21 de setembro de 2015

|| HAUNTED 12 - Always Here ||


– Chefe, estão invadindo – Mike disse 
– Quem?! – ele perguntou 
– A FBI, idiota – sorri e o encarei 
– Antes disso – apontou a arma pra mim – você não sai vivo daqui

Quando a porta foi arrombada eu desviei do tiro que com certeza seria certeiro no meu peito, consegui acertar um soco no Jesse que caiu, corri dali, antes de pensar em sair, Franky me veio a mente, então fui a sala ao lado onde estava, porém nenhum sinal dela. 
Quando me virei, me deparei com Mike, esse é um ótimo momento pra descontar minha raiva, aproveitei que estava de costas e o empurrei, fazendo com que sua arma caísse no chão. Estava prestes a pegá-la, mas minha perna fui puxada por ele, o chutei e consegui pegar a arma, quando apontei em sua direção, escutei uma voz familiar atrás de mim. 

– Larga a arma, agora 
– O que foi, Jesse? Está com medo que eu machuque seu amiguinho? – eu disse sarcástico 
– Não vou repetir, Tomlinson – pude escutar que ele destravou a arma 

Antes que eu largasse a arma, escutei um tiro, me virei, e Jesse havia caído no chão, então pude ver Franky que logo sorriu. 

– De surpresa é sempre melhor – ela disse 
– Como está de pé? 
– Equipe, esqueceu? – piscou 

Olhei pra trás e Mike ainda estava parado, nos entreolhamos e no momento lhe dei um soco certeiro fazendo com que caísse no chão. 
Saímos da casa, ao avistar Liam perto de um carro comandando todos, me aproximei, junto com a Franky. 

– Estão bem? – ele perguntou 
– Mais ou menos, cuida dela pra mim, vou voltar – eu disse enquanto carregava a arma 
– Eu também... – a interrompi 
– Você já fez demais, pode parar de ser marrenta um segundo?

Ela cruzou os braços e revirou os olhos, no momento um paramédico chegou, cuidando melhor dos curativos que eu havia feito. Quando estava prestes a entrar na casa, senti uma mão no meu ombro, fazendo com que eu me virasse. 

– Tem certeza? – Liam perguntou – a situação está sob controle 
– Preciso tirar o irmão dela... eu volto logo 
– Boa sorte 

Sei que não é minha obrigação fazer isso, mas acho que no fundo podia dever essa à ele, além do mais pela Franky também, sei que ela gosta muito dele.  Entrei na casa olhando para todos os lados tentando achar o Theo, só que nenhum sinal, as coisas estavam melhorando, mas mesmo assim tinha que me esconder atrás dos móveis, abri uma porta, notei que estava de refém atirei no cara e o puxei pra fora do lugar. 

– Vamos logo! 

Ele correu junto comigo, mas houve um imprevisto, quando estava perto de sair da casa, senti uma dor imensa e notei que havia sido atingido. 
No momento cai, tudo parecia devagar demais, Theo tentava me puxar pra fora da casa, quando estava perto de perder os sentidos e fechar os olhos, escutei o grito dela... parecia desesperada, segurou na minha mão e me deitou no banco do carro. 

– Louis, Louis! Fala comigo 

Não conseguia dizer nada, de repente tudo foi escuridão e eu apaguei completamente. 

FRANKY P.O.V. 

– LOUIS! – Gritei – não fecha os olhos! 

Parecia que ele não me escutava, senti meus olhos ficarem marejados, tentei segurar as lágrimas mas parecia impossível. 
Fui puxada pelo Liam, que me tirou dali, os tiros foram cessados e a maioria saía da casa algemado. Os paramédicos estavam ali tirando Louis do carro, enquanto tentava me soltar. 

– Franky – Liam me fez encará-lo – você não pode ajudar agora... precisa deixar os médicos fazerem o trabalho deles 
– A culpa é minha, eu deveria ter ido junto, deveria... 
– Não é culpa sua – disse pausadamente – vai ficar tudo bem, respira fundo 
– O marido se machucou? – escutei a voz da Anne – estou morrendo de pena – riu 

Olhei pra ela que estava saindo do lugar algemada, antes que eu fosse pra cima dela, Liam me segurou novamente. 

– Calma, daqui a pouco os jornalistas chegam, não pode sujar nossa imagem 
– Que se foda a imagem – o encarei e me soltei – precisamos ir no hospital 
– E vamos, mas preciso que você fique calma – ele disse sério 

Respirei fundo tentando controlar todo o ódio que eu sentia, algo que ficava difícil, porque nem a dor que eu sentia era tão grande quanto essa raiva. 
Olhei para o lado vendo meu irmão ser algemado também, no mesmo momento a ambulância partiu em alta velocidade. 
Escutei uma buzina e Liam me chamar, entrei rápido no carro e ele dirigiu logo atrás da ambulância. 
Minhas mãos tremiam e eu não conseguia parar de pensar no Louis, queria que ele estivesse voltando comigo agora, falando qualquer idiotice, sendo insuportável como sempre. 

(...) 

Quando cheguei no hospital, não conseguia ficar parada, em momentos eu andava de um lado para o outro, as vezes ia pegar água. 
Tive que parar de esperar pra ser atendida por um médico. Depois de me examinar e pedir alguns exames, decidiu apenar fazer três pontos na minha sobrancelha, mais dois na barriga e me disse que o resto com curativos e medicamentos certos resolveria, claramente, ficar em repouso. 
Só que não conseguia me concentrar, Louis me vinha a mente a todo momento. 
Quando fui liberada voltei para a porta da sala de cirurgia, onde Liam esperava sentando com o olhar direcionado ao chão, tenho certeza que deve estar tão preocupado quanto eu. 

– Então... – me sentei do seu lado 
– Sem notícias ainda – suspirou – já faz horas, o que será que aconteceu? 
– Não tenho ideia, só espero que tudo esteja indo bem 
– Deveria ter impedido que ele entrasse – olhou pra porta – nada disso teria acontecido, estava tudo sob controle 
– Calma – pousei a mão em seu ombro 
– Antes eu que pedia isso pra você – me encarou 
– Não sei como conseguiu me controlar – sorri de canto 
– Sempre tento conter as emoções... mas agora é muito difícil 

NARRADOR P.O.V.

Não importava o tempo que passava, cada minuto pareciam horas e horas. 
Todos estavam preocupados com Louis, não tem como não ficar, por de alguns defeitos, ele não deixa de ser especial na vida de cada um.  
Quando a porta foi aberta, um médico apareceu e os dois voltaram seus olhares pra ele. 

– Estão esperando por notícias certo? – olhou alguns papéis – Louis Willian Tomlinson 
– Sim – Liam respondeu 
– Concluímos e foi um sucesso, mas ainda precisamos ver a reação dele aos medicamentos
– Posso entrar? – Franky perguntou 
– Ainda não – negou – quando puder eu aviso à vocês 
– Obrigado – Payne agradeceu 

O médico seguiu pelo corredor, enquanto Zayn vinha na direção dos dois com um olhar interrogativo do que estava acontecendo. 

– A cirurgia foi um sucesso – Franky disse com um ar de aliviada – mas ainda pode ter problemas 
– Que bom – Zayn soltou um suspiro aliviado – quando ele acordar vai ter que voltar pra cá, porque quero dar uma surra nesse idiota, fiquei preocupado demais – passou a mão pelo rosto 

Franky soltou um riso baixo e se levantou deixando os dois conversando, queria ir pra casa dormir, ao mesmo tempo desejava muito ver o Louis.
Escutou seu nome ser chamado pelo Zayn que se aproximava dela. 

– Algum problema? 
– Eu e o Liam vamos ficar aqui... acho que você deveria ir pra casa dormir um pouco e relaxar 
– Eu... queria ver o Louis 
– Vem amanhã, duvido muito que hoje você consiga
– Okay – me rendi – dessa vez você ganha porque estou muito cansada... E a missão? 
– Bem, a missão de vocês era pegar o Mark só que... 
– Só que – tentei agilizar 
– Nos seus relatórios, você disse que desconfiava que eles eram uma gangue, o problema é que não é só uma gangue pequena, na verdade é uma facção que existe à dez anos e ninguém nem ao menos desconfiava 
– Todos da facção, usam um anel igual, isso é o único símbolo que eu sei 
– Vou passar isso pra equipe, agora por favor, descansa, precisamos de você viva 
– Vou descansar, prometo – cruzei os dedos 
– Ah, claro – riu – se tivermos mais alguma notícia, eu te ligo 
– Tudo bem 
– Vocês estão tendo alguma coisa? 
– Oi? Não! Só estou preocupada 
– Mentir pra mentiroso é complicado, Franky
– Como vou embora? Até chegar no meu apartamento demora 
– Acho que vou descansar um pouco também, quer ir no hotel por perto? 
– Não tenho dinheiro 
– Eu tenho um pouco deve dar pra pelo menos um quarto... não podemos ligar no escritório agora, podem rastrear a gente 
– Então vamos logo, preciso de um banho 

Depois de falarem com Liam que decidiu ficar por mais um tempo ali, foram até o hotel mais próximo.
Negociaram o preço por um tempo com a dona, que acabou sedendo e fornecendo um quarto com duas camas de solteiro.
Franky quando chegou primeiramente tomou um banho e pegou a roupa que Zayn conseguiu trazer, depois ele fez o mesmo. 
Ela jogou-se na cama e respirou fundo se sentindo mais aliviada por estar deitada e principalmente, viva. 

– Se sente melhor? 

Abriu os olhos ao escutar a voz do Zayn que saía dos cabelos secando os cabelos. 

– Um pouco melhor, mas preciso terminar essa missão – se sentou 
– Você não me respondeu sobre o Louis – sorriu
– Não tem o que falar sobre isso – deu de ombros – só que viramos bons amigos 
– Bons amigos, em pensar que no primeiro dia vocês se fuzilavam toda hora – riu 
– O que está querendo dizer? – ergueu uma sobrancelha 
– Que tudo mudou rápido demais – se sentou na cama 
– Estou cansada demais pra esse assunto – deitou-se 
– Parece que alguém está fugindo no assunto 
– Boa noite, Zayn – desligou o abajur 

Zayn gargalhou, achava divertido como ela tentava fugir de algo que pra ele ficava óbvio por ser melhor amigo do Louis, e ter visto o clima entre os dois. 


> DIA SEGUINTE – 01:00 P.M. – HOSPITAL 



LOUIS P.O.V. 

Acordei sentindo uma dor no corpo, ao abrir nos olhos fiquei um pouco incomodado com as luzes. Me sentei com dificuldade e olhei para os lados vendo as paredes brancas, olhei para o meu braço vendo as agulhas, algo que eu odeio, mas decidi deixar ao lembrar do tiro, olhei pra minha barriga por baixo das cobertas vendo o curativo enorme. 
A porta foi aberta por uma enfermeira que trazia uma bandeja, ela sorriu pra mim e deixou a mesma no meu colo. 

– Se sente bem? – perguntou 
– Um pouco... só uma dor 
– É normal, vai se sentir melhor e vai ser liberado, agora precisa comer 
– Tem comida? Porque isso está bem longe disso – olhei para o prato na bandeja 
– Precisa comer isso pra melhorar – riu 
– Vou ser liberado hoje 
– Não, mas se comer bem pode ir embora logo... seus amigos estão do lado de fora querendo te ver 
– Tudo bem 

Ela saiu do quarto, não demorou muito pra que a porta fosse aberta pelo Liam e Zayn que chegaram me xingando mas eu tinha certeza que no fundo estavam felizes por ver, só são orgulhosos demais pra admitir. 

– Obrigado por se preocuparem – eu disse cínico 
– Eu te disse que estava tudo sob controle – Liam relembrou 
– Eu estou vivo, parem de reclamar – revirei os olhos 
– Não por muito tempo, porque quero te matar por me deixar preocupado – Zayn cruzou os braços 
– Vou poder ser liberado logo? 
– A cirurgia foi um sucesso e você está reagindo bem – um médico entrou no quarto – se comportando e tomando os remédio, logo vai estar ótimo 
– E pronto pra outra – sorri 
– Não mesmo – Liam bateu na minha cabeça 
– Doutor! Agressão 
– O tiro não foi na cabeça – deixou os comprimidos – menos de uma semana pra você sair, mas terá que ficar em repouso 
– Tudo bem – suspirei desanimado – e a Franky? – perguntei pra eles 
– Está lá fora – Zayn respondeu – só pode entrar dois de cada vez e como ela está terminando de ver algumas coisas, viemos primeiro 
– Ela está bem? 
– Preocupado com a sua mulher, Tomlinson? – Liam debochou 
– Estou mal, mas mesmo assim posso te dar um soco, Liam 
– Ela está bem sim – Zayn disse – agora vamos sair pra ela entrar

O médico saiu junto com eles e não demorou para que a porta fosse aberta por ela que tinha pontos no rosto, mas parecia melhor desde a última vez que à vi. 

– Você me deu um susto enorme – se aproximou 
– Sem quase morrer a missão não tem graça – sorri 
– Ainda estou procurando a graça – revirou os olhos – se sente melhor – sentou-se na ponta da cama 
– Só dói, mas acho que consigo suportar... ficou preocupada? – eu disse vitorioso 
– Nem encamado você deixa de se gabar – riu e me encarou – claro que eu fiquei, me sentiria culpada, já que entrou pra salvar meu irmão 
– Fiz só minha obrigação
– Você sabe que não era sua obrigação... mas de qualquer forma, obrigada 
– Vai precisar ir embora logo? 
– Acho que posso te encher só mais um pouco mas me promete, não tentar se matar nos próximos meses, não aguento passar aquele nervoso de novo 
– Como se você não tivesse passado por nada... e a missão? 
– Só sei que ainda não acabou 


CONTINUO COM 12 COMENTÁRIOS 

continua... 
...........................................................

QUER PARTICIPAR DO GRUPO DO WPP DE HAUNTED? ME ADICIONE NO FACEBOOK E DEIXE SEU NÚMERO 'u' 
EAEEE! 
Eu ia fazer um mistério se o Louis ficaria bem ou não, mas fiquei com pena de vocês, quem sabe outra vez haha <3 
Espero que tenham gostado, e peço desculpa se eu não postar mais com tanta frequência, meu notebook deu problema. então fica difícil de escrever sem, só postei esse capítulo porque estou na lan house. 
ESPERO QUE GOSTEM e beijão pra anonimo q pediu, q eu sei quem é mais n lembro o nome haha, beijos pra vcs - mi 

26 comentários:

  1. Oi Mi linda, nossa que perfeição que esse capitulo ficou parabens... Nossa tadinho do louis, que bom que ele ficou bem. Parece que tem mais coisa pra eles enfrentarem juntos, vem coisa boa por ai, estou ansiosa pro proximo capitulo... Bjs Mih ❤
    Xx juh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeeeu Juh <3 fico feliz q esteja gostando, bjo

      Excluir
  2. Perfeitaaaaaaa , tá mto toop , eu tó amando cda vez mais , continuuuuaaa pfvr

    ResponderExcluir
  3. continua Mi pelo amor *---* Amo essa história <3 ansiosa pra saber sobre o resto dessa missao :3
    - Angélica Styles

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Vey ja disse o quanto vc eh perfeita?! Pse vc eh. Principalmente se for pra fazer fic. Mano amo essa fic serio. D+++++. Continua assim!!! Mas n deixa a gente no suspense mt n pffff. Bjs ate amais gatinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai que amorzinho vc haha <3_<3
      vou tentar não fazer suspenses, muito obg, Sam 'u'

      Excluir
    2. Obga vc ❤❤❤ te amoo serio!!!! Eu estou escrevendo uma fic... De mutantes, vampiros, bruxos e etc..... So q ainda estou no 3 CAP mas a sua fic já me ajudou mt pra ter idéias, só q fico com preguiça de escrever :-P mas vlw por responder gatah❤❤❤

      Excluir
  6. Nss iria me matar se vc fizesse suspense kk
    Tá MT lindo!! Continua Mi
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Linda demaissss
    Me mandou um beijo o ainn obrigada gata
    Li o capítulo muitas vezes mas só consegui comentar agora ��
    Mas como sempre ta divino neh
    Continua amore to adorando.
    Você conseguiu me deixar curiosa viu.
    Juro que achei que o Louis não escapava dessa.
    Graças a Deus ficou tudo bem.
    Continua linda. Malikisses ♡♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tava quase postando e lembrei do teu bjao haha <3
      fico feliz q esteja gostando, valeu, bjo

      Excluir
  10. Perfeito esse capítulo
    Você tá se superando cada vez mais
    to amando cada vez mais essa fic.
    Não quero que ela acabe nunca
    Continua flor to muito curiosa <3
    Blusa Carol Malik

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico super feliz de ler isso Ca 'u' muito obg <3

      Excluir
  11. Ameiiii genti que Cap per fect
    simplesmente perfeito
    tomara que o Lou saia dessa.
    Quero ele melhor logo o hein
    Quero ver esses dois juntos.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, vai ver calma (será? rs)
      muito obg, bjos

      Excluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*