15 de abril de 2014

DNA - Capítulo 4 - What? (part.2)

No último capítulo...

Fred aponta para um vaso de rosas que estava perfeitamente arrumado na mesa de centro. Tinha ganhando da escola como um "mimo" por ser a melhor aluna da escola. Eu sempre gostei de flores, em especial rosas brancas. Fiquei admirando a rosa por alguns segundos quando de repente ela começou a pegar fogo.

- Que!?



- Calma mana. - Samantha tentou me acalmar, só que falhou.

Minha pernas tremem. Minha respiração falha. Tudo que eu estou tentando fazer agora é achar alguma explicação científica para o fogo em meu presente. "Laurence, flores não pegam fogo do nada", meu subconsciente tenta me pegar em minha própria armadilha. 

Você acha que ela consegue explicar tudo?

Plantas não pegam fogo, a não ser que tenho algo que tenha feito isso. Algo. Não o nada. Pela primeira vez na minha vida não tinha como explicar algo. Por mais inteligente que fosse, aquilo não tinha explicação. Pelo menos não uma científica. 

- Mana, por favor escute o final da história. - A voz de minha irmã era calma.
- Claro. - Falei o mais forte que a situação me permitia. - Só pelo amor, apaguem esse fogo.

Samantha levantou e foi na cozinha voltando rapidamente com um copo de água. Apagando a fonte de calor que queimava meu presente da escola.

- Posso continuar? - Perguntou Fred.
- Sim... - Sai fraco.
- Os círculos formado são passados de gerações em gerações. Já teve várias e várias gerações, de um círculo muito conhecido, chamado antigo círculo. É o círculo mais velho. Muitos dizem que esse círculo é poderoso, pois todos se relacionam com pessoas do circulo, mantendo a magia intacta. A última geração do circulo aconteceram algumas coisas incomuns. Um membro não se casou com o membro do grupo, se casou com alguém normal.

Fez uma pequena pausa. Olhou para Samantha que segurou a respiração e abaixou os olhos. Falou alguma coisa inaudível. Se ajeitou no sofá e bufou. Fred desviou o olhar para mim. 


- Muitos ficaram surpresos com a escolha daquele membro. Contudo todos apoiaram, menos um. Um que era apaixonada por aquele membro. Ele se rebelou e prometeu vingança. Essa vingança foi ele se juntar com os caçadores. Ele contou o paradeiro de cada um dos membros. Alguns conseguiram refugio no campo de treinamento de minha família. Alguns decidiram ficar por conta própria e ignorar o perigo. - Fez uma pausa meramente dramática.- Os caçadores conseguiram algumas pessoas, minha mulher é um exemplo, eles a mataram. – Falou Fred com voz calma.
- Meu pai também. – Completou Liam.
- Vocês vieram para culpar minha mãe? – Falou Sam, levantando rapidamente a cabeça.
- Você sabe que não Samantha. – Falou Fred.
- Mas parece que sim.
- Estamos apenas contando a história do círculo.
- Mas eu já sei. – Se levantou. – Minha irmã não precisa saber disso. Ela não tem dons.
- Você tem certeza?
- Tenho. – Ela parecia desconfiada.
- Então porque você não consegue penetrar na mente dela?
- Bem, talvez eu não queira.
- Samantha não minta para mim. – Fred falou.
- Eu já pesquisei. Alguns humanos podem ter adquirido “escudos” sem ter dons.
- Ela pode não ser uma de nós, mas ela é um escudo você reconhece isso.
- Sim, isso eu reconheço.
- Espera! Eu sou o que? – Deixo agora formar algo em minha cabeça sobre essa história sem pé nem cabeça. – O que essa história tem haver comigo e minha família? Isso não faz sentido algum.
- Não faz, mas é a realidade. – Fala Liam.
- Realidade? Vocês são loucos? Não tem cabimento cientifico.
- Mana, relaxa, você não tem que se preocupar com isso. - Falou calmamente, como se aquilo não fosse grandes coisas.


- Claro que sim. – Levanto. – Esse homem vem e fala essa história sem pé nem cabeça. Você cita nossa mãe e me chama de escudo. Meu presente pega fogo sem mais nem menos. Como você quer que eu relaxe?
- Mana. – Ela me olha. – Eles são dominadores de elementos, assim como eu e a mamãe. Liam domina fogo, Zayn domina fogo e terra, assim como Fred. Mamãe foi a pessoa do antigo círculo que se envolveu com um mero humano, no caso o nosso pai. Ela percebeu que eu ia ser uma dominadora assim que eu passei a penetrar na mente dela. Conseguia controlar todos ao meu redor, menos você. Mãe me falou que você poderia ser um escudo. - Respirou fundo. - Foi então que ela me contou toda a história. Contou-me que nossa família estava em perigo, então eu tinha que cuidar com meus poderes e ela com os dela. Você não percebeu de como a mamãe saia pouco de casa?

Concordo.

- Então ela não podia ser vista pelo o homem que não aceitou ela se apaixonar pelo nosso Pai. Contudo, alguém, alguém do próprio círculo contou o nosso paradeiro, foi assim que a mamãe morreu. Eu vi os caçadores a matando ela sabia que eles iam a matar. Ela apenas me pediu para me esconder. Foi o que eu fiz.

Olho para Samantha e dirijo o olhar para os outros que estavam sustentando essa história que mais parecia ter saindo de um livro de fantasia do que ser a verdade. Tento procurar maneira cientificas para isso poder realmente ser verdade. Só que mais uma vez, fico encurralada em minha própria crença.

Não tem como uma pessoa controlar um dos quatro elementos. É cientificamente e biologicamente impossível. Começo a pensar como minha irmã está sustentando essa loucura. Seus olhos imploram para eu acreditar nisso. As flores pegando fogo veem em minha mente.

Tento deixar minha mente viajar um pouco, a história em si faz sentido, se existe isso, a história tem nexo. Minha irmã não falaria essa besteira Se não fosse verdade. Mas a ciência...

- Você domina o que? – Eu simplesmente não acredito que estou me deixando acreditar nessa história.
- Ar – Sam sorri, acho que não acredita que eu não estou a chamando de louca.



- Você falou de penetrar a mente das pessoas como isso?
- Alguns dominadores conseguem habilidades, que são adquiridas pelo círculo. A minha, por exemplo, é ler a mentes das pessoas, consigo também confundi-las por alguns segundos.
- Sabiny, ela também é uma dominadora?
- Não ainda, eu não vi nenhum sinal. Ela é muito jovem, mas ela consegue ver o futuro.
- Mas provavelmente ela vai virar. – Fala Fred. – Sua mãe era muito poderosa, dominava três dos quatro elementos.
- Por que eu não domino nada?

Bem, se essa história for real, eu com certeza não sou dominadora. Provavelmente peguei os genes de meu pai. Não posso negar decepção. Maldita genética. Bem... Isso é culpa de meu DNA, não é?

- Talvez o papai passou genes normais para você.
- Eu tenho como virar?
- Talvez, mas muito complicado, raramente uma pessoa com mais de 15 anos vira dominador. – Fala Liam.
- Ah... – Eu talvez acreditasse naquilo, mas algo estava me incomodando, o fato de estarmos em perigo. - Mas eu ainda não entendi o que vocês querem comigo e minha família. – Falo.
- Queremos que você venha no campo com a gente. – Fred fala me olhando.
- Eu? Nem sou dominadora.
- Sim, você. – Fala Zayn irritado. – Você é a filha mais velha da Miranda. Você é a próxima vitima do Cody. Você é a mais parecida com sua mãe. Você é a pessoa que ele mais quer ver morta.
- Não precisa falar assim com a menina Zayn. – Fala Liam. – Tememos que você esteja mais em perigo do que suas irmãs.



- Desculpa. – Falo irritada olhando para Zayn. – Mas vocês não podem vir até minha casa falar milhares de coisas sem sentido, achando que vou largar minha família, pois acham que eu estou em perigo. Eu não posso deixar minhas irmãs, eu tenho uma vida.
- Cala boca SeuNome. – Grita minha irmã. – Eu já cresci, já tenho 15 anos e eu sei cuidar de mim. Papai consegue cuidar de Sabiny. Eu não vou deixar você correr perigo.
- Eu tenho que cuidar de vocês, mamãe ia querer isso.
- A mamãe não pediu nada para você. SeuNome você não tem cuidado de mim. Eu tenho cuidado de você. Eu sempre soube que você é a que mais corre perigo. Eu sei. Sabiny sabe, o papai sabe.
- O papai sabe?
- Ele sempre soube.
- Por que vocês nunca contaram para mim?
- Para você não se preocupar com coisa demais.
- Eu era a única que não sabia de nada?
- Sim...
- Eu, eu...
- Você sempre cuidou de mim e da Sabiny. Até do papai você cuida, mas esta na hora de você se cuidar. – Falou com lagrimas no rosto. – Não posso te perder.

Samantha me abraçou, fazia anos que ela não me abraçava. Seu abraço era choroso. Logo senti meu ombro ficar úmido. Apenas a puxei para para perto. Precisava protege-la.


Senti medo, pela primeira vez eu senti medo. Eu nem sabia o que era esse sentimento. Eu não podia sentir medo. Eu tinha minha família para cuidar. Não posso perder minha cabeça. Não posso. Minha dor de cabeça piora no instante que a porta abre.

- Encontrei o Louis hoje SeuNome, ele me falou que vocês tiveram um encontro... – Meu pai aparece na sala. Seu rosto que era iluminado se escurece assim que vê Fred. - Fred? 



- Tony, quanto tempo.
- O que estais fazendo? Aconteceu algo?
- Noticias que Cody está por perto.
- Cody... – Meu pai me olha e me abraça. – Faça o que for preciso.
- Queremos sua filha. Ela vai ficar mais segura.
- Claro. – Meu pai me olha. – SeuNome, meu amor, você precisa ir com o Fred vai ser mais seguro.
- Eu não posso, tem vocês... O Louis.

O Louis. Agora que eu consegui pensar em finalmente ter uma vida normal, essa bomba cai em cima de mim. Como vou falar isso para o Louis? Como? Eu o beijo hoje, dou esperança e agora eu iriei sumir sem mais nem menos?

- O Louis vai entender meu amor. Ele te ama. – Meu pai segurava as lagrimas.
- Pai eu...
- Filha, eu não vou suportar perder mais alguém.

Olho para os olhos de meu pai, depois olho para Sam que estava sentada chorando. Não poderia causar nenhuma dor para eles. Eu vou cuidar deles se estiver longe. Sinto uma coragem sem aviso prévio. O fogo que me fez beijar o Louis me faz falar a seguinte frase...

- Tudo bem, quando vamos?


Olá meus amorzinhos, estão bem? Então parte dois é o a última parte do capítulo quatro. Quero dizer umas coisas. Essa fic surgiu de um sonho meu onde Liam era um dominador de um dos quatro elementos e aquele sonho ficou na minha cabeça por dias. Foi então que uma noite, onde eu não conseguia dormir, resolvi colocar algumas coisas no papel. Foi bem complicado escrever, pois tive que abusar da criatividade. Já que sempre fui fã de histórias assim eu me divertia muito escrevendo essa história. Esse capítulo deu muito trabalho. Não queria escrever besteira, porque ele serve de base para o decorrer da trama. 
E mais uma coisa, um dos comentários foi que eu deveria fazer com pessoas desconhecidas. Meus amores, vocês imaginem como quiser os personagens. Eu usei as fotos da apresentação sendo aquelas pessoas, pois eu criei a história com base naquelas pessoas. Só que vocês tem o total direito e dever de imaginar como quiserem. Por exemplo, na minha versão "normal" o nome da SeuNome é Sky, eu adaptei para vocês se sentirem na história. Imaginem como vocês quiserem anjinhos.
Espero que gostem um pouco de viajar em um mundo maluco, onde a ciência não explica tudo não, mas para os que não são muito fãs, próximo capítulo é inteiro da SeuNome com o Louis <3 - eu shippo tanto eles, vocês não tem noção - acho que assim vou agradar todos.
A onde vocês acham que o Louis vai levar a nossa protagonista para jantar? Será que ele vai dar uma bola dentro ou uma bola fora? Façam suas apostas.




Cya Babys :*
- Aninha

31 comentários:

  1. Eu amo estórias assim. Acho legal "fugir" um pouco da realidade com uma série,uma fic ou um livro por exemplo. Continua logo,amei,beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, eu adoro conseguir fugir um pouco da realidade, obrigada <3

      Excluir
  2. ahhh continuua <3 A-M-A-N-D-O, curiosaa pakas pra saber se a 'SeuNome' domina algum elemento, e pra saber se o elemento q eu to pensado haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou soltar spoiler, mas já digo, a SeuNome é foda <3

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. C-O-N-T-I-N-U-A você é a melhor escritora que esse blog ja teve. Serio, te amo ♥ esta perfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MEU DEUS MELHOR ELOGIO QUE EU RECEBI EM TODA MINHA VIDA TO EM CHOROS MEU DEUS <3

      Excluir
  5. continua ta muito perfeita

    ResponderExcluir
  6. Eu to amando, mas bem que vc podia fazer caps maiores.
    Leticia M.

    ResponderExcluir
  7. Perfect! Sua fic me lembra percy Jackson, instrumentos mortais e saga crepúsculo! Hahah eu queria ter um sonho desses :P eu acho que..não sei fiquei em dúvida!
    Isa xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Percy minha vidinha <3 Eu sofri com esse sonho sdudhs

      Excluir
  8. Aiin meu god! Eu acho que vai ser uma bola dentro eles sao tao fofos. Gnt mas o Zazza ta muito mal humorado que issu jovem?! Bjus continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Zayn tem algo contra a SeuNome que olha icdsu <3

      Excluir
  9. Ai Aninha
    Vou esperar mais uma perfeição amanhã viu!

    ResponderExcluir
  10. Perfeito !!
    adoreiiiiii

    ResponderExcluir
  11. tuaaa fic e mt diva amei taa perfeita ta tudoooo

    ResponderExcluir
  12. To apaixonada pela sua fic...Continua flor <3

    ResponderExcluir
  13. Que fic perfeitaaa to amandoo :-))) continuaaa

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Caraa muito boa msm! Não ligo por ser surreal, fic é pra fugir da realidade msm kkkk serio ta perfeita demais, to xonas, sua diva ❤
    Bjs da Leh xx

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*