Ele quer alguma ajuda? 
– Não, até parece que não conhece meu pai, acha que ele quer uma ajuda nossa? Ainda mais sua? 
– Posso tentar – dei de ombros
– Deixa isso pra lá, vou dar um jeito, como sempre – sorriu 
– Então vamos deixar isso pra lá, tenho assuntos bem melhores 
– Ah, sério Malik? – fingiu inocência 
  Nem tente ser inocente, sei muito bem que não é 

Ela riu, se aproximou mais de mim, me beijou e puxou meu lábio inferior. 

– Parece que eu tenho razão  sussurrei 
– Talvez tenha, só um pouco  beijou meu pescoço  sabe o que vou mais sentir falta quando viajar? 
– Não sei, mas tenho certeza que vou adorar escutar 
– Vou sentir falta do seu beijo...  me beijou  e até do seu jeito de idiota convencido 
– Eu sei que vai sentir minha falta  pisquei e sorri 

A beijei a colocando no colo, deixando uma perna de cada lado da minha cintura, andei até chegar na cama, deitei ficando por cima dela, beijei seu pescoço e deslizei minha mão por baixo da camiseta que ela usava, como estava apenas de calça facilitou seu trabalho de apenas desabotoar a mesma. Rompi os beijos pra tirar sua camiseta, tentei achar o fecho do seu sutiã e escutei seu riso. 

– Na frente, Malik 
– Século XXI acabando com o clima  revirei os olhos

Ela riu novamente e eu abri o fecho que ficava na frente me livrando do seu sutiã, tirei seu shorts e logo minha calça. Ficou por cima de mim, deslizou a mão pelo meu peitoral, beijou meu ombro e mordeu de leve meu pescoço, ela rebolou de leve, segurei em sua cintura e rasguei sua calcinha, não demorou para que ela estampasse um sorriso malicioso nos lábios, ela tirou delicadamente minha cueca e sentou no meu membro, me sentei e a puxei a beijando. 
Fiquei por cima dela, intensificando os movimentos, depois de um tempo cheguei a ápice e ela também, então cai ao seu lado na cama. 
Puxei um cobertor e nos cobri, depois de respirar fundo ela me encarou. 

– Sério, não gosto desses sutiãs com fecho na frente  ri 
– Vou começar os mais complicados pra dificultar sua vida  brincou 
– Enlouqueceu? Minha maior alegria é conseguir abrir sutiãs com uma mão 
– Você se gaba por isso?  riu 
– Do grupo só eu e Louis consegue 
– Não acredito que falam sobre isso  revirou os olhos  pensava que só você era idiota 
– Sou o menos idiota, vá por mim 
– Preciso de um banho 
– E eu preciso te beijar mais um pouco  sorri 

Ela sorriu e me beijou. 


DIA SEGUINTE 
  
continua... 
---------------------------------------------------------------------------------------

OLÁ! 
Obrigada pelos comentários e pelas ideias <3 
Vou usar no próximo capítulo com certeza, nossa foram ideias muito boas e se quiserem continuar dando mais ideias vai me deixar super felliz, amo cada comentário que deixam, desculpa as demora! 
Beijos - mi

6 comentários:

  1. Ai to adorando!! Parabéns Mi está ótimo!

    ResponderExcluir
  2. Ameeeeeeei, Zayn safadinho hahahah
    Continua! Beeeeijos <3
    Duda xX

    ResponderExcluir
  3. Perfeito, estou amando

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*