17 de setembro de 2015

|| HAUNTED 11 - Trouble Again ||


LEIA AS NOTAS FINAIS <3 

Da forma mais irônica, depois de Louis mentalmente desejar que tudo acabasse bem, a casa que ambos estavam escondidos teve a porta arrombada, antes que ele pudesse pegar alguma arma, levou um tiro certeiro no braço esquerdo, mas ao notar que a dor não era tão grande, percebeu que era um sedativo, não demorando que ele caísse no chão desacordado. 


 CONNECTICUT – DIA SEGUINTE – 11:00 A.M. 



Franky acordou sentindo sua visão turva e a cabeça doer como se estivesse em uma ressaca, respirou fundo e olhou em volta notando que estava bem longe disso, na realidade não tinha ideia que lugar era esse. 

– Parece que alguém acordou...

Ao olhar pro lado viu a imagem do Jesse se aproximando, não levou nem um segundo para ela notar o que estava acontecendo. 
Eles não foram descobertos por incompetência, o real motivo é que havia um traidor, entre eles e agora sem sombra de dúvida sabia exatamente o responsável por isso.  
O mesmo se aproximava dela com um sorriso sádico mexendo no anel, que ela já havia notado que ser o símbolo do grupo. 
Se pudesse Franky partiria pra cima dele naquele momento, porém estava com os braços amarrados em uma cadeira, ficando por um momento impotente. 

FRANKY P.O.V. 

– Como sempre, tem um traidor entre nós – foi a primeira coisa que eu disse 
– Eu só procurei o lado que me dava o devido valor – disse sorridente – a FBI achava que eu era um fantoche, enquanto eles me tratam como eu mereço, sabem que eu sou melhor 
– Não vá me dizer que ficou com ciúmes? – disse sínica 
– Eu merecia estar nessa missão, não você muito menos o Louis, duas crianças incompetentes – acendeu um cigarro 
– Pelo menos não traímos a própria equipe, talvez seja esse o motivo que não foi escolhido
– Mas está amarrada em uma cadeira completamente impotente

Aproveitei que minhas pernas estavam livres e chutei seu estomago, mas logo me seguraram e quando se recuperou, veio até mim e segurou em meus cabelos, puxando minha cabeça pra trás e olhou em meus olhos. 

– Pode ter certeza que quando puder, vou acabar com você 
– Estou esperando – disse desafiadora 

Ele me soltou, saindo da sala acompanhado dos dois homens que me seguravam, fechou a porta me deixando naquela sala escura apenas com uma lâmpada quase apagada perto de mim. 

LOUIS P.O.V. 

Acordei e ao abrir os olhos, estava de frente com alguém familiar, Mike, pelo menos tem um lado bom, não preciso mais ser falso com ele. 

– Sei que sou bonito, mas não precisa me admirar tanto – sorri falso 
– Virou sarcástico do nada, Tomlinson? – riu – quem diria, te achava o maior idiota e você trabalha pra FBI 
– No meu caso te achava um idiota e agora acho ainda mais 
– Até que você parecia mesmo casado com a tal Franky, que por acaso está bem aqui do lado – pegou um punhal – vai ser bem divertido 
– Boa sorte pra você, duvido muito que consiga alguma coisa – suspirei 
– Ah eu consigo, pode ter certeza – sentou-se – se o chefe não tivesse te pedido inteiro...–riu–  coitado de você 
– Só está tentando me intimidar – o encarei – punhal na mão – ri debochado – acha que está intimidando seu amigo? Qualquer passo que você dá é uma informação à mais que eu ganho 
– Olha, vou repensar na parte de te deixar inteiro
– Mike – escutei uma voz – pode sair, Mark quer falar com você... até melhor, antes que faça alguma merda 

Logo, Theo, irmão da Franky apareceu do seu lado e me olhou de relance. 

– Fica na sua – Mike saiu esbarrando nele propositalmente. 

Theo sentou-se no lugar de Mike que bateu a porta logo atrás dele. 

– Ainda não acredito que a Franky se preocupa com você – olhei pra ele – imagino que não tem um pingo de culpa 
– Isso não te interessa – cruzou os braços 
– Tem razão, além de que não me importo...

Ele ficou em silêncio parecia pensativo, enquanto meus braços já estavam doendo, pioravam um pouco mais amarrados naquela cadeira. 

– Ela... cresceu e se tornou um orgulho, e eu só piorei com o tempo, não posso fazer nada só sigo ordens 
– Você sabe que pode, só tem medo, por mais de ser um bandido tem medo de se arriscar 
– Sei que está tentando fazer, me manipular mas... 
– Não posso te manipular, você já é manipulado, com certeza eles falam que tudo vai mudar, um dia vai ser o chefe, que é o melhor de todos – acabei rindo – o Mike já tem trinta e poucos anos e não parece muito satisfeito, quem te garante que você vai estar algum dia? 
– Me fala um motivo pra salvar vocês? 
– A Franky é sua irmã, porra! Será que é tão difícil de entender? Mas okay, desde sempre eu sabia que você não liga pra ela 

Parei de olhar pra ele, se tem uma coisa que me incomoda são bandidos ainda por cima esses que não sabem o que estão fazendo, fiquei imaginando onde estaria a Franky agora.
Quando Theo saiu da sala me deixando sozinho tentei afrouxar as cordas todo custo, mas parecia impossível. 
Depois de um bom tempo ali preso, pensei que talvez Theo poderia ter pensando no que eu disse, talvez tenha se sentido culpado, porém quando vi Franky entrando no quarto sendo trazida pelo Mike desacordada e machucada, vi que estava pensando errado. 

– O que vocês fizeram?! – tentei me soltar 
– Foi a chefe – ele riu a colocando em um canto da sala – parece que sua mulher a irritou – abriu a janela – como no fundo eu até que gosto dela, vou te soltar e deixar que cuide disso

Ele veio até mim, afrouxou as cordas e consegui tirar meus braços, pensei em partir pra cima dele, mas foi automático ir diretamente até a Franky. 

– Se eu fosse você me prepararia, afinal é o próximo. 

Quando fechou a porta, voltei meu olhar pra ela e segurei seu rosto. 

– Franky olha pra mim, abre o olho – a mexi – por favor, acorda

Me sentei do seu lado e coloquei sua cabeça em seu colo,  tirei minha camiseta, e limpei o suor do seu rosto, e estanquei o sangue dos machucados.
Logo ela acordou tossindo se sentando, segurei em seu ombro e ela me encarou. 

– Tá tudo bem, calma – a puxei pra perto 
– Ela acabou comigo – disse com a respiração descompensada – nem foi mulher o suficiente, precisou de quatro caras 
– Para de falar – a puxei pra deitar-se no meu colo – precisa descansar 
– Não quero descansar! Eu quero – tossiu novamente 
– Desse jeito você não vai fazer nada 
– Queriam que eu falasse tudo – disse mais baixo 
– E você disse? 
– Vão precisar de mais que isso pra tirar qualquer coisa de mim – sorriu 

A segurei pela nuca e tirei os cabelos do seu rosto, sentia tanto ódio que chega ser indescritível, a cada segundo que se passava eu me controlava mais, não podia piorar ainda mais a situação, o que mais me perguntava era o porque começarem por ela e não por mim, sempre Franky é o alvo principal. 

– Liam – ela disse baixo 
– O que houve? 
– Ele disse que traria reforços, precisa saber que... estamos aqui 
– Como? 
– Meu irmão – se sentou 
– Será que você pode ficar parada? Só vai piorar mais a situação e seu irmão... 
– Precisamos tentar – me encarou – vamos ficar sem saída, na verdade já estamos 

Por um momento ela fechou os olhos novamente, fiquei desesperado tentando acordá-la, que me olhou pouco depois.  

– Está preocupado, Tomlinson? – riu – vaso ruim não quebra fácil – segurou minha mão
– Juro que vamos acabar com eles 
– Eu acredito em você 

A porta foi bruscamente aberta e logo Theo se aproximou de nós dois.

– Calma, vou cuidar disso – pegou alguns curativos 
– Não encosta em mim – segurou a mão dele 
– Você vai perder muito sangue, me desculpa, tentei impedir mas... 
– Theo... preciso que ligue pro Liam, pede reforços 
– Você sabe que eu não posso 
– No fundo você pode, vai dar tudo certo, confia em mim 

Ele parou e ficou olhando pra ela por um tempo. 

– Fala o número dele 
– É XXX-XXX – disse baixo – vou ficar te devendo essa 
– Eu é que estou devendo muita coisa pra você – beijou seu rosto – cuida dela – me encarou 
– Vou cuidar, mas antes me responde uma coisa... por que a Franky é o alvo principal? 
– A chefe a odeia, porque ela não cala boca – se levantou – ela quer ser superior, só que como não consegue isso com a Franky bem... você viu o que acontece, preciso ir 

Saiu da sala, e eu apenas torcia que ele não fosse outra pessoa que iria nos trair, já basta o Jesse, que passou sorrindo olhando pela parte de vidro da porta, parecendo se divertir. 
Coloquei a Franky sentada apoiada na parede e comecei a cuidar dos novos machucados que ela ganhou, enquanto isso ela ficava em silêncio, apenas se encolhendo quando sentia muita dor. 
Tentei fazer rápido os curativos, quando terminei, ela olhou pra mim e sorriu, como se estivesse preparada pra outra, é inacreditável. 

– Não sei como consegue sorrir, mais um pouco eles quebravam alguma parte do seu corpo – eu disse sério 
– Eu estou viva ainda, isso é um bom começo – tossiu

Acabei sorrindo também, segurei seu rosto e continuei olhando pra ela, era notável que estava cansada, mesmo assim continuava me encarando com seus olhos verdes brilhantes e cheios de vida. 

– Não acredito que vai querer me beijar horrível desse jeito 
– Impossível criar qualquer clima com você, mas não... só estava pensando 
– Acho que preciso descansar um pouco – fechou os olhos

Fiquei em silêncio, que durou pouco. 
A porta foi aberta e Jesse me chamou, me levantei e fui até ele. 

– Chefe quer falar com você... espero que eu não precise te levar a força 
– Não precisa 
– Pensava que estava confortável por aqui – disse irônico 
– Estou bem e – segurei na gola de sua blusa – se encostar um dedo nela, eu dou um jeito em você 
– Estou com muito medo – sorriu 
– Deveria estar, Judas

Trombei em seu ombro e sai da sala que estava, fui até onde estava uma aglomeração e entrei, fui puxado e jogado na cadeira. Mark apareceu e dessa vez vi o verdadeiro "Mark" que sempre disseram. 

– Sabia que você estava sendo bom demais pra ser só um vizinho – parou na minha frente 
– Nada é perfeito... 
– Acho que já sabe que onde está se metendo não é? 
– Eu não sei nada, só estava fazendo meu trabalho – dei de ombros 
– Você parecia ser tão inteligente, deveria ser esperto igual seu amigo Jesse, posso te perdoar 
– De fato eu sou inteligente, por isso vou continuar aqui... o Jesse é burro por isso se aliou à você 
– Bem longe de ser esperto – riu – Jesse, me ajuda aqui
– Claro, chefe 

Antes que eu me levantasse seguraram meus braços e eu levei um soco no estomago dele, me fazendo sentir imediatamente falta de ar, antes de me recuperar levei outro soco agora no rosto, logo senti o sangue vir na minha boca, porém escutei alguns barulhos e a porta foi aberta. 

– Chefe, estão invadindo – Mike disse 
– Quem?! – ele perguntou 
– A FBI, idiota – sorri e o encarei 
– Antes disso – apontou a arma pra mim – você não sai vivo daqui 


CONTINUO COM 9 COMENTÁRIOS 



Continua... 

----------------------------------------------------------------------------------------

OOOOI!!! 
Gente a Juh, leitora aqui da fic, deu a ideia de fazer um grupo no whatsapp com vocês, no caso leitoras aqui da fic, achei super legal porque vocês vão poder falar o que querem sobre a fic (até me xingar se eu demorar pra postar) ENTÃO, meu facebook é esse aqui - https://www.facebook.com/michele.maia27 pode adicionar, e mandem o número, se tiver pessoas o suficiente eu faço um grupo bem mara só com as lindas aq o/ haha 
ESPERO QUE TENHAM GOSTADO! Valeu gente, beijão 


11 comentários:

  1. Primeiraaaa, capitulo perfeitoo ameeeeei

    ResponderExcluir
  2. Eita ��
    Tadinho do Lou !
    Continua, estou amando ♡

    DS

    ResponderExcluir
  3. aaaaah mds !!!! continuuuuuaaaa , tá Perfeeitaaa !!!

    ResponderExcluir
  4. Ai meu Deus, e agora o que vai ser do louis 😱, agora o bicho vai pegar. Espero que tenha muito mais pela frente mi, nao quero que ela acabe tão cedo, amo tanto essa fic, ela é minha paixao. Hoje saiu perfeito como sempre... Continua quando puder. Tomara que o boo consiga escapar dessa... Bjs sua linda 😍
    Xx juh

    ResponderExcluir
  5. Serio vey, essa fic eh mt top, mt perfeita, mas n tenho wpp nem face (aprontei e meu pai tirou) mas posso perguntar duas coisas aqui? Ah e vou continuar te apoiando. Mas serio mt perfeita sua fic

    ResponderExcluir
  6. Tá perfeita!!! Continuaaa
    Tá MT linda!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Eitaa, meu amor não pode morrer, Mark tem que ser torturado até a morte, Theo até que serviu pra alguma coisa, eu sou louca pelo Channing, aí Mike que é ele, está me fazendo ter raiva kk mas continua

    ResponderExcluir
  8. Continua! Ta perfeita!

    ResponderExcluir
  9. Ameii
    Finalmente consegui comentar pelo celular Haha
    Nuuss o Lou não pode morrer u.u
    Continua linda ♡
    Tô muito ansiosa para o próximo capítulo o. O
    Vê se posta logo guriaa
    E MANDA UM BJÃO PRA MIIM ��
    Malikisses☆♡☆

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*