3 de julho de 2018

NOVA FANFIC + APRESENTAÇÃO !



SINOPSE

  A tal vida do crime não é pra qualquer pessoa, mas Seu Nome Amberly é uma exceção. Depois que seu padrasto entrou no mundo das drogas, sua família não teve uma convivência agradável.
Vendo sua mãe apanhar toda noite, depois de seu pai postiço beber umas de fumar um pouco, ela cansou. Queria sair daquela vida, mas nunca tinha sucesso em suas tentativas.
Claro, todos seus planos eram bolados de forma honesta, nenhum fora da lei. Ela não tinha coragem de se tornar uma criminosa. Mas o destino é algo imprevisível.
Depois de perder muito dinheiro, uma proposta muito interessante surgiu para recuperar o mesmo - e muito mais.
250 mil para matar uma pessoa. Mas é um preço muito alto para uma coisa tão "simples". Porém não é tão fácil como parece.
Ela teria que entrar na vida dessa pessoa, ganhar sua confiança e destruir tudo que ela conquistou e conquista, durante um ano. Um ano para matar uma pessoa.
Paciência, delicadeza, dedicação e acima de tudo, força de vontade. É tudo que ela precisa ter para concluir o plano com sucesso.
Seria o dinheiro mais 'fácil' que ela iria ganhar, mas vale a pena se arriscar por esse preço e para mudar sua vida ?

BOY DA FIC: Louis
AUTORA: Gabriela Alves
CLASSIFICAÇÃO: +16
PERSONAGENS: Em breve...





PRÓLOGO: Em breve...





HEEEEEY PESSOAS ! Como vão ?
Bem, me chamem de Gabs, sou a nova escritora do blog (Avá).
Tenho 16 anos, sou de Minas (Uberaba). Escrevo desde os 13, - na verdade só comecei a escrever com 15, aos 13 eu só tentava mesmo.
Entrei em contato com a Drica e cá estou eu, postando a primeira fanfic que eu consegui terminar (foram muitas antes dessa, que estão incompletas).
Já tentei postar no Wattpad, Spirit, mas nunca consegui me dar bem com as plataformas dos sites citados. Sempre me dei bem com o blogger.
Também sou boa com photoshop (Eu quem faço todas as capas das minhas fics).
Não vou ficar falando muito de mim, até porque não é algo tão relevante assim. É isso aí ! Espero que gostem dessa fanfic !
Beijos xx

13 de fevereiro de 2018

Livro Físico: LITTLE THINGS/ NO QUARTO AO LADO

HEEEEY, MEUS AMOREEEES, vim anunciar isso aqui também porque foi aqui que tudo começou. Nesse blog que tanto me dediquei, comecei a escrever minhas histórias e então comecei a ser acompanhada por tantas pessoas maravilhosas.
Consegui realizr um sonho que era publicar um livro, graças a vocês leitores e leitoras que me apoiaram, me inspiraram e fizeram com que eu nao desistisse

Little Things foi a minha primeira fanfic com Harry Styles, a segunda fic grande que fiz no blog e hoje ela já está sendo vendida como ebook em todo o país e a pré venda de seu livro físico também começou

OLHA A CAPA QUE LINDAAAA


Muito obrigada mesmo a todos que fizeram parte desse sonho.

Link para o ebook:  https://www.amazon.com.br/dp/B079NL1QZD
Link para a pré venda do livro físico:   https://pag.ae/bjt6lGq
       

MALIKISSES / ALL THE LOVE

AAAAAAAA

1 de janeiro de 2018

♥ Unknown - Cap - 27♥

Imagem de anime, love, and kimi ni todoke 

Antes
              Zayn arregala os olhos, mas antes que fale qualquer coisa, me desvencilho do seu abraço e subo correndo as escadas trancando-me no quarto.
Agora


Zayn P.O.Vs

            Senti como se tivesse levado um soco na boca do estômago pela segunda vez na mesma noite. As palavras de (Seu Nome) fizeram um eco constante na minha mente e coração. Eu não sabia o que fazer e muito menos como agir, de modo que apenas subi as escadas e pus-me a bater na porta de (Seu nome), que a propósito não parava de chorar. Por que ela estava chorando?

- (Seu nome)? -chamo.
- Vai embora Zayn! -ela berra em meio aos soluços.
- Eu não vou embora da minha casa! -falo.
- Então eu vou! -ela grita.
- Você não vai a lugar nenhum! -falo irritado.
- Só me deixa em paz... -ela fala bruscamente e ainda chorando.
- Eu não vou a lugar algum até que você abra essa porta e decida conversar civilizadamente, como um adulto.
- Então quer dizer que me acha uma criança? -ela pergunta chorando mais.
- Não foi o que eu disse! Pelo o amor de Deus! Abre a porta!
- Não!
- Abre!
- Não!
- Se você não abrir, eu vou arrombar!
 - Faça o que quiser! -ela retruca.
- Eu to falando sério, vou mesmo arrombar!
- Já disse pra fazer o que quiser!
- Eu não to brincando (Seu Nome)!

             Como eu ia arrombar aquela porta? Era de madeira maciça!

- Vai embora Zayn!
- Muito bem! Foi você quem pediu! No três e eu arrombo ouviu?

             Ela não responde.

- Eu disse no três -repito.

             Mais uma vez ela fica quieta. É sério mesmo?

- Um... -começo e espero mas ela ainda não fala nada- Dois... -qual é?- ... Dois e meio...

             Ouço ela fungar mas ainda continua quieta.

- Dois e setenta e cinco... Ah qual é (Seu Nome) abre logo a porta por favor! -imploro.

             Quando estou quase me dando por vencido, ela abre a fechadura e volta correndo pra cama se escondendo embaixo dos cobertores. Eu a sigo e tento puxar os cobertores mas ela segura com a força de uma leoa.

- Por que isso agora? -pergunto.
- Não posso olhá-lo depois dessa noite, é muito constrangedor.
- Constrangedor? Não pode estar falando sério!
- Eu estou!
- Como posso conversar com você embaixo de um edredom? Me sinto um tolo falando com uma coberta.
- Por mim tudo bem.
- Olha... -suspiro tentando encontrar as palavras certas- Eu sinto muito por essa noite estar sendo péssima pra você. Sinto muito ser esse idiota que está te fazendo chorar. Eu sinto muito mesmo (Seu Nome)! Eu não sei nem onde encontrar as palavras pra me desculpar com você. Mas eu não posso perder minha amiga. Eu preciso de você na minha vida. E se o que você falou agora a pouco é mesmo verdade... Eu peço que me perdoe mais uma vez por que eu... Não posso corresponder esse sentimento... Eu sinto muito (Seu Nome). -uma lágrima escorre de meus olhos- Você é a garota mais linda, gentil, boa e divertida que eu conheço. É inocente e me deixa feliz apenas com um sorriso. Eu... Eu... Não sou o cara certo pra você... Sinto muito... Eu te peço por favor que não me odeie por que eu... Preciso muito de você comigo.

           Eu estava chorando. Chorando de verdade. Aquelas palavras doeram até para serem pronunciadas. Mas eram verdade. Bom, em partes. Eu realmente não sou o cara certo pra (Seu Nome). Ela merece alguém muito melhor, alguém que seja digno de seu amor. E eu não sou esse cara... Esperei por alguns segundos mas ela nada disse.

(Seu Nome)? -chamei delicadamente com um nó na garganta- Você... Acha que pode me perdoar? Acha que... Algum dia... Não vai mais me odiar?

                Ela tira o edredom da cabeça, se ajoelha na cama e me abraça pelo pescoço.

- Ah Zayn! Eu jamais te odiaria!

                Eu a abraço pela cintura e beijo seus cabelos.

- Obrigado. -falo ainda com lágrimas.
- Está tudo bem. -ela diz passando a mão em meu cabelo e sorrindo mesmo com lágrimas nos olhos.
- Tem certeza? -pergunto.
- Eu tenho. Agora por que não vamos dormir?
- Você... Não vai fugir, vai?
- Não Zayn. -ela responde revirando os olhos.
- Bom, então vou ficar por aqui mesmo pra ter certeza. -falo colocando os pés pra dentro do edredom e me deitando.

            (Seu Nome) me olha atônita por um momento mas então sorri, deitando ao meu lado e apoiando a cabeça meu peito.

Oooi meninas, postei esse capítuloo minúsculo só pra dizer que vou terminar a fanfic nessas férias e ver se dá tempo de escrever outra, mais tarde eu posto o próximo capítulo. Beijos -Deh <3 b="">

21 de fevereiro de 2017

♥Unknown - Cap - 26♥

 Imagem de kimi ni todoke, anime, and love


(Seu Nome) P.O.Vs

               No carro com Clarke, eu pude finalmente soltar todo o ar que eu estava prendendo.

- Como chegou tão rápido? -pergunto.
- Eu estava na livraria da quadra de cima comprando uns CDs. -ele responde.
- Graças a Deus! -respondo.
- Por que? -ele ri- E a propósito, por que mudou de ideia sobre sair comigo hoje?
- Ah você nem imagina Clarke! Acredita que o Zayn levou uma garota linda pra jantar com a gente? Ele sentou ao lado dela e só tinha olhos pra ela!
- Mais linda que você? Meio difícil. -ele diz.
- Não seja bobo, ela é modelo!
- Oh, okay, e o que isso importa? -ele dá de ombros- A beleza interior é muito mais importante que a exterior.
- Mas aí é que está! -choramingo- Ela parece ser um doce! Eu não posso competir com isso!
- Você não precisa competir com ela (Seu Nome). Você é linda e uma pessoa super boa, se o Zayn não enxerga isso o problema é dele. Você não deve ficar se martirizando por um cara. É a minha opinião. Sem contar que, só porque ele sentou ao lado dela, não quer dizer que ele vai ficar com ela ou algo assim. Talvez ele só queria que ela se enturmasse com os amigos sem ficar com vergonha, coisa que não é problema pra você, pois já os conhece.
- Você... Você tem razão. -suspiro
- É claro que eu tenho. Eu sempre tenho! -ele sorri- E agora você vai colocar um sorriso nesse rosto por que nós vamos pedir um rodízio de sorvete pra você.
- Ta bom. -sorrio sincera e agradecida.

             Poxa! Clarke tem toda razão! Quero dizer, e daí que a Deisy é linda e maravilhosa? Isso não significa que o Zayn vai ficar com ela, ou gostar mais dela do que de mim. Talvez ele realmente só não quisesse que ela ficasse envergonhada por isso sentou ao lado dela...

              Assim que Clarke e eu tomamos nosso sorvete, sentamos numa pracinha toda rodeada por árvores com um grande lago no meio e começamos a conversar. Na verdade, quem mais falou fui eu, contando segredos e histórias, porém no fim da noite, Clarke fez uma grande revelação.

- Já que você sempre se abre tanto e confia em mim pra dizer qualquer coisa, eu acho que está na hora de eu te contar algo, que nunca contei a ninguém.
- O que é? -pergunto curiosa.
- Eu vou dizer, mas você tem que prometer que não contará a ninguém!
- Eu prometo! -balanço a cabeça.
- Você vai levar esse segredo pro caixão hein!
- Ai misericórdia, tá me deixando com medo até. Fala logo! -peço.
- Tá legal! -ele suspira- (Seu Nome)... Eu... Eu sou gay... -ele fecha os olhos.

Mais tarde naquela noite...

              Clarke me deixou em frente à casa de Zayn quase duas da manhã, de modo que todas as luzes estavam apagadas e tudo muito quieto. Entrei bem devagarzinho, na ponta dos pés, e a luz do celular iluminando meu caminho pra dentro de casa.

- Já são quase duas da manhã. -Zayn fala.

               Dou um pulo assustada e acendo a luz vendo Zayn sentado no sofá me olhando de cara feia.

- Zayn! Você quase me matou de susto! -falo tentando acalmar minha respiração.
- Susto? Por que susto? Não sei por que susto. Quem se assusta é porque com certeza estava fazendo algo errado. -ele fala- Você tava fazendo algo errado (Seu Nome)?
- Eu não estava fazendo nada errado! -falo irritada- E o que você faz acordado?
- O que eu faço acordado? -ele ri mas sem achar graça- O que você fazia acordada na rua até uma hora dessas?
- Eu estava com o Clarke, você sabe. -respondo.
- O que eu sei, é que estou muito desapontado com você essa noite.
- Você está desapontado comigo? -pergunto confusa- O que foi que eu fiz?
- Eu te disse que essa noite era importante e na primeira oportunidade você me abandonou pra ficar com o idiota do Clarke! -ele fala bravo.
- Não fala assim dele! -elevo minha voz.
- Ah me desculpe por falar assim do seu precioso Clarke!
- Eu não entendo por que está tão bravo Zayn, você não precisava de mim! -meus olhos se enchem de lágrimas- Você tinha a Deisy e todos os seus outros amigos com você, então por que se importar tanto que eu não estava lá? -grito.
- Por que era importante pra mim que minha melhor amiga gostasse e aprovasse a garota que quero pedir em namoro! -ele grita de volta.

             Pedir em namoro? Todas as lágrimas que ameaçavam cair, começaram a rolar pelo meu rosto. Droga! Eu não posso ser fraca, não posso demonstrar o quanto essas palavras me abalaram. Não agora, por favor Deus. Engoli em seco e enxuguei as lágrimas que teimavam em cair. Ergui meu olhar para fitar Zayn nos olhos e meu coração quase se afundou no peito quando vi que ele também tinha lágrimas nos olhos. Quando vi em seu semblante tamanha tristeza e desapontamento. Mas eu não podia deixar que isso me tirasse o foco, afinal, eu também estava muito desapontada. Reuni todas as minhas forças antes de falar:

- Você não precisa da minha aprovação Zayn, você já está bem grandinho. -comecei a caminhar em direção às escadas mas Zayn me segurou pelo braço.
- Qual é o seu problema? -ele me pergunta irritado.
- O meu problema Zayn, -grito- É ter me apaixonado por um idiota como você que não está nem aí pra mim! -grito chorando.

              Zayn arregala os olhos, mas antes que fale qualquer coisa, me desvencilho do seu abraço e subo correndo as escadas trancando-me no quarto.