16 de agosto de 2015

MINI IMAGINE - Love The Way You Lie

MINI IMAGINE COM LIAM PAYNE - PARTE 4/4


Pra quem não sabe é um mini imagine que postei a muito tempo e só vou terminar agora haha 

Liam sabia que querer não é poder, se alguém quisesse de fato fazê-la algum mal, em certo momento ele não poderia mais lutar contra isso, porém, iria tentar. 

- obrigada - ela sussurrou - só não me decepcione de novo, por favor



(...) 



Estava já de tarde e Liam olhava sem parar na tela do celular esperando qualquer novidade, enquanto Seu nome, apenas queria manter a calma e voltar a vida normal. 
Celular de Liam começou a tocar e ele atendeu de imediato. 

- Jason? 
- Sim... conseguimos, ele vai ser preso e provavelmente não vai demorar muito pra ser julgado, está liberado da missão, Payne 
- ah... tudo bem 
- Algum problema? 
- Nenhum, mas agora acho que mereço férias não é? 
- Merece, só não me diga que ainda está pensando em sair
- Na verdade agora estou pensando ainda mais nisso 
- Bem, nos vemos semana que vem no escritório e você me diz sua decisão, certo? 
- Certo

Deixou seu celular sob a comoda e logo Seu nome olhou pra ele ansiosa por pelo menos uma novidade. 

- Então... 
- Acabou, ele foi preso e você pode ir embora 
- Mas e você Liam? 
- Como assim? 
- O que vai fazer? Ir embora? 

Ele sorriu de canto e se aproximou da garota que estava sentada no sofá, sentou-se do seu lado e fez um sinal negativo com a cabeça. 

- Não quero ir embora, mas se você preferir que eu vá 
- Nem tenho certeza se posso confiar em você 
- Eu te dou certeza que pode confiar em mim, não estou mais em uma missão, prometo
- Eu sei... 
- Acho que o problema é seu pai - desviou o olhar - imaginei 
- Está me fazendo sentir culpada e eu não tenho culpa que ele é meu pai 
- Sei que não tem culpa de nada 

Liam rodeou o ombro da garota com seu braço e a puxou pra perto, Seu nome recostou a cabeça em seu peito soltando um longo suspiro, por mais da confusão que estava, tinha total certeza que gostava muito do Liam, no fundo até o amava, mas como demonstrar esse amor se tinha tanto medo de se magoar ainda mais. 

- Eu prometo que vou fazer o máximo pra não te magoar - ele disse como se estivesse lendo seus pensamentos 
- Quer mesmo tentar?
- Pode ter certeza - sorriu - vou receber uma boa bronca por isso, mas não quero ficar pensando que deveria ter tentando e não fiz nada 

Talvez não custava nada tentar também - ela pensou. 

- Certo - o encarou - mas já vou avisando que minha mãe não gosta de garotos mais velhos 
- Minha mãe não gosta de garotas mais novas, então estamos kits - riu 


1 SEMANA DEPOIS 



Seu nome finalmente tomou coragem de visitar seu pai, estava se sentindo um tanto mal por ele, afinal estava namorando com o homem que foi responsável pela sua prisão e por mais de tudo que já tenha feito de errado, não deixa de ser sua família. 
Ao chegar, foi revistada e então entrou em uma sala, e viu seu pai sentado em uma cadeira com as mãos algemadas sobre a mesa. Ela se aproximou e sentou-se de frente pra ele sem saber direito o que dizer. 

- Pensava que não iria me ver - ele disse 
- É ruim te ver desse jeito pai - suspirei 
- Sabe o que é ruim? Saber que está com o homem que fez isso comigo - disse com desgosto 
- Você fez isso com você mesmo, talvez se trabalhasse mesmo com algo descente estivesse tudo bem, poderíamos até ser uma família 
- Não quero brigar com você - me encarou - é a única família que eu tenho agora, incrivelmente quem eu mais confiava me abandonou a partir do momento que fui preso 
- Por mais de tudo, eu me preocupo com você, nunca fomos melhores amigos mas - deu de ombros - espero que saia logo daqui 
- Se eu sair e voltar a ser alguém normal - o interrompeu
- Pode ter certeza que te visito todos os dias, nunca é tarde demais 
- Eu sei, infelizmente não vou poder ir na sua formatura 
- Prometo que vou tirar várias fotos e te trazer depois - sorriu

Ela esticou suas mãos até as deles e não demorou para que ele até agora sério, esboçasse um sorriso, com certeza ela se sentia melhor agora. 


DOIS MESES DEPOIS 



- Filha, não aguento mais tirar fotos 
- Só mais uma, prometi pro meu pai que tiraria várias - riu 

Ela pousou para mais uma foto com o seu diploma na mão e sua mãe já cansada tirou outra, Seu nome se aproximou dela olhando pra foto e até riu de si mesma. 

- Cheguei atrasado demais? - escutou a voz do Liam 

SEU NOME P.O.V. 

Me virei para o Liam que estava vestido de forma social, minha mãe disse que iria falar com outros pais, assenti pra ela e me aproximei dele. 

- Chegou bem atrasado, já até peguei meu diploma - ri 
- Não vai ficar brava comigo, né? 
- Não - neguei - nem fiz um discurso ou alguma coisa - dei de ombros - mais importante é que finalmente acabei tudo isso 
- Você fica tão linda nessa beca - abraçou minha cintura 
- E você é tão mentiroso - riu - estou ridícula como todo mundo - tirei o chapéu 
- Pra mim não está, pode ter certeza - me beijou - tenho um presente 
- Qual? 

Liam pegou a caixa que estava logo atrás dele e me entregou. 
Abri a mesma que dentro havia o livro que havia emprestado pra ele quando nos conhecemos e eu havia me iludido completamente que não passava de um aluno novo. Mas junto havia um anel com sinal do infinito também, era adorável, enquanto eu olhava para o mesmo, Liam puxou minha mão e colocou o anel no dedo do meio e me beijou. 

- Espero futuramente fazer isso no nosso casamento - ele brincou 
- Pode ter certeza que vai, senhor Liam... 
- Mas antes... 
- Eu sabia - revirei os olhos 
- Ah, meu amor, não fica assim, só é uma missão pequena 
- Que fica?
- Em Tóquio - fez uma careta 
- TÓQUIO?! 
- Calma, olha eu prometo que vou voltar rápido
- Você disse que estava pensando em aposentadoria 
- O que posso fazer se adoro a adrenalina do trabalho? - sorriu 
- Só volta inteiro, por favor 
- Pode ter certeza que eu vou voltar em perfeito estado - me abraçou - mas também não vou poder te dar notícias 
- Liam! 
- Faz parte da missão, desculpa - me beijou 
- Você sempre vai contando aos poucos, o que mais tem? Ficar três meses lá? 
- Na verdade é um mês 
- Okay - suspirei - você já está me tirando do sério bem no dia da minha formatura 
- Se diverte com seus amigos, melhor, amigas - piscou 
- Nem me venha com esses ciúmes - ri - quando você vai? 
- Essa noite, por isso me atrasei, me escalaram hoje pra isso 
- Vou sentir sua falta 
- Eu também vou, mas não se preocupa comigo, se diverte, só vai se formar do colégio uma vez 

Eu sorri pra ele e lhe dei um forte abraço, logo ele fez o mesmo, tenho certeza que Liam tem o melhor abraço do mundo, é forte e protetor, com certeza fico extremamente preocupada com ele. 

- Eu te amo - sussurrei 
- Eu amo mais... 


2 SEMANAS E MEIA DEPOIS 


LIAM PAYNE P.O.V. 


- Dirige, Harry! - eu gritei 
- Como descobriram? 
- Acho que japoneses são espertos até demais 

Estamos infiltrados em uma máfia japonesa que compactua com americanos, porém quando menos esperei fomos descobertos, agora temos que fugir, já que temos informações o suficiente pra incriminá-los, obviamente eles querem nos matar.
O carro que nos seguia parecia blindado, mas logo notei os vidros serem abertos e vários tiros no carro que nem ao menos é nosso "roubamos" da primeira pessoa que achamos. 
Peguei a arma da minha cintura e atirei de volta, consegui atingir dois deles, porém como eu estava colocando metade do corpo pra fora do carro, acabei sendo atingido no ombro, fazendo com que de imediato eu voltasse a me colocar pra dentro do carro. 

- MERDA! - gritei 
- O que foi? - perguntou 
- Levei um tiro, idiota 
- Eu estou tentando não bater nos carros, não posso olhar pra você, consegue ligar pro chefe? 
- Acho... que sim

A dor que eu sentia era imensa, enquanto Harry a todo custo tentava desviar de quem nos seguia, usei meu braço que estava em perfeito estado pra ligar pro Jason. 

- Liam? 
- Nos acharam! E eu acabei de levar um tiro 
- Onde vocês estão? 
- Tentando fugir - respirei fundo - mas já temos provas, preciso que agilize reforços, agora! 
- Certo mantenha a calma, e tente cuidar do seu ferimento - desligou 

Com minha mão livre, voltei a atirar consegui atingir finalmente dois pneus deles, fazendo com que derrapassem na pista e parassem junto outro carro. 
Usei um pano que achei para estancar o sangue... Finalmente suspirei aliviado por estar vivo. 


4 DIAS DEPOIS 



De volta a Londres com meu ombro cheio de pontos, já estou imaginando Seu nome não gostando nada disso, mas de qualquer forma, só queria vê-la. 
Ao chegar no aeroporto, Harry foi recebido pela sua namorada, enquanto eu não tinha nenhum sinal da minha, por um momento estranhei, mas depois de esperar desisti e saí dali. 
Enquanto esperava um táxi, escutei alguém me chamar, olhei pra trás e Seu nome estava ali sorridente, havia cortado os cabelos um pouco abaixo dos ombros, mas o sorriso continuava o mesmo. 
Veio até mim e me abraçou imediatamente. 

- Não aperta o ombro não - eu reclamei 
- Mas - olhou para o ombro - Liam 
- Foi só um tiro
- SÓ UM... - suspirou - okay, vou relevar, porque estava morrendo de saudades - me beijou - mas depois vamos conversar sobre isso 
- Só preciso que você cuide de mim porque essa viajem acabou comigo - fiz beicinho 
- Bobo - sorriu - vamos logo pra sua casa e você me conta 


(...) 



Estávamos na minha casa, pedi uma pizza pra comermos, então ficamos deitados na cama comendo enquanto eu contava como foi a viajem. 

- Isso parece até uma cena de filme - riu - fico feliz que esteja bem 
- Sei que não gosta do meu trabalho 
- Não é bem questão disso é só que... não sei se vai estar aqui amanhã 
- Essa é a graça 
- Pra você, pra mim não - disse séria 
- Não estou preparado pra largar isso e ser o homem da casa 
- Não estou preparada pra te perder 
Ela olhava em meus olhos parecendo estar falando mais sério do que nunca, eu sei que se continuasse trabalhando ela não me deixaria, mas entendo o medo que ela tem, afinal tenho que admitir, nunca vou ter certeza quando estou aqui. 

- Podemos mudar de assunto? Já levei bronca até da minha mãe via telefone
- Só quero que me prometa, vai pensar na sua vida e tomar mais cuidado 
- Eu te prometo - sorri 
- Mentiroso, sempre te peço isso e você sempre não cumpre 
- Então por que ainda pede 
- Eu amo até o jeito que você mente, pelo menos agora eu já sei quando acontece 
- Mudando de assunto, sabe o que vai fazer? 
- Ainda não, pensei em engenharia, mas queria uma faculdade noturna, vou começar a trabalhar
- Isso é bom, posso te ajudar se quiser 
- Não precisa - me beijou - eu sei me virar, acho que agora você precisa descansar 
- Ah, não vai embora não
- Você parece uma criança, Payne 
- Para me zoar, liga pra sua mãe e dorme comigo hoje - pediu 
- Já fiz isso - sorriu 
- Minha garota - a beijei 


2 ANOS DEPOIS 

- Seu nome você prometeu que iria voltar pro jantar 
- Eu já chego, só mais 10 minutos, fiquei fazendo trabalho da faculdade 

Desliguei o celular no mesmo momento e joguei no sofá. 
Estamos morando juntos faz seis meses, está sendo ótimo tirando o fato que a faculdade e trabalho rouba quase todo o tempo dela. 
Tirei a comida do forno, fui até a geladeira peguei uma garrafa pequena de cerveja e me sentei. 

- Eu sei que me atrasei foi mal - escutei sua voz 

Ela logo apareceu na minha frente, iria me beijar mas eu desviei, aceito ela se atrasar, mas hoje é sexta feira e não houve um dia que conseguiu chegar na hora. 

- Liam - disse desapontada - não fica assim, só estou com muito trabalho na faculdade e na empresa 
- Por que não aceita minha ajuda? Quero passar um tempo a mais com você 
- Mas não posso depender de você 

A puxei pro meu colo e a beijei. 

- Preciso que me entenda como eu entendo seu trabalho 
- Eu sei, só não quero que a gente fique nessas crises, só estamos morando juntos a seis meses 
- Confia em mim - sorriu

Escutei meu celular tocar, ela saiu do meu colo e eu fui até a sala, peguei meu celular e o atendi. 

- Liam? 
- Sim, Harry? O que foi? 
- Acabamos de ser escalados pra missão que pode ser a melhor, a das nossas vidas! 
- Como assim? Que missão? 
- Nova York, na sede da FBI! Vamos ser transferidos definitivamente pra lá, tem ideia o quanto vamos ganhar? 
- Cara, eu não posso, tem a Seu nome 
- Mas... Payne, a gente sempre sonhou com isso 
- Eu sei, mas vou ter que dispensar
- Porra, Liam, não acredito nisso 
- Depois nos falamos

Desliguei o celular e respirei fundo. Voltei pra cozinha, onde Seu nome colocava a mesa. 

- Acabei de negar o trabalho que eu esperei minha vida toda pra ficar com você, por favor, leve essa relação a sério 

Ela parou o que estava fazendo para me encarar e veio até mim me beijando. 

- Te prometo e obrigada 
- Por quê? 
- Não desistir da gente 
- Se eu não fiz isso a dois anos atrás, nem pensar que vou fazer agora
- Então... o que acha de nos casarmos? 
- Oi? Não deveria ser que iria perguntar isso? 
- Século XXI Liam - sorriu - e aí? 
- Claro - sorri e a abracei - você é louca, sabia? 
- Sabia - me beijou - mas vale a pena 
- Já tenho até o anel de noivado - mostrou o anel que lhe dei no dia da formatura 
- Te amo - a peguei no colo e sorri 
- Eu amo mais - sorriu 


FIM 



----------------------------------------------------------------------------------------

EU SEI! ESSE FOI MEU RECORDE DEMOREI MUUUUITO PRA TERMINAR! 
Mas pessoal, terminei! UHU! <3 
Espero que tenham gostado do final... 

3 comentários:

  1. Amei amei amei, muito bom

    ResponderExcluir
  2. 1 ano miga????? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    mas valeu a pena, foi ótimo, muito bom *---*

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*