2 de agosto de 2014

MINI IMAGINE - Do or Die

MINI IMAGINE COM LOUIS TOMLINSON - PARTE 2/2



Voltei a abraça-lo, poderia ficar, mesmo no meio daquele frio intenso, ficar o abraçando a madrugada inteira, não quero deixá-lo ir, mas tenho... só espero que ele volte. 

DIA SEGUINTE 


Saí o mais cedo possível de casa, fui até a casa de Greg, ao abrir a porta, ele estava uniformizado, ele me encarou e abaixou o olhar. Conheço Greg desde que nasci, aprendemos tudo juntos, andar de bicicleta? juntos, jogar futebol? juntos, cozinhar? juntos... não quero que ele vá, eu sei que não aguentaria perder duas pessoas assim. 

O abracei forte, e ele logo correspondeu ao abraço. Pude ouvi-lo soluçar baixo, e chorar, fiz carinho em seus cabelos enquanto o abraçava, tentando acalmá-lo, mas sei que coisas simples assim não o acalmariam fácil. 

- está tudo bem... você vai voltar - eu disse 

- me encarou - seu nome, nem sei lutar direito, você acha que vou saber segurar em uma arma e matar gente por aí? - não é assim...  
- é assim, sim, meu pai morreu assim, e comigo acho que não vai ser diferente 
- Vai ser diferente sim, você vai voltar, e eu vou estar aqui pra te encher a paciência e ganhar em todas as corridas

Ele riu baixo enquanto limpava as lágrimas e me abraçou de novo.

- seu eu não voltar - me encarou
- você vai voltar
- mas se eu não voltar... saiba que você é como a irmãzinha que eu nunca tive, você sabe... sou o caçula, mas você sempre foi minha irmã de verdade então, vou sentir sua falta todo dia, e se eu morrer - soltou uma lágrima - saiba que a última pessoa que vou pensar é você, maninha

As lágrimas que eu tinha segurado desde a hora que recebi a notícia que ele iria a guerra, eu deixei que escapassem agora.

- eu quero mais que tudo que você volte... e quando você voltar, vou esfregar isso na sua cara... mas eu te amo, você também é meu irmão que eu nunca tive, vou sentir muita a sua falta

O abracei de novo, e podia sentir todo o medo que ele tinha naquele momento... como é horrível ter que vê-lo em tal situação.


...

Estava esperando o trem junto com Louis e Greg... cada minuto parecia uma hora, era uma tortura ter que esperar pra dizer tchau, ou adeus. Até que o trem chegou, e eu tive que segurar minhas lágrimas pois já tinha chorado demais.
Abracei os dois, dei um beijo no rosto de Greg que sorriu e entrou.

- tchau - Louis disse
- o abracei - volte logo, por favor - o beijei
- vou voltar ... te amo
- te amo, também... toma - lhe entreguei uma carta - leia quando sentir minha falta, sei que não vai demorar muito - ri
- riu baixo  e me beijou - tchau

Ele entrou no trem, que logo estava de partida, os dois acenavam com a mão e eu não fiz diferente. senti um aperto no coração e um medo repentino de que talvez eles não voltassem, eu sei que a guerra pode durar muito tempo, e que se eles sobrevivessem iriam ficar no minimo um ano em guerra mas... espero que passe logo, que eles voltem.


2 SEMANAS DEPOIS

LOUIS P.O.V.


Quando menos esperei já estava no meio da guerra, logo no primeiro dia, fiz alguns amigos, e no terceiro já perdi vários. Eu e Greg estamos fazendo o possível para sobreviver.
Finalmente, conseguimos um tempo para dormir, me deitei em um dos sacos de dormir, e então, seu nome veio a minha mente, senti falta dela, não algo pequeno, que pode ser suportado, normalmente... senti vontade de ir até sua janela, pedir para que ela descesse e abraça-la novamente.
Alcancei na minha calça sua carta, a abri, com minha lanterna, iluminei e comecei a ler.


Lou,
Espero que esteja bem, espero mesmo... provavelmente quando estiver lendo isso já estará bem longe de mim, e com certeza estarei com saudades de você.
Lembra quando nos conhecemos, você quase me atropelou, admito que naquele momento queria te matar, nem sonhava que iria acabar te amando.
Quando você me pediu em namoro estava frio, eu aceitei, e você me emprestou sua jaqueta, que por um acaso nunca devolvi, você brincou dizendo que eu estaria dormindo abraçada com ela a noite, eu neguei até o último momento, mas tinha razão, durmo com ela do meu lado, quando sinto sua falta, abraço sua jaqueta. Eu que nunca fui adepta de ser uma garota fofa, e amável, olha onde estou, escrevendo uma carta cheia de coisas amorosas.
Eu te amo, não por ser "Louis Tomlinson", te amo pelo seu jeito besta de me fazer rir, te amo por me fazer descobrir um lado meu que eu nem desconfiava que eu tinha, e eu também descobri o seu lado, amável, educado.
Sentirei falta do seu toque, sentirei falta dos seus beijos (e até das coisas impróprias que você me dizia em horas também nada apropriadas), seu abraço, seu conforto de tudo... eu te amo, volta logo...

Seu nome.

Guardei a carta em meu bolso novamente e fechei meus olhos. A falta que ela me faz já é grande até demais.


2 ANOS DEPOIS


NARRADOR -

A dois anos, um amor ficou separado pela guerra, que nenhum dos dois imaginaria que seria considerada a segunda guerra mundial.
A guerra ainda não havia acabado, mas estavam tirando alguns soldados que haviam servido por muito tempo na guerra.
Em dois anos, grandes acontecimentos. Além da guerra na vida de seu nome.
Seu pais, foram para outra cidade, visitar a familia... e uma tragédia aconteceu, a cidade foi atacada, e seus pais morreram.
Desde então, sozinha ela assumiu o restaurante, que cresceu ainda mais, e ficou famoso pela Londres inteira. Mas foi díficil superar isso, e ainda mais... sem notícias de Louis, sabia que ele ainda estava vivo, mas não sabia onde estava, se ainda a amava, o que provavelmente, não.
Em dois anos, tentou esquece-lo, viver sua vida, mas não conseguia, foi um amor forte até demais.
Estava em casa, em um sábado, dando um pequeno jeito na casa até escutar a campainha.
Correu até a porta, nem se preocupou em calçar sapatos, abriu a porta e pra sua surpresa, era Greg.
Pulou em seus braços e o abraçou forte, fechou os olhos e sentiu seus braços a rodearam.

- senti sua falta, muito, muito - ela disse
- eu também

O encarou, que parecia estar mais maduro, e com uma grande cicatriz no pescoço, mas obviamente, sentia falta de alguém.

- e o Louis não me diga que...
- não... está bem, só não veio pra cá
- pra onde ele foi?
- não sei
- bem, fico feliz por você estar aqui e bem - tornou a abraça-lo - estava torcendo pra você voltar rápido
- eu voltei - a encarou - como você disse - sorriu 

- precisei tanto de você 
- estou de volta - a abraçou 

Ela não queria chorar, mas o momento de encontrar seu melhor amigo depois de dois anos, fazia seus olhos encherem de lágrimas.

{...}

1 SEMANA DEPOIS

Louis ainda não havia dado as caras, seu nome se sentia preocupada e ao mesmo tempo idiota, provavelmente ele tinha a esquecido, conhecido outra garota, comemorado sua saída da guerra.
Sua campainha tocou, foi até a porta e para sua surpresa, era ele Louis. Seu coração que a muito tempo não batia forte, agora parecia que iria sair pela boca, ele a olhou nos olhos e a abraçou, era um abraço forte, ela fechou os olhos e correspondeu ao abraço. Seu nome perdeu a noção do tempo mas sabe que ficaram abraçados por um longo tempo.

Ele a encarou e depositou um beijo em sua testa, então finalmente se encararam pra falar alguma coisa.

- eu senti muito a sua falta
- não imagine o quanto eu senti a sua - eu disse
- eu demorei ... não está com n...
- não, não estou .. pensava que você estava - desviei o olhar
- por quê?
- não veio direto pra cá
- sorriu de canto - eu viajei, fui para Doncaster, ver minha família e comprar uma coisa pra você
- o quê?
- mostrou um anel - feliz aniversário, seu nome... - sorriu - ou melhor, futura noiva, claro, se você quiser

Ela segurou as lágrimas e o abraçou lhe dando um grande beijo, seus lábios se encaixando de forma perfeita fez falta todos os dias, e agora o ter de volta é algo especial e a melhor coisa do mundo.

- eu te amo - ela disse - senti sua falta, futuro marido - sorriu
- eu também, te amo - me beijou


3 ANOS DEPOIS

Já casada, estava no restaurante, não tinha praticamente ninguém, estava sentada, esperando Louis, então... ouviu fogos, saiu do restaurante e viu pessoas correndo pela rua, comemorando, enquanto seu nome estava confusa pelo que estava acontecendo. Então foi surpreendida pelo abraço do Louis. 

- o que está acontecendo? - perguntou 
- acabou, a guerra acabou - sorriu e a beijou 
- acabou? - sorriu e o abraçou 
- sim - suspirou - finalmente 

Avistaram Greg correndo feito louco, pulou encima dos dois fazendo ambos cairem, eles começaram a rir. 

- acabou! - Greg gritou 
- sabemos, ai minhas costas - Louis reclamou 
- acabou seu reclamão - Greg riu e fez uma dancinha


Se sentaram e encararam o céu cheio de fogos, se abraçaram com um sorriso no rosto se sentindo livres novamente. 



FIM! 



-----------------------------------------------------------------------------------
OOOOOI LINDEZAS
Eu sei que eu demorei, eu sei que tá pequeno mil desculpas!! 
vou fazer outro logo pra vocês, tava tipo muito ocupada e é complicado escrever um mini imagine sobre segunda guerra mundial, mas tentei fazer um bom capitulo, espero que tenham gostado, beijos amores da minha vida <3 - mi


23 comentários:

  1. Oi, amora..Será que você poderia divulgar o blog da minha amiga, prfvr!
    LINK: http://mundomccann.blogspot.com.br/ obrigada! - BIBIS

    ResponderExcluir
  2. Awnnn que divooo! Sério eu tava tensa achando que alguém ia morrer :3 ainda bem que não pq eu amooo finais felizes *---* arrasou Mi ♡
    Isa xx

    ResponderExcluir
  3. Que lindoo! Belezinhaaa!
    Amei <3

    ResponderExcluir
  4. Ownn que lindinhoo :333 Adorei, sério ;) Posta mais viu?? *--*

    ResponderExcluir
  5. Ameiii mt liamdo esse mine imagine adoreiiii

    ResponderExcluir
  6. PERFEITOOOO!!!!♥♥♥♥♥♥ AMEIII!!!! QUERO MAIS IMAGINES EIN!!?? BJKAS!!)♥

    ResponderExcluir
  7. Nossa eu amei td sem palavras, vcs adoram acabar com meus feels né eu leio,choro e rio igual louca,fico pensando q vcs adoram destroçar meu povre coração directioner,hahaha enfim vc escreve maravilhosamente bem e por mim teria virado fic <3 ameeeei mt malikisses liamda *-*

    ResponderExcluir
  8. Eu juro que to tentando não chorar, mas não dá! <3 Perfeitoo

    ResponderExcluir
  9. Aii mds cara eu ameii ficou perfeito e eu acabei me lembrando de "A Menina Que Roubava Livros" por ser da segunda guerra mundial e de "Querido John" porque ele tambem serve
    Mas ficou otimo uns dos melhores que eu já li e o melhor falando da segunda guerra mundial!!
    Malikisses

    ResponderExcluir
  10. Esse foi um dos melhores imagines que eu ja li, e olha que eu nao li poucos

    ResponderExcluir
  11. wendy styles malik horan payne tomlinson28 de fevereiro de 2015 09:55

    realmente é difícil fazer um cap de imagine sobre a segunda guerra mundial !!!!!!!!!!!!!!amei ta perfeito

    ResponderExcluir
  12. Maria Luiza Horan Styles24 de maio de 2015 09:03

    Parabens ficou otimo o melhor mini imagine do Louis q ja li ameiiiiii de coraçao vc e otima nisso ficou realmente otimo faz mais imagines do Lou pfr

    ResponderExcluir
  13. Desculpa pelo comentário no outro mas eu n tinha visto este. I'm sorry

    ResponderExcluir
  14. Desculpa pelo comentário no outro mas eu n tinha visto este. I'm sorry

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*