19 de março de 2014

Sweet Dance – Décimo Capítulo: A Part of Reconciliation

         
 

         Julian on~

Não queria acreditar que SeuNome pensou na possibilidade de trocar-me com aquele moleque de quinta, eu realmente não sei oque deu nela, ao invés deu ter sofrido o acidente, talvez fosse ela quem batestes a cabeça em algo para ter uma ideia tão absurda como essa, isso não iria acontecer, de jeito algum.

Depois de SeuNome ter ficado irritada comigo só pelo fato deu ter dito algumas verdades àquele garoto, que por ela ter dito se chamava Zayn,  não falara mais comigo pelo resto do dia em que ensaiou sem par, diferente dos outros, quando eu apenas a observava. Sempre que tentava arranjar algum assunto, se fazia de desentendida ou falava com alguém do grupo para não me ‘escutar’, isso era uma tremenda bobagem, ficar deste jeito apenas por ele ? Com certeza ela precisava de uns empurrõezinhos ‘para voltar à vida’.

Fomos em bora e nada. Ela realmente não queria saber de mim, fiquei extremamente nervoso pelo fato, isso não podia estar acontecendo, eu não deveria ter bebido tanto aquela noite, nem me declarado à ela, não deveria ter ido embora pelo meio da rua totalmente arrasado e bêbado, se não fizesse nada dessas coisas eles não teriam se conhecido, pelo menos eu acho.

A noite passou e não consegui dormi, fiquei sentado ao chão de meu quarto folheando as páginas de meu álbum de fotografias que só continham fotos minhas e de SeuNome, ou às vezes só dela. Em cada folha havia alguma foto aonde tinha ela e sempre a baixo uma frase ou ‘legenda’ sobre algo que realmente me fascinava ao vê-la. Deixei o livro de lado e dobrei as pernas, fixando um canto qualquer do quarto reparando algumas lágrimas de pouco ódio caindo.


(não reparem o fundo)


Olhei o relógio à cima do cômodo e ele marcava exatamente 2:34 a.m., sequei as lágrimas que já quase se penetravam em minha pele e levantei-me pegando as muletas que repousavam um pouco fora da parte inferior da cama e pendurei-me em cima das mesmas. Andei com as muletas lentamente pelo corredor chegando ao último quarto que nunca se encontrava solitário, ele era o cômodo mais visitado da casa. Entrei e lá encontrei o quarto cheio de coisas de SeuNome, havia desenhos que mandara fazer, fotos, pinturas do rosto dela nas paredes, algumas roupas que sua mãe dera à minha de quando era pequena, perfumes exatamente iguais aos dela e mais algumas outras coisas.
Peguei um colar que dei à ela quando tínhamos 12 anos, quando me apaixonei por ela, e que jogou em mim em uma briga no começo dos 14, depois fizemos as pazes mas não queria dar à ela o colar novamente pois foi ele quem nos fez brigar, não só uma mas várias vezes. Eu sempre reclamava por ela não estar usando ele, ficava irritadíssimo mas sempre dizia ter esquecido na pia de seu banheiro quando tirava-o para se banhar. Eu queria que ficasse grudado em seu pescoço para sempre, que ela não o tirasse para nada mas isso parecia meio impossível na época. Apertei o mesmo em minha mão e observei uma foto de nós dois juntos com nossos pais quando pequenos pescando, ela estava exatamente igual, apenas seus cabelos haviam crescido um pouco mais e estavam um tom mais escuro. Eu também não havia mudado tanto, estava apenas com os olhos mais claros e com os cabelos mais curtos. Peguei à foto junto a mão em que estava o colar e sentei-me, com as pernas encolhidas e olhando a foto junto com o colar em minhas mãos por longos minutos, em um canto do grande quarto pouco úmido, eu não conseguia entender por que à amava tanto, talvez por ela ser absurdamente linda, ou por ela ser incrivelmente boa em tudo oque faz. Ela não merece um cara como Zayn, ela merece um cara em sua vida como eu. Eu sou a pessoa ideal à ela, ninguém além do que eu é capaz de fazê-la feliz, com a total certeza, nós fomos feitos um ao outro só que ela ainda não descobriu isso.

       
         SeuNome on~

Hoje era um daqueles dias que você não fica sem animação para fazer nada, até mesmo aquilo que você mais gosta. Eu estava me sentindo horrível, o Torneio cada vez mais ia se aproximando e eu estava enlouquecendo, tudo ia por água abaixo, em um momento estava tudo maravilhosamente bem e em outro tudo havia acabado. Zayn não era mais meu parceiro, Julian ainda está com o pé machucado e não pode ensaiar, eu estou totalmente devastada, apenas continuava pelos outros, não seria justo deixa-los na mão, não seria por minha culpa que iriam perder a oportunidade de mostrar o talento de todos, não por uma burrada que fiz, seria totalmente injusto.

Com muita má vontade, fui à escola ser colocar nem um mínimo pedaço de pão ou qualquer outra coisa em minha boca, havia pegado a primeira roupa que achei no guarda-roupas mas que fosse adequada à dança.



Andei distraidamente até a porta de entrada da Escola de Artes não olhando nada nem ninguém que estava por minha volta, peguei meu celular que se encontrara no bolso da frente de meu short e olhei as horas, mascavam exatamente 07:32 a.m., quando vi a tela do aparelho apagando esbarrei-me em algo, mais definido como alguém. Olhei para cima vendo Zayn em minha frente, estava com o uniforme de limpeza e estava com panos e uma vassoura em mãos. Nossos olhos ficaram conectados como da primeira vez em que nos conhecemos, era estranho pois vendo em seus olhos, bem no fundo, parecia estar chateado e talvez seja pelo motivo que penso.

SeuNome: Oi – disse sem graça –

Zayn: Oi – falou e voltou à varrer o chão –

Não sabia oque dizer, nem como agir, fiquei apenas parada olhando para os lados sem saber oque fazer, não tinha outra opção à fazer oque deveria ser feito

SeuNome: Olha Zayn me desculpe ok ?! Eu não queria que você soubesse assim, eu errei sei disso mas, não era para ter acontecido assim, eu ia te contar, ia achar uma solução...

Zayn: Solução ? Que solução ? – me interrompeu olhando-me – A única solução que você teria que “achar” era de como me dizer que eu era apenas uma segunda opção.

SeuNome: Não Zayn, eu nem lembrava que Julian iria voltar, eu nem pensei nisso, estava tão entretida em nós, que não pensei em mais nada – tentei me explicar –

Zayn: Nós ? – perguntou-me –

SeuNome: É... – falei desviando o olhar –

Zayn: E oque esse “nós” significa ? – perguntou-me novamente, olhando-me firme –

SeuNome: Nem eu mesma sei, só sei que não queria pensar mais em nada enquanto estivesse com você porque por mais de tudo... eu me sentia segura com você – falei sorrindo pouco – E ainda mais depois que você disse à mim que se sentia seguro também e que confiava em mim por me contar coisas que nunca dissera a ninguém, pude perceber que você é uma pessoa incrível por mais das coisas que ocorreu com você no passado e que ainda ocorre mas não só com você como com sua família adotiva, e eu sinto muito por tudo – terminei com uma certa cara de arrependimento e com lágrimas em meus olhos –



Zayn: E porque acreditaria em você ?

SeuNome: Eu sei, você pode desconfiar de mim sim, de qualquer coisa, menos disso... Tudo oque disse é verdade, se não fosse, não diria.

Ficamos nos olhando por alguns minutos, por esse tempo, estava aflita do que seria sua resposta, até que vi seus músculos relaxando dando-me uma resposta de “aceitação”.

Zayn: Tá, eu acredito mas não quer dizer que irei perdoa-la pois ainda sim, fui enganado – disse virando-se e andando para um lado da calçada –

SeuNome: Eu sei Zayn, eu vou dar um jeito nisso eu prometo... Eu sei oque quero – falei parando logo em seguida da parada dele –

Zayn: E oque você quer ? – falou virando novamente –

SeuNome: O melhor pra mim... você! – disse –

E então, novamente, nossos olhos se mantiveram conectados por longos minutos e por um instante vi no canto de sua boca um leve sorriso, mas breve, mas ainda sim, podia ver em seus olhos o pouco de felicidade que o fez depois deu ter dito oque disse (gif) e juntamente, sorri boba e voltei meus olhos para o chão pouco sujo e molhado.



Zayn: Talvez, se fizer realmente a escolha certa, poderemos voltar à dançar juntos – disse, sorrindo pouco, e deu-me as costas andando para outra parte da calçada –

Olhei-o e sorri indo para dentro do prédio, entrei e fui para a sala que sempre ensaiávamos, logo vendo Lexi se aproximar com uma expressão irritada.

SeuNome: Oque houve ? – perguntei –

Lexi: Brandon... Te diz algo ? – perguntou-me de volta –

SeuNome: Sim, um nome – ri debochando da mesma que me olhou séria – Tá, oque foi ?

Lexi: Ele está saindo com uma garota da Bridge British, ela é loira, branquela e magrela, não sei oque ele viu nela, nem porque se interessou por ela – disse pouco revoltada –

SeuNome: Talvez pelo fato dela não ignora-lo na frente dos outros – disse simplesmente –

Lexi: Não, pera... Oque você está querendo dizer SeuNome ?

SeuNome: Lexi, vamos sou sua melhor amiga, não precisa ficar negando a verdade, todos sabemos que você sempre esnoba Brandon perto dos outros mas que o ama, só não assume – disse sorrindo rápido e colocando minhas coisas na cadeira –

Lexi: Oque ? Eu amar Brandon ? Você só pode estar brincando, não tem nada a ver SeuNome, nunca, claro que não... – dizia o contrário de seus olhos e seu coração –




SeuNome: Não ? Então porque está tão bravinha com ele por estar saindo com a tal garota loira da Bridge British hã ? – perguntei parando e olhando-a –

Lexi: Não estou “bravinha”, só acho que ele merece coisa melhor – falou me seguindo depois deu caminhar até o centro da sala –

SeuNome: E essa “coisa melhor” é você ? – perguntei deixando-a sem resposta (gif) – Pensa nisso – alertei-a –



Caminhei até os outros da equipe fazendo o alongamento “pré-preparo” como costumávamos sempre dizer. Olhei rapidamente para Lexi e a mesma olhava "discretamente" para Brandon pensativa (gif), enquanto ele apenas testava o seu velho mas bom, aparelho de som.



Continua...


Oi gente, então tá ai o capítulo, é pequeno sim pois, estou em semanas de prova
& estou totalmente sem tempo, espero que gostem :)
                                                          enjoy '

Continuo com 20 comentários, consigo ?


18 comentários:

  1. http://imaginesu-hot.blogspot.com.br/2014/03/1-piloto.html indica?

    ResponderExcluir
  2. Adorei fofa a perfect!
    continuaaa pf !

    ResponderExcluir
  3. vou começar acompanhar é muito perfeita cara vc é muito foda como você consegui fazer eu prestar atenção eu quando leio alguma historia ou fanfic não presto muita atenção mais com a sua é totalmente eu não consegui desgrudar os olhos da tela do notebook enquanto o capitulo não terminou. continua posta logo <3<3

    ResponderExcluir
  4. hmmmmm tah perfeito ta mt divaaa ta tudo amando a tua linda fic...
    @Biarectioner

    ResponderExcluir
  5. uoou o melhor pra ela eh ele owwn *----*
    ta mtoo pftoo
    curiosidade e ansiedade a miil aquii
    continuee por favoor
    ah e boa sorte nas provas :))
    XOXO Luana Almeida

    ResponderExcluir
  6. Eu amei, as frases da S/n, e de todo o cap
    Espero que se de bem na prova, e possa escrever mais essa fic perfeita

    ResponderExcluir
  7. Hm ele é o melhor pra ela,que lindo. I Julian é meio doido. Continua logo.Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Tá muito legal pelo amor de deus continua ...............................................................................<3 please

    ResponderExcluir
  9. O Julian é um pouco possessivo né??......._Haha Continua a fic ta D+
    -Queen † xoxo

    ResponderExcluir
  10. ta perfeita essa fic continua please BY:Gika Malik

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*