10 de fevereiro de 2015

Gardênia - Cap - 39 parte 1

Insegurança

Anteriormente

Levei-a de volta para a cama e a segurei em meus braços como se minha vida dependesse do seu corpo junto ao meu, e acho que depois de hoje, eu não estava tão longe de depender dela pra sobreviver.

Agora

(Seu Nome) P.O.Vs

          Harry e eu acordamos antes do amanhecer com medo de que se minha mãe chegasse e nos visse naquele estado, não iria gostar nadinha. Ele queria ir embora antes de ela chegar pra não levantar suspeitas. Afinal, o que ela iria pensar de dois jovens sozinhos dormindo no mesmo quarto?

- Eu volto pra te ver à noite. O que acha da gente sair pra jantar? -ele perguntou pegando o casaco em cima do sofá-
- Acho ótimo. -sorri passando os braços envolta de seu pescoço-
- Eu te pego às 20:00. -falou me apertando-
- Estarei pronta. 

            Ele se despede com um beijo e vai embora. Eu corro pra arrumar minha cama e fazer o café da manhã. Será que ela vai desconfiar de algo? Eu quero tanto contar pra alguém sobre isso mas só consigo pensar em uma pessoa e, bem, eu não vou contar pra ela enquanto ela não falar que está saindo com o Jason, ela já devia ter me contado! E ele também. Sempre que Jason vem me ver eu tento levar a conversa ao assunto compromisso e ele sempre foge. Ele não confia em mim?

           Termino o café da manhã e a campainha toca, vou correndo abrir porque com certeza é alguém que tem passe livre pra subir. Abro a porta e dou de cara com Jason, será que ele me ouviu? Isso me deixa um tanto intrigada mas mesmo assim eu abro mais um pouco a porta e deixo ele entrar. Ele se senta no sofá e eu fecho a porta, caminho até ele mas não sento e fico olhando pra ele.

- Que foi? -ele perguntou confuso- Porque ta me olhando assim?

         Ele se faz né? Meu Deus! É agora ou nunca, vou descobrir essa história tintim por tintim. Cruzo os braços sobre o peito e falo:

- Jason? Tem alguma coisa que você queira me dizer?
- Não, tipo o quê? -ele pergunta tranquilo-
- Tem certeza?
- Absoluta, porque está me perguntando isso?
- Mas... Tem certeza mesmo Jason? Não há nada que você queira me dizer? Sei lá, algo relacionado ao... Amor?

        Olho significativamente pra ele e o mesmo arregala os olhos parecendo entender o que eu acabei de dizer. Ele se levanta e me olha meio que encolhido.

- Você sabe sobre... -ele começa mas não termina-

       Eu sacudo a cabeça afirmativamente e digo:

- Sei, vi você e a Ashley juntos. Não acredito que esconderam de mim! -falo sentindo minha mágoa transparecer-
- (Seu Nome), olha desculpa mesmo! -ele pede me segurando pelos ombros- Eu queria te contar mas a Ashley achou melhor não falar nada pra ninguém enquanto não tínhamos nada sério.
- Como assim nada sério?
- Nós só estamos saindo, se conhecendo. Não há nada demais. Eu sei que mesmo assim devia ter te contado então desculpa mesmo. -suspirou pesadamente- Não quero que fique brava.
- Tudo bem. -sorrio- Eu não estou brava, só fiquei um pouco decepcionada. Pensei que fossemos amigos o suficiente pra confiar em mim.
- E nós somos amigos! -ele fala meio que desesperado- Meu Deus (Seu Nome)! -ele passa a mão pelo cabelo exasperado- Você é a minha melhor amiga. Foi um completo erro não ter te contado mas por favor não duvide da nossa amizade.
- Está bem, eu não duvido.
- Então você me perdoa?
- Claro que sim! -ele sorri- Com um porém. -acrescento-
- Que porém? -ele pergunta desconfiado-
- Terá que me levar em um lugar.
- Que... Lugar? -ele pergunta mais desconfiado ainda-
- Na verdade eu também não sei, conhece esse endereço?

         Tiro o endereço do bolso da minha calça e mostro pra ele.

- É bem longe daqui, quase fora da Cidade. -ele fala analisando o endereço-
- Pode me levar até lá? -pergunto esperançosa-
- Posso mas porque você quer ir até lá?
- Ah nada demais, quanto tempo leva?
- Uma hora e meia mais ou menos, Harry sabe disso?
- Ham... É claro que ele sabe Jason, podemos sair agora?
- Se o Harry sabe então porque não pediu pra ele te levar?
- E-Ele é ocupado demais...
- Então não se importa de eu ligar pra ele e perguntar se está tudo bem eu te levar, não é?

         Me jogo no sofá finalmente dando-me por vencida. Eu não sei mesmo mentir.

- Tá legal Jason você me pegou, o Harry não sabe. E se você não quer me levar tudo bem, eu dou um jeito de ir sozinha! -falo irritada-
- Não é que eu não quero te levar, você sabe disso! Eu só quero entender o que está acontecendo.
- Jason? Você me considera mesmo sua melhor amiga?
- É claro que sim!
- Então me ajuda a chegar lá! -imploro- E por favor, por favor não me pergunte nada sobre isso.

       Jason solta um suspiro pesado e passa as mãos pelo rosto como se não soubesse o que fazer. Por fim, ele me fitou e eu soube que havia ganhado.

-  Ta, tudo bem eu te levo. -ele fala desanimado- Vamos.

       Eu pego meu celular e guardo no bolso junto com o endereço, Jason está segurando a porta aberta pra mim e eu sussurro um "obrigada" assim que passo por ele pra fora do apartamento. Já no caminho até o tal lugar, eu ligo pra minha mãe.

- Mãe? -falo assim que ela atende-
- Oi meu amor, já estou chegando em casa, como está?
- Então, estou bem, só queria avisar que saí com o Jason, ele vai me ajudar a escolher um presente pro aniversário do Louis mas não vamos demorar muito. Deixei o café da manhã pronto pra você.
- Ah... Tudo bem. Não chegue muito tarde.
- Ta bom mãe.

        Assim que eu desligo o celular, Jason me dá uma olhar de reprovação.

- Que é? -pergunto-
- Vai mentir até pra sua mãe?
- Jason!  Eu não menti pra ela, estou mesmo com você.
- Escolhendo presente pro aniversário do Louis? -questionou arqueando a sobrancelha-

        Eu suspiro e encosto a cabeça na janela do carro pensando no que vou encontrar quando chegar lá. E se me sequestrarem? E se me enfiarem outra faca na barriga? Meu Deus, onde eu estava com a cabeça quando decidi ir pra esse endereço? Suspiro pesadamente, eu sei onde estava com a cabeça, estava pensando no bem das pessoas que amo[...]

         Estávamos na estrada há exatamente uma hora e eu já estava começando a ficar com sono. Jason não falou uma palavra sequer até agora, fico me perguntando se ele está chateado comigo por tê-lo colocado nessa situação. Mas pra quem mais eu poderia pedir? Ninguém! Jason é filho do Marvin, ele não machucaria o próprio filho. E eu tenho certeza de que se Jason soubesse o porquê de eu estar indo até esse lugar, também não me levaria. Começo a enrolar uma mecha do meu cabelo nervosamente e pergunto:

- Já estamos chegando?
- Quase. -ele responde-
- Jason? -chamo-
- Sim?
- Está bravo comigo?
- Não (Seu Nome), eu não estou bravo com você. Só estou preocupado pelo fato de você não me dizer o que está acontecendo.
- Se eu pudesse te contar você acha que eu hesitaria Jason?
- Então me diz, porque você não pode me contar?
- Porque... Porque... -suspiro- Porque se eu te contar eu tenho certeza de que você vai dar meia volta e ir embora.
- Ótimo! -sorriu sem humor- Isso só me deixou ainda mais preocupado!
- Jason por favor, precisa confiar em mim!
- Isso é meio injusto não acha? Eu tenho que confiar em você sendo que você mesma não confia em mim?!
- É claro que eu confio em você! Eu só não quero te colocar em perigo!

         Sinto meu rosto quente, não de raiva mas de frustração. Eu queria poder contar tudo pro Jason, me sentiria bem melhor. Mas eu não posso. Ele para o carro e eu olho pra ele pedindo:

- Jason por favor, não volta atrás. Você disse que me levaria! Volta a dirigir.
- Eu não parei porque voltei atrás, parei porque chegamos.

        Olho a minha volta e o lugar é totalmente diferente do que eu imaginava que seria. Pensei que veria um lugar deserto com apenas uma casinha no meio do mato. Mas não, na verdade parecia mais com um pequeno bairro, e tinha várias casas, eram um pouco distantes umas das outras mas ainda assim tinham várias. Isso meio que me serviu de consolo, afinal, porque Marvin me traria em um lugar cheio de testemunhas se quisesse me machucar? Por outro lado, ele mandou George me atacar em plena luz do dia e onde todos poderiam me ver. Tento por todos os lados arranjar algo que me conforte mas sempre que encontro, vem outra coisa pra fazê-la evaporar.

- Obrigada. -falo para Jason-
- Ta. -ele suspira-

          Desço do carro e começo a andar procurando o número da casa que está no bilhete, e percebo que minha mão está tremendo. Nunca fui muito corajosa, mas admito que estou terrivelmente apavorada. Assim que fico em frente da casa certa, ainda me questiono se devo ou não entrar. Se devo bater na porta e esperar que alguém abra pra mim ou se devo ir entrando. Subo os quatro degraus que levam até a porta e dou duas batidas. Ninguém abre, mas vejo uma câmera se virar para o meu lado, eu a fito e levo um susto quando a porta se abre. Dou um passo à frente assim que vejo Marvin em sua cadeira de rodas no meio do cômodo que me parece ser a sala. Ele sorri pra mim, mas não retribuo, eu tremo tanto que pareço uma vara verde.

- (Seu Nome)! Chegou cedo minha querida. -falou com um sorriso cínico.
- É. -respondo- Consegui uma carona.
- Jason? Ah, ele é um idiota, faz tudo por você igual um cachorrinho apaixonado.
- Pra sua informação, Jason está muito bem com a minha meia irmã. E... Como sabe que ele me trouxe?
- Eu sei de tudo meu amor. Ainda não percebeu?
- O que você quer comigo Marvin? -pergunto ríspida-
- Nossa, você está muito alterada. Que tal um chazinho?
- Não! Você me fez vir até aqui por algum motivo, então fala logo!
- Está bem, quero te mostrar uma coisa.
- Que coisa? -pergunto-

          Ele leva a cadeira de rodas até perto de uma mesinha de centro e pega um controle. Ele liga a grande TV de led e logo de cara vejo minha mãe, na cozinha de casa preparando o almoço. Me dou conta de que é o que ela está fazendo agora, Marvin tem uma câmara infiltrada na nossa cozinha! Fico chocada.

- E não é só na cozinha. -ele diz como se lesse meus pensamentos-

          Então ele começa uma espécie de tour pela minha casa, mostrando todos os cômodos, como ele conseguiu isso? Então ele clica em outro botão e as imagens da minha casa somem. Com apenas mais um clique o que vejo é o centro da casa de meu pai. Ele está no escritório mexendo com alguns papéis e então a tela muda para Ashley na piscina e logo após meu irmão na cozinha comendo bolo. Sinto meus olhos se enxerem de lágrimas, o que Marvin quer com tudo isso?

- Oh não, não chore ainda meu amor. Eu guardei a melhor parte pro final.

           Melhor parte? Tem mais? Assim que a tela muda, sinto meu coração disparar e se afundar dentro do meu peito que chega doer. Ali, na minha frente está Harry sorrindo enquanto escolhe flores numa floricultura perto do prédio dele. As lágrimas escorrem pelo meu rosto incessantemente, não consigo controlá-las. Como Marvin colocou uma câmera na floricultura?

- Como... -tento perguntar- Como colocou uma câmera na floricultura? Como sabia que ele estaria lá?
- Como eu disse, eu sei de tudo que acontece na sua vida. Ah e sobre a câmera, não claro que não coloquei ela numa floricultura. O próprio George está gravando pra mim agora. Aliás, acho que você já o conhece, não é?
- George está assim tão perto de Harry agora? -pergunto apavorada-
- Claro, caso contrário não conseguiria uma imagem assim tão boa.
- Então faz ela parar! -grito- Manda ele ficar longe do Harry!
- Ah mas eu não posso fazer isso. -ele fala e eu o olho com raiva- Não enquanto não tivermos nosso trato.
- Que trato? -pergunto grossa-
- É simples. Você vai terminar seu namoro com Harry...
- Você ficou louco? -interrompi ele- Isso está totalmente fora de questão! Não seja idiota Marvin!

              Alguém me diz de onde tirei coragem pra falar isso?

- Sabe, eu realmente esperava que essa fosse a sua reação. Mas, você sabe que eu posso ligar agora mesmo para o George e pedir que ele dê um jeito no Harry, já que é isso que te impede de fazer um trato comigo.
- Você não faria... -começo-
- Quer pagar pra ver? -ele pergunta com o celular na mão-

               Eu engulo o nó na minha garganta e ergo a cabeça.

- O que eu tenho que fazer? -pergunto-
- Como eu disse... -ele sorri- você vai terminar tudo com Harry. Depois nós nos encontraremos aqui de novo, você vai comigo pra América central.
- O quê? -pergunto quase gritando- Você está brincando comigo, não é?
- Eu tenho cara de quem brinca?

           Abaixo a cabeça e a balanço negativamente.

- Eu odeio você! -falo-
- Ah eu conheço você, seu ódio não vai durar muito. Então temos nosso trato?

          Eu sacudo a cabeça afirmativamente e começo a chorar. Na mesma hora Jason abre a porta e entra como um raio. Seus olhos posam em Marvin e logo depois se fixam em mim. Ele estreita os olhos e diz:

- O que está acontecendo aqui?
- Só estamos conversando, que bom que chegou filho.
- (Seu Nome) porque você está chorando? -ele pergunta se aproximando de mim-
- Não é nada. -falo limpando as lágrimas-
- O que você fez com ela? -Jason grita pra Marvin-
- Ai vocês me dão náuseas. -Marvin fala massageando a têmpora-
- Vamos embora daqui. - Jason fala me puxando pelo braço-

          Eu fico de pé enquanto ele me arrasta pra fora pelo cotovelo. Assim que passamos da porta ouvi Marvin gritar um "Temos um trato (Seu Nome), não se esqueça". Como eu poderia me esquecer?

Jason P.O.Vs

          (Seu Nome) estava demorando demais e não sei se já mencionei issso, mas eu não tenho paciência pra ficar sentado sem agir. Então, desci do carro e caminhei até a casa onde ela tinha entrada, espiei pelo vão da porta e vi Marvin. Senti a raiva me corroer por dentro e assim que vi (Seu Nome) chorando num canto feito um bebê com fome, eu apenas fiz o que qualquer amigo de verdade faria, invadi a sala exigindo saber o que estava acontecendo. (Seu Nome) tinha razão, se eu soubesse o que ela faria aqui, eu com certeza teria dado meia volta e a deixado na segurança da casa dela. Como eu fui idiota! Devia ter feito isso.

          Marvin é um idiota, não acredito que sou filho dele. Puxei (Seu Nome) pelo cotovelo até estarmos dentro do carro à caminho da casa dela. Os nós dos meus dedos estavam brancos de tanto que eu apertava o volante, eu estava com muita raiva. (Seu Nome) sabia disso por isso não se atreveu a conversar comigo até que minha respiração voltou ao normal. Então ela olhou pra mim e falou com a voz falha:

- Jason?
- Que foi? -pergunto com a voz mais calma-
- Me desculpe. -pediu sinceramente- Mas eu precisava.
- Precisava porque (Seu Nome)? Será que podemos ser francos um com o outro agora?
- Há... Algum tempo atrás Marvin me mandou um bilhete apenas com esse endereço e a data de hoje. Eu precisava vir pra saber o que ele queria.
- Tem ideia do quanto se arriscou com isso? Meu Deus! Não acredito que te trouxe aqui, não acredito que te ajudei com isso.
- Você não teve culpa, eu não te contei a verdade, você não sabia Jason. E mesmo assim me trouxe, obrigada por confiar em mim. -ela falou me dando um sorriso de lado-

             Droga! Porque ela tem que sorrir desse jeito quando estou tão bravo com ela? Solto o ar pela boca e deixo meus ombros relaxarem. Sorrio pra ela e falo:

- Tudo bem, não da pra ficar bravo com você.
- Desculpa mesmo Jason! -ela pede-
- Ta tudo bem, já desculpei. Mas você vai contar pro Harry, não é?
- Pro Harry? Não claro que não. -ela fala apavorada- E você também não pode falar nada pra ele.
- Como assim? Você vai esconder isso dele? (Seu Nome)...
- Jason por favor me promete que não vai falar nada pra ele.
- Eu...
- Promete Jason! -pede desesperada-
- Eu vou tentar, mas não prometo nada.

        Ela suspira e fala:

- Tudo bem, não posso exigir isso de você, mas por favor tente. Por mim.

       Sabe o que é ficar numa corda bamba? Não, é claro que vocês não sabem, mas devem imaginar como é. Pois então, estou me sentindo assim agora.

O próximo capítulo vai ser tipo beeeem grandão mesmo, então talvez eu demore um pouquinho pra postar, mas se tiver bastante coments eu posso me esforçar mais e postar depois de amanhã. Enfim, acho que é isso, o que dizer dessa reta final né? Espero que vocês estejam gostando, e se não estão me falem no que preciso melhorar. É isso, amo vocês gardeners! - Deh♥

38 comentários:

  1. OMG !!! (Primeira a comentar :3 :D ) Bom..esse capítulo foi tipo..AHRG de tão maravilhoso, eu necessito muito de um capítulo bemm grandão hehe' Eu to gostando muito e a cada capítulo tu tá melhorando (não que era ruim), mas melhorou muito <3 Parabéns, sua fic é maravilhosamente perfeita !*o* Olha..eu espero que de tudo certo entre a (Seu Nome) e o Harry e que o Jason fique com a Ashley euheuhe' Bom é só isso <3 :3 :*
    Xx Cacaia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnnnn obrigada mozãoo, vai dar tudo certo sim pode ficar tranquila! E o próximo vai ser bem grandão ão! Kk bjss

      Excluir
  2. U.u Amando Leitora nova!!..... ameii..... gosto muito das suas fics mais ainda tenho duvidas te guando vc posta pq eu começei a ler Ontem do cap 1 ...pode me ajudar??... mais sinceramente to amando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem vinda amoreee, entao, eu postava segunda quarta e sexta, mas como agora ta no fim eu nao tenho um dia certo, se quiser deixar seu wpp eu te aviso quando ficar pronto o proximo. Beijooo <3

      Excluir
    2. Claro meu numero er 99252-3020...:)!!..

      Excluir
  3. Já disse que essa fic é perfeita?
    Pois é, ela é mais do que perfeita!
    Ta incrível,continuaaa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnn obrigadaa mesmo, obrigada ppr acompanhar a fic, eu vejo que voce comenta em todos os capitulos, fico muito feliz ♥♥♥

      Excluir
  4. Deh amei! Ficou perfeito, cada dia que passa fica melhor, não acredito que já está no final, vou sentir saudades :(
    Essa fic é uma das melhores fics que eu já li, você escreve muito bem! Continua logo, estou muitoooo anciosa haha. Beeeeeijos, Duda xX <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tambem vou sentir saudades de Gardenia e de voces leitoras tao maravilhosass, mas vap vir muitas fics boas por aí com as novas autoras ;-) beijo Duda ♡♡♡

      Excluir
  5. Nossa eu nem sei o que eu faria se fosse ela!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ela ficou numa situação bem complicada, mas vai dar tudo certo! Bjs

      Excluir
  6. Tá perfect! Só digo isso ;)
    Continua logo Deh :33
    Beijão :** - Xoxo
    ps: Ai mds, Gardênia tá acabando :'((((( Choremos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angélica sua perfeita ♥♥♥♥ eu tava ooolhando os outros capitulos de Gardenia que voce nunca deixou de comentar desde o comeco da fic. Obrigada mesmo, amo voce ♡♡♡

      Excluir
  7. Incrível... Ansiosa por mais

    ResponderExcluir
  8. Deh ficou ótima parabéns vc é uma ótima escritora deveria escrever um livro sério vc tem o dom!
    Como sempre P-e-r-f-e-i-t-a!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Nina muito obrigada de verdade amor. Fico muito feliz de saber que voce gosta da fic, obrigada por comentar. Beijo♡♥♡♥

      Excluir
  9. Taah perfeiitaa omg vc escreve mto bem parabens to amando essa fic e linda :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OMG obrigada linda de coração, obrigada mesmo. Bjim *---------*

      Excluir
  10. Serio, cada capitulo, eu me surpreendo mais com você. Todo capitulo que eu lei eu penso "Esse e o melhor, com certeza!", e eu sempre estou enganada. O próximo sempre consegue me surpreender. Esse capitulo foi perfeito. Tipo, muito mesmo. Por favor, posta logo. Parabéns, pelo seu talento.
    -Jú

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prometo que nao vou demorar pra postar o proximo Jú, muito obrigada por comentar e acompanhar a fic. Amo tanto voces! ♥♥♥♡♡♡

      Excluir
  11. Oiieee, sou leitora nova e adorei essa fic, ahazzou, parei kkkkkkkkkk. Marida! Eu desapareci :(, mil perdões, estou sem internet e agora que eu consegui uma brexinha para ler Gardência ( hehehe ) e matar saudades de você!!!! Bom, esse capitulo foi demaiss, ficou perfeito, maravilhoso e esplendido!!!!!!! Ah, tenho uma dúvida, será que o maluco do Marvin viu eu e Meu Harry fazendo 69 bem gostosinho? kkkkkkkkkkkkk parei, é por que ele não tinha câmeras filmando tudo que é lugar. Mas enfim, eu tenho sérias dúvidas em relação a isso. Mas mudando de assunto... tudo bem com você? Estou quase morrendo, na verdade, estou morrendo, MORRENDO, isso mesmo, M-O-R-R-E-N-D-O de saudades de você e infelizmente já esta na reta final e eu vou chorar, por que eu e Harry queremos um bebê! E eu acho que não vai dar kkkk. Ah, e sabe o que você poderia fazer? Um capítulo bônus de Gardência! Diz que vai pensar na ideia com carinha Marida!! Por favor!!! Enfim, ficou MARAVILHOSO, mas só não vou dizer que ficou lindo por que foi muito tenso esse cap kkk.
    Xx Jull, amo você Deh!!! Minha gostosona hehehe
    P.s: faltam 1 capítulo e 3 partes para o fim da minha querida Gardência.
    P.s.: vou comprar uma Gardênia (ahhh nãooo, falei certoo, gosto de falar da forma errada) e irei mandar por sedex para você kkk!!! Amuuu voxêe!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dona Julia! VOCE NAO SABE O SUSTO QUE ME DEU SUA DOIDA! Eu achei que voce tinha me abandonado, nem me avisa que ta sem net sua sem graça! Olha que eu fiquei brava hein Mdss. Mas tudo bem, ta explicado agora. Beijo amo vc ♡♡♡

      Excluir
  12. Respostas
    1. Sqnunca anoni♥ Mas obrigada mesmo assim linda *----*

      Excluir
  13. Oii nova leitora aqui, comtinua ta muito perfeito eu lir o outros capítulos en dois e eu simplesmente adorei vc escreve muito bem a sim que pode postar o último capítulo postar ta eu vou fica aguardando ansiosa ♡♡♡♡
    A eu ha tava me esquecendo eu me chamo thais ♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beeeem vinda Thais ♥♥ fico muito feliz que voce esteja gostando. Beijim

      Excluir
  14. parabens amor ta linda so demorou muito ne deh,mais ta linda mesmo asiim parabens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei linda deeculpa, é que eu escrevo duas fics ai tenho que dar conta. Obrigada pela paciencia. Beijo

      Excluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Dehh, cade o final dessa perfeição chamada Gardênia??
    To na espera aindaa!
    Eu amo muito esaa fic e ta me marcando mto viu, vc escreve muiito bem!
    Beijo to na espera ����❤������
    Ass: Eduarda (Duda)

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*