9 de setembro de 2015

|| HAUNTED 9 - Recovery ||




Nothin' in life is perfect
When you're changing like the seasons
That’s what they used to say
Cause goin to sleep alone at night

I don’t wanna close my eyes
Wanna give you all I have to give


– O que foi? 
– Levei dois tiros de raspão... – suspirou – pode ser sorte mais dói pra caralho 
– Eu vou parar em... 
– Não para, temos que sair daqui 
– Pra onde? – perguntei 
– Acho que sei um lugar... 

(...) 
O tempo se passava e eu ainda dirigia sem parar, agora a dor insuportável no corpo vinha a tona, mas mesmo assim não parei de dirigir. Louis usava uma camiseta para estancar o sangue dos tiros de raspão que levou no ombro e na costela. 

– Tira essa camisa, talvez melhore um pouco – sugeri 

Louis fez isso, abriu os botões e tirou a camisa a jogando no banco de trás. Por um milagre ele estava escolhendo o silêncio, parecia pensar sem parar, enquanto eu estava quase dormindo no volante, acabei ficando esgotada depois de tudo, mas estava tentando continuar. Antes que eu perguntasse aonde era este lugar, ele começou a explicar. 

– Tem um lugar, que é como um refugio, fica em Connecticut, já estamos na estrada a quase uma hora... não deve faltar muito pra chegar 
– É seguro? 
– Esse lugar não fica no mapa, é como se fosse inexistente, um lugar vazio de Connecticut – senti que ele me encarou – mas tem uma casa pequena, podemos ficar por pouco tempo 
– Acho que podemos parar só um pouco, pra comer, não aguento mais 
– Tudo bem 

Parei no posto de gasolina mais próximo, estacionei o carro, tirei peguei os saltos e entrei no lugar, pedindo dois lanches, claro que atraímos olhares, não é por menos, estamos completamente ensanguentados e com roupa de festa, qualquer um criaria as hipóteses mais sem noção do que pode ter acontecido. 
Quando a garçonete deixou os lanches na mesa, olhou pro meu rosto parecendo estar com receio de dizer algo, só que acabou falando. 

– Ahn... tem uma farmácia aqui do lado, se vocês precisarem 
– Obrigada – agradeci 

Comecei a comer meu lanche na mesma hora em que ela saiu, estava morrendo de fome e com uma dor de cabeça terrível, nem ao menos dei atenção para ele. 

– Terminei, quer alguma coisa? – escutei Louis dizer 
– Sim – o encarei – todos os anti-inflamatórios que puder trazer
– Vou ver o que eu consigo – disse saindo 

Terminei meu lanche e tomei um copo d'água inteiro quase em um gole só. Prendi os cabelos e peguei um guardanapo limpando minha boca. Esperei pelo Louis por um tempo, quando estava quase caindo no sono, ele me chamou, fazendo com que eu levantasse de imediato, olhei pra ele, que estava com um curativo na costela e no ombro. 

– A garota foi legal comigo – explicou antes que eu perguntasse – vamos pro carro, eu dirijo 

Fomos até o carro, me sentei no banco, o colocando um pouco pra trás e relaxando. Me olhei no espelho, vendo que havia um filete de sangue que escorria pelo meu rosto e do meu nariz, que quase se confundia com meu batom vermelho que incrivelmente ainda estava ali. 

– Olha pra mim – ele chamou minha atenção 

Encarei Louis que despejava um pouco do conteúdo de um pequeno vidro em um algodão, logo depois passou no meu rosto, causando um dor não muito forte, mas que de qualquer forma me fez reclamar. Ele estava tentando ser delicado, mas o soco que eu levei não foi fraco, provavelmente fez um corte pelo anel daquele... espera.

– Anel – eu disse 
– O quê? – parou o que fazia e me encarou 
– Todo mundo que trabalha com o Mark usa o mesmo anel... meu irmão usava, Mike vivia brincando com esse anel, Mark também, a mulher dele... mas o pai dele não, então automaticamente, não é suspeito 
– Como notou isso? 
– Acha que eu ganhei esse machucado de graça? – ironizei
– Bem, mais alguma coisa pro relatório, agora deixa eu terminar isso 

Assenti e Louis voltou a cuidar do machucado e dos menores que estavam perto. Ele ficava atento nos ferimentos enquanto eu olhava pra ele, que estava descabelado como se tivesse acabado de acordar, mesmo assim continuava com a expressão séria como se quisesse intimidar alguém, mesmo não querendo, quando ficava sério, era essa impressão que dava. Quando ele terminou e colocou o curativo, me entregou uma tabela de remédios e pegou a chave do carro. 

– Pronto – disse por fim
– Acha mesmo que ainda estamos na missão? 
– Só saímos dela quando estiver concluída ou... – hesitou 
– Mortos? 
– Gostaria de falar gravemente feridos, porém é mais ou menos isso
– Vamos concluir essa missão – pousei a mão sob seu ombro – só precisamos de um plano – tentei ser positiva 
– É... só um plano, que ainda não temos – disse negativo 

Ele ligou o carro e voltou a dirigir. Peguei a garrafa de água que ele trouxe e tomei o comprimido, voltei a relaxar meu corpo no banco, fechei meus olhos e não demorou para que eu caísse no sono. 


CONNECTICUT – 12:38 P.M. 



Acordei sendo chamada pelo Louis, ao abrir os olhos ele estava tirando as malas do carro, abri a porta e olhei pra pequena casa que parecia ficar longe do resto da cidade. Peguei minha mala que estava no chão, Louis tirou uma chave debaixo dos inúmeros vasos de flores que estavam perto da janela e abriu a porta. 
Quando entrei procurei o interruptor e liguei a luz, larguei a mala no chão e notei que a casa era como se fosse apenas um comodo, a única coisa que estava fechado com uma porta era o banheiro. A sala separava-se do "quarto" com uma cortina e da cozinha com uma bancada. 

– É pequeno – ele quebrou o silêncio 
– Não muito diferente do meu apartamento – me sentei no sofá 
– Vou tomar banho 

Ele pegou algumas das poucas roupas das suas malas e foi até o banheiro, não demorou para que eu escutasse o chuveiro ligado e Louis reclamando de dor. 
Me deitei no sofá, me sentia um pouco melhor mas a dor persistia em ficar ali, acho que precisamos nos recuperar antes de enfrentá-los novamente. 
No momento lembrei que eu tinha um celular descartável na bolsa, peguei o mesmo e tentei lembrar do número de alguém e logo o do Liam me veio a mente digitei o mesmo e liguei, a cada vez que chamava eu torcia mais para que ele atendesse, porém nada... liguei novamente, continuou sem atender.

– Okay, última vez – disse comigo mesma

Liguei novamente e finalmente ele atendeu. 

– Liam! Sou eu, Franky 
– Franky – parecia aliviado – onde vocês estão? 
– Não posso falar agora por telefone, mas é um lugar seguro que provavelmente alguém da equipe sabe onde fica, estamos bem na medida do possível 
– Louis está com você? 
– Sim, está no banho – suspirei 
– Como te descobriram?
– A chefe me descobriu... a mulher do Mark é a chefe pelo que parece, na realidade o pai dela, só que aparentemente ela tem muita notoriedade, vou tentar escrever um novo relatório e mandar pra vocês 
– Tudo bem, mas vão com calma, estão muito machucados?
– Muito... 
– Vou pedir alguns reforços, tentem ficar em segurança 
– Vamos tentar, vou desligar 

Desliguei na mesma hora, desliguei o celular e tirei o chip, joguei o mesmo dentro da mala e notei Louis sair do banheiro secando os cabelos. 

– Consegui falar com o Liam
– Como? 
– Eu tenho um celular descartável na bolsa – me levantei – agora é minha vez 

Peguei umas roupas na mala e entrei no banheiro. Tirei minha roupa e girei o registro deixado que a água caísse sobre mim, fechei meus olhos apenas pensando em tudo que havia acabado de acontecer e agora mais do que nunca eu queria concluir essa missão de uma vez. 
Com o tempo terminei meu banho, me enrolei na toalha que achei no banheiro e coloquei a roupa intima, depois a calça, porém quando peguei a blusa notei estar suja, que droga. Me cobri um pouco com a toalha e fui até minha mala pegando uma camiseta limpa e logo a coloquei. 

– Se quis me deixar mais feliz, conseguiu 
ignora a legenda

Olhei para o Louis que estava no quarto improvisado deitado na cama, porém as cortinas estavam abertas. 

– A blusa que eu levei estava suja... melhorou? – perguntei 
– Um pouco, eu acho e você? 
– Estou meio preocupada com meu irmão – me aproximei 
– Ainda? 
– Por mais de tudo, no final ele me salvou, deixou que eu saísse 
– Mas ele está no meio disso – se sentou 
– Ainda acho que ele pode não querer mais estar ali 
– Só que... esquece, melhor não brigarmos agora 
– E você – me sentei na cama – por que veio comigo? 
– Estamos em uma missão – disse em tom óbvio
– Eu disse que eles só sabiam de mim, você poderia se livrar de tudo isso, eles não iriam atrás de você
– Lembra quando entramos na missão? Somos todos uma equipe, não sei como funcionava onde você trabalhava, mas na FBI se fica junto até o fim... e por um acaso você iria embora? 

Pensei um pouco, acabei entendendo o que ele queria dizer, não deixaria ele. 

– Não – neguei 
– Então, fiz o que você faria por mim, não ganhamos bem atoa – brincou 
– A coisa que eu mais quero é voltar pra casa – respirei fundo 
– Não é única 
– Mas na verdade, quero ainda mais prender todos ali, não tem ideia o quanto aquela mulher tem uma mão pesada – eu disse me lembrando do tapa 
– Nem quero imaginar – fez uma careta – mas depois de nos recuperamos, vamos dar um jeito nisso
– Com certeza, preciso retribuir esse tapa – ele riu
– Tem tanta gente ali que quero retribuir alguma coisa – se deitou
– Seu curativo está saindo – tentei arrumar 
– Você fica bonita assim – disse enquanto se ajeitava na cama 
– Toda machucada? – ri 
– Não... de cabelo molhado, sem maquiagem, eu prefiro assim 

Ele disse isso em um tom baixo, logo desviou o olhar e acabou fechando os olhos, parecia que estava tentando dormir, enquanto eu só ficava me perguntando porque ele disse aquilo sem mais nem menos. De qualquer forma, quando menos esperei estava sorrindo feito uma idiota, mas ao notar, desmanchei o sorriso, admito que eu gosto de um elogio até mesmo um inesperado feito esse. 
Como estava cansada e não iria deitar naquele sofá, acabei me aconchegando na cama ao seu lado, fechei meus olhos, depois de um tempo pensando finalmente consegui dormir. 


continua... 

CONTINUO COM 9 COMENTÁRIOS <3 
--------------------------------------------------------------------------------------------------

OLÁÁ! 
Nossa eu estou postando quase sempre, cadê as palmas? haha, brincadeira. 
Espero que tenham gostado desse capítulo e estou muito feliz com as leitoras que estão participando, comentando e principalmente curtindo a fic, já que o blog tá meio parado. 
Se quiserem me adicionar no FB pra pedir wpp, brigar comigo ou perguntar alguma coisa é esse aqui - https://www.facebook.com/michele.maia27 - BEIJÃO - mi

17 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Ai que perfeita*-*
    Continua logo por favor,essa fic ta maravilhosa❤❤❤❤❤❤❤❤

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Vey essa fic e mtt perfeita!!! Serio amei enquanto vc n mamda mais capítulos eu fico lendo as fics mais antigas! Mas ta mt top ! Continua please! Ah e qie filme vc tirou ou q atriz eh essa? Quero assistir. Hehe
    Xx Samantha xX

    ResponderExcluir
  6. Continua! Está perfeita

    ResponderExcluir
  7. Veronica Fernandes9 de setembro de 2015 13:45

    AWWWWN QUE PERFEITAAAAAA ♥♥♥♥♥ CONTINUAAAA

    ResponderExcluir
  8. Continuuuuuaaaaa ta mttttooo perfeita , to amandooooooooooooooooooo

    ResponderExcluir
  9. Tá Pft!!!! Moda do amando
    Bjão
    Continua rápido PLEASE!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Ameeeei, tenta postar mais rápidoo. Estamos anciosas kk

    ResponderExcluir
  11. Perfeitooooo continuaaaa estou amando, eles estão tão fofos

    ResponderExcluir
  12. Perfeito demaissss
    Sério, desculpa por não comentar sempre mas é que eu leio pelo celular,
    e é muuuito dificil comentar por lá.
    Por isso sempre quando eu uso o computador eu comento o quanto posso <3
    Continua sua fic é muito linda, adorei mesmo a história.
    Malikisses

    ResponderExcluir
  13. Lindooo
    Continua flor, tá muito bom.
    Amo todas as fics com o Lou. Haha
    Bjus Continua ♥♥

    ResponderExcluir
  14. AAAAAAAA SCRR
    Tomara que eles se beijem muito nessa casa
    Hahaha
    Já disse que adoro esse casal?
    Obs: Achei muito fofo da parte do lou ir junto com ela. <3
    Continua logoooo <3 <3

    ResponderExcluir
  15. Anciosa demaisss
    Genteeeeeeee
    Posta menina! <3

    ResponderExcluir
  16. Adoreiii
    Comecei a acompanhar a sua fic ontem e já li todos os
    capitulos e eu estou realmente amando, adorei essa história, principalmente por que é de ação e
    eu amo fics de ação, ainda mais com o Louis, hahaha
    Continua lindaaa
    XxXx Mary ♥

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*