15 de junho de 2014

Mini Imagine - Dirty or Clean



MINI IMAGINE COM LOUIS TOMLINSON - PARTE 2/2CAPITULO ANTERIOR AQUI (CLICK)




~~amo essa foto amo esse homem

----

- posso correr esse risco? 
- na realidade eu adoraria que você corresse esse risco - colocou a mão na boca.

Sorri pra ela, que iria se afastar, porém segurei em sua cintura e fui a empurrando até a encostar na parede, ela estava um pouco nervosa, ela colocou as mãos em meus peito na tentativa de me afastar, porém as segurei e aproximei nossos rostos. Rocei nossos lábios mas não a beijei. 

- está fazendo tudo isso para me beijar? - ela sussurrou 
- você quer que eu te beije? - eu disse sem tirar a proximidade 
- eu... 
- quer? - pressionei seu corpo contra o meu 
- Louis - ela disse com a voz falha 
- quer que eu te beije? - sorriu 
- não quero que você me beije, eu preciso que você me beije 

Sorri pra ela, e logo selei nossos lábios, estava rezando mentalmente para que ninguém chegasse e atrapalhasse, e parecia que eu tinha sorte que por enquanto isso não havia acontecido.Ela rodeou meu pescoço com seus braços ficando na ponta dos pés, ri e abracei sua cintura sem parar o beijo. Paramos o beijo e ela me encarou com um sorriso. 

- o que foi isso? - ela perguntou 
- um beijo? - respondi em tom óbvio 
- idiota - ela riu - você entendeu 
- quis te beijar - dei de ombros - também não sei explicar

Ouvimos uma tosse falsa, olhamos para o lado e era o diretor, logo nos soltamos. 

- algum problema diretor? - perguntei 
- o que estão fazendo? - ele perguntou 
- nada - respondemos ao mesmo tempo  
- ergueu uma sobrancelha - sério? querem que eu acredito que dois jovens sozinhos não estavam fazendo nada? 
- bem, ainda estamos de roupa, então não é nada de errado - ela disse 

Eu fui obrigado a esconder o riso. 

- vocês me entenderam 
- vamos lá senhor Miles, não conte aos nossos pais ou nos coloque de castigo - eu disse - estamos no terceiro ano do colegial, as vezes é dificil de se segurar 
- okay, mas estou de olho nos dois, quero cada um em seu quarto 
- como assim? - ela questionou 
- esse final de semana não quero sonhar nos dois juntos 
- espero mesmo que não sonhe conosco - eu disse 
- sem gracinhas, estamos entendidos 

Ele saiu do refeitório e logo {seu nome} começou a rir. 

- por pouco - suspirei 
- está com medo do meu pai? ele é um doce - disse sarcástica 
- haha, engraçadinha - eu ri falso 
- sorriu 
- olhei para os lados - bem... já que ele saiu 
- Louis, vamos nos encrencar 
- me da só mais um beijo vai? 
- Lo... 
- por favor? - sorri 

Ela ficou em silêncio porque eu dificilmente sou "educado", e bem, eu tentei parecer o mais educado e amável possível.. 

- não - riu 
- sim - me aproximei 
- Louis nós vamos nos encrencar com o diretor 
- e quem liga - sorri 
A puxei e selei nossos lábios, ela riu e colocou a mão entre meus cabelos e eu pressionei seu corpo contra o meu. Paramos o beijo quando o ar se fez necessário, olhei para seus olhos azuis, a coisa mais bela que eu já posso ter visto em minha vida e... o que estou pensando? Estou parecendo um babaca apaixonadinho. 

- então... - ela disse - temos uma amizade... 
- com beneficios - completei e dei uma piscadela 
- agora - se desprendeu - vou fazer o que o diretor mandou - saiu andando 
- ah sério? 
- sério - se virou - mas amanhã eu apareço no seu quarto  pra vermos o jogo, e... a Inglaterra vai PERDER - riu 

Ela saiu andando e eu apenas ri. 
Passei minha mão pelos cabelos, ela é tão... doida, como posso gostar dela? Ela é linda, mas não gosto de ninguém por aparência... decidi deixar isso de lado, e fui até meu quarto, me deitei em minha cama e preferi assistir tv do que pensar... 


Dia Seguinte - 

Narrador P.O.V.

Estava um dia de calor, o jogo seria Itália X Inglaterra, a noite, Louis acordou tarde, tomou um bom banho, sentou-se na cama, pegou seu violão e enquanto o jogo não começava decidiu escrever alguma música pois se sentia inspirado. 
{Seu nome} acordou tarde também, tomou um longo banho, colocou um shorts e uma camiseta solta, afinal não havia praticamente ninguém no colégio, então não estava se importando muito. Deixou os cabelos soltos, depois de um tempo apenas enrolando em seu quarto, foi até o do Louis, tendo certeza que ninguém principalmente o diretor a vira. 
Ao chegar, ela abriu a porta e ele tocava violão e cantava. 

- but i don't care, i'm not scared of love, cause when i'm not with you i'm weaker, is that so wrong? Is it so wrong? that you make me strong.. 

Ele escreveu algo em um caderno, tossiu falso, ele logo a encarou, e colocou o violão no chão com cuidado. 

- está a quanto tempo aí? 
- acabei de chegar - sorriu
- então... 
- olhei para o relógio - o jogo começa em 10 minutos - sentou-se na cama ao seu lado 
- preciso achar minha camiseta da Inglaterra 
- pena que vai perder 
- você não é nem um pouco patriota? - se levantou 
- não sou da Inglaterra, meu irmão é, eu nasci no Brasil
- como assim? 
- sou adotada, Louis - riu
- ah, foi mal eu não sabia eu... 
- calma, só vivi no Brasil 3 anos, depois fui adotada então, isso não me afeta mais 
- estranho, na aparência - pegou a camiseta da gaveta - você é bem parecida com seu irmão, mas no jeito, graças, que não 
- ri - eles queriam alguém parecido com a família, pra não se sentir deslocado, tanto que foram até o Brasil  
- então você é outra que vai torcer pro Brasil - revirou os olhos 
- quem mais vai?
- Niall - tirou a camiseta - traidor - colocou a da Inglaterra 
- ou, apenas um garoto esperto 
- sentou-se ao seu lado - não - a encarou 
- peguei o controle e liguei a tv - hum... vai começar 

SEU NOME P.O.V. 

o jogo começou, Louis estava apreensivo, nem olhava pra mim, e isso me deixou apreensiva também, porque eu estava torcendo para Itália, o primeiro gol foi da Itália, eu gritei e ele quase me matou, porque não estava um pouco sério, e sim MUITO sério, algo que Louis nunca fica. 
Mas logo a Inglaterra fez um gol para amenizar a situação, o tempo foi se passando a Itália fez um novo gol, e assim fechou o placar. 

- ACABOU! E VOCÊ PERDEU! - gritei
- cala boca - disse sério e tirou a camiseta - que raiva, queria que a Inglaterra ganhasse 

Ele parecia uma criança revoltada, suas bochechas estavam levemente vermelha e seu cabelo bagunçado, mas eu não iria amenizar. 

- Mas não ganhou! - ri - perdedor 
- me encarou - eu sou perdedor? cala a boca 
- perdedor - repeti 

Logo ele me encarou, rapidamente ficou por cima de mim e segurou meus braços na cama impedindo que eu me mexesse, ele parecia nervoso. 

- repita - sussurrou em meu ouvido 
- perdedor - eu disse baixinho 

Ele olhou no fundo dos meus olhos e não pensei que Louis poderia ficar tão sério e com a aparência tão assustadora, ele roçou nossos lábios e logo me beijou, correspondi ao seu beijo, ele parou o mesmo e saiu de cima de mim rindo. 

- ficou assustada? 
- não - me sentei 
- olha, não era o que parecia 
- então parecia errado - cruzei os braços 
- pra você aprender a não brincar com um cara que teve a seleção que acabou de perder
- ainda vai ter outro jogo, idiota - me levantei 
- onde pensa que vai? - me segurou 
- pro meu quarto 
- ah, não acredito que vai ficar brava por isso - ele riu - vem aqui - me puxou 
- não estou brava 
- não queria te assustar, medrosa 
- ai, vai se ferrar - lhe dei um tapa de leve 
- riu - medrosa sim 
- Louis, me mostra a música que você estava escrevendo? - sorri 
- que? - se afastou - não, mesmo 
- por quê? 
- não vou cantar pra você 
- por quê? 
- porque não
- por quê? 
- revirou os olhos - para de perguntar "por quê?" - imitou uma voz horrivel de garota 
- vou embora então 
- ah, não vai 
- então para de ser um bichinha e me mostra a música 
- você sabe muito que eu não sou um bichinha - sorriu malicioso 
- mas está agindo feito um - sorri vitoriosa 
- revirou os olhos - okay - pegou o violão - mas ainda não terminei 
- sorri - tudo bem 

Ele se sentou na cama, e eu me sentei frente pra ele. 

- My hands
Your hands
Tied up
Like two ships

Ele tinha uma voz linda, eu mal piscava, ele ficava lindo cantando e tocando violão, nem parecia real...

Drifting
Weightless
Waves trying to break it
I’d do anything to save it
Why is it so hard to say it?
My heart
Your heart
Sit tight like bookends
Como eu nunca notei que ele tinha uma voz dessa? Como ninguém nunca notou a voz que ele tem..


- Pages
Between us
Written with no end
So many words were not saying
Don’t wanna wait till it’s gone
You make me strong
I’m sorry if I say, “I need you”
But I don’t care, I’m not scared of love
‘Cause when I’m not with you I’m weaker
Is that so wrong?
Is it so wrong? That you make me strong
Ele parou de tocar e me encarou... 

- meu Deus que vergonha - ele disse e logo riu - pode me zoar, sei que está se segurando para fazer isso. 
- não, eu não estou... Louis, você canta muito bem, uau - sorri 
- sério? está louca? 
- não - ri - você tem mais músicas? 
- tenho, mas não, não vou tocar ou cantar pra você
- revirei os olhos - mas sério, você canta bem 
- deixou o violão de lado - agora podemos parar de falar de mim né? sei que sou demais, mas não vamos exagerar - se gabou 
- ri - bobo 
- sério? bobo? você consegue me xingar de algo melhor que isso 
- foi a primeira coisa que me veio a cabeça 

Ele riu fazendo um sinal negativo com a cabeça e me puxou deixando-me por cima dele, olhei em seus olhos, ele sorriu e eu o beijei... 
Ficamos rindo, me levantei, eu iria embora, mas ele me chamou, me virei e ele estava parado, me encarou e abriu os braços, ri fazendo um sinal negativo com a cabeça e fui até ele o abraçando. 



2 meses depois - 

Acho que vou explodir... eu e Louis estamos levando essa "amizade com benefícios", escondidos do meu irmão, mas... que droga, acho que estou gostando de verdade do Louis, eu não queria, me odeio por isso, mas talvez gostar seja pouco pelo que eu estou sentindo... 

Eu estava sozinha em meu quarto, e logo a porta se abriu olhei para a mesma achando que era Louis porém... era meu irmão.

- algum problema? - perguntei 
- talvez - fechou a porta e puxou uma cadeira - queria saber - se sentou - se você tem mais algo além de amizade com o Louis
- não... por quê? 
- chegaram em mim, informações que não era bem isso 
- quem? Olha tem muitos fofoqueiros nesse colégio - voltei minha atenção para o livro 
- mas eu confio nessas informações - tirou o livro das minhas mãos - olhe em meus olhos e diga que não tem nada com aquele cara 
- eu... não tenho nada com ele, feliz agora? 
-não está convincente 
- por que se preocupa tanto? se eu tenho algo com ele ou não, o problema é só meu, não seu 
- isso quer dizer que tem 
- não, isso quer dizer que o que eu faço ou deixo de fazer é problema meu - tentei pegar o livro
- não, é problema meu também, você é minha irmã 
- talvez não tanto, afinal sou adotada 
- suspirou - esquece isso, a partir do dia que nossos pais adotaram você, é da família, é minha irmã, e está sob minha proteção, sob minhas barreiras, e ficar com esse cara quebra um pouco essas barreiras - disse sério 
- JJ, me deixa - eu disse - quero ter uma vida, minha, não viver sua sombra
- só quero te proteger 
- me proteger? ou simplesmente está incomodado que eu não seja mais uma de suas seguidoras babacas? 
- está ignorante comigo, está vendo o que aquele cara está fazendo com você? 
- nada, simplesmente nada! Eu sou assim
- fez um sinal negativo com a cabeça - precisa se afastar desse cara, somos irmãos e vamos nos tornar inimigos, porque quem anda com aquele cara com certeza não é meu amigo 
- por quê?! JJ, ele é só um cara, não vai mudar nada
- {seu nome} se afasta dele, é um idiota 
- você o empurrou da escada não é mesmo?
- hum? 
- quando vocês tinham 14 anos, você o empurrou não é mesmo?
- não! 
- está mentindo, está nos seus olhos 
- ficar com esse cara te torna uma.. suja, uma.. 
- vamos lá, você sabe xingar melhor que isso - ri - sujo ou limpo, eu gosto dele, e vou continuar sendo amiga dele 
- não vou xingar mais, porque é minha irmã... quer saber, fui eu, mas eu tinha 14 anos, queria só ferrar ele um pouco, mas não sonhava que ia machucar tanto, mas ele não é nenhum amor, ele já me humilhou muitas vezes sabia? 
- e você não revida sempre? 
- revido mas... 
- então... vocês são culpados, mas você o empurrou, ele não esqueceu isso
- suspirou - com tantos caras nesse colégio, você decide ter algo duradouro com esse? 
- dei de ombros - não posso fazer nada 
- que droga, é só se afastar dele, ande com os outros do bando dele, mas não com ele 
- não dá, ele é meu melhor amigo 
- DÁ PRA VOCÊ ME ESCUTAR?! EU ODEIO ESSE CARA NÃO QUERO VOCÊ COM ELE
 
- ISSO NÃO VAI MUDAR NADA 

Ele jogou meu livro no chão nervoso, e suspirou tentando se acostumar, eu odeio essa proteção possessiva que meu irmão tem sob mim. 

- Eu te amo, JJ, mas preciso ter uma vida 
- tudo bem, mas não SONHE em colocar esse cara um dia na nossa casa, tá legal? e por favor, evite andar com ele na minha frente 
- vou tentar... 
- se ele te magoar me diga, então eu mato ele - beijou minha testa 
- sorri - ele não vai fazer isso 

As coisas pareciam certas, porém a porta se abriu e logo Louis apareceu. Eles logo se encararam e, parecia que ia haver uma batalha no meu quarto... 

- o que esse cara tá fazendo aqui? 
- sou irmão dela - JJ respondeu 
- acho que não perguntei pra você 
- mas eu respondi por ela - sorriu sínico 
- já está de saída? 
- fico quanto tempo eu quiser, ela é minha irmã, não minha amiguinha que eu pego
- olha cala a sua boca, babaca 
- vem calar, Louis 
- se aproximou - pra você, é Tomlinson

Entrei no meio dos dois os afastando. 

- podem por favor parar com isso? se querem brigar, pra fora do meu quarto, porque isso não vai se tornar um ringue de batalha 
- pela minha irmã - encarou Louis sério - vou sair daqui, mas fique avisado que estou de olho em você, e se eu ver ela mal ou derrubando uma lágrima por você acabo com sua raça 
- não se preocupa, machuca-la ou magoa-la não é meu trabalho, porque não sou igual você 
- JJ suspirou - estamos entendidos - saiu do meu quarto 

Suspirei aliviada, pelo menos eles não se mataram no meu quarto. 

- o que ele veio fazer aqui? - Louis perguntou 
- conversar comigo 
- odeio esse cara - resmungou 
- eu sei, mas ele é meu irmão
- por que você é justamente irmã desse cara? 
- não sei - dei de ombros 
- eu... 
- estamos cheios de problemas ultimamente - abaixei o olhar - acho melhor pararmos com isso
- o que? por que? 
- eu gosto muito de você mas... 
- mas.. - resmungou
- hum? 
- é sempre sim, todos gostam muito de mim, porém tem o "mas", ai eles param de gostar de mim - abaixo o olhar - e com você não deve ser diferente
- adoraria que comigo fosse diferente, seria mais fácil simplesmente parar de gostar de você, mas eu não consigo eu simplesmente gosto de mais de você! 
- tudo bem - disse sarcástico - uma hora todos param
- Você não entende? Eu... eu não consigo parar de gostar de você, não consigo mesmo, porque... porque eu te amo

Louis logo olhou em meus olhos surpreso, eu iria me afastar porém ele me puxou e me beijou.

- também te amo - sussurrou 
- acho que não somos mais... 
- não, acho que você topa namorar comigo né? 
- ah, Louis, você é um cavalheiro - revirei os olhos 
- riu - não vou me ajoelhar nem ferrando 
- ri - eu sei, topo sim, idiota 
- como se você fosse uma princesa - me beijou 

Sorri e correspondi ao seu beijo. Somos dois idiotas, não muito românticos, mas eu prefiro assim... 


3 anos depois 


A fama chegou e bateu a porta de Louis, não só a dele mas de Niall, Harry, Liam e Zayn... One Direction, vamos lá não preciso nem ao menos explicar, qualquer conhece. 
Continuamos namorando, fiquei assustada, imaginando que seria impossível namora-lo, mas até que eu tento...e simplesmente não consigo deixa-lo.

Agora eu estou no aeroporto de Londres, esperando por Louis, ele disse que viria as 8 P.M., mas já são 9 P.M. e nenhum sinal dele, como sempre, ele nunca está no horário. Fiquei na lanchonete, pedi um refrigerante, já estava pensando em ir embora, na realidade... Mas queria esperar, afinal não o vejo a 3 meses...
Olhei na tv, e estavam falando da 1D, sorri ao vê-lo na tv. 



Louis estava demorando, eu odeio esperar, algumas garotas estavam surtando por vê-los na tv, sorri pra elas que cochichavam enquanto olhavam pra mim. 
Pelo menos eu, tenho uma boa aceitação das fãs. 

- elas se aproximaram - {seu nome} pode tirar uma foto conosco? - uma delas pediu 
- ah, claro - sorri - mas eu não sou famosa - ri 
- tudo bem - ela disse 

Me levantei e tirei foto com elas. Logo elas saíram animadas. 
Peguei minha bolsa, eu iria embora, mas logo ouvi alguém gritando meu nome, me virei e era Louis, ele largou sua mala e veio até mim, corri até ele e pulei nele o abraçando.



- senti sua falta - ele disse 
- eu também 

Olhei em seus olhos e o beijei... não consigo crer que depois de tanto tempo ele ainda me faz sentir apaixonada, sorri, e o abracei forte, e ele logo correspondeu. 

- ficamos um bom tempo separados - ele comentou 
- eu sei, você não tem ideia o quanto senti falta de você e suas piadas idiotas
- riu - vamos pra casa? 

Assenti, ele me abraçou de lado e fomos andando até o carro, ao chegar, Louis colocou a mala no porta malas, e foi dirigindo, porque eu não estava nem um pouco afim de dirigir.
Ele ligou o rádio, e começou a dirigir, ficamos em silêncio, eu apenas o encarava, depois de um tempo ele riu. 

- vai dizer algo ou ficar admirando minha beleza o tempo todo? 
- convencido - ri - só estava pensando.. como estão os garotos? 
- bem, mandaram um abraço pra você, na verdade foram beijos, mas não acho muito apropriado pra minha namorada - piscou 
- ri - ciumento, sua mãe ligou, disse pra depois irmos lá 
- ah, vamos semana que vem, estou cansado e preciso mesmo, passar um tempo só com você 
- então você precisa, e não quer? 
- riu - não tente me deixar sem resposta 

Fomos conversando até chegar em casa, quando chegamos ele pegou sua mala, fomos até o quarto, ele tomou um banho, estava estranhando, ele estava agindo muito normalmente. 

- amor - ele disse saindo do banheiro secando os cabelos
- uau, qual o milagre? - ri 
- haha - riu falso - trouxe algo pra você, está na minha mala 

Fui até sua mala, abri a mesma, e havia um pacote, peguei o mesmo, primeiro havia vários cartões postais dos lugares que ele visitou, me sentei na cama, e fiquei vendo, porque ele sabe, eu amo cartões postais, porém havia outro, peguei o mesmo, e era uma lingerie. 

- o encarei - você não vale nada 
- veste? preciso ver se fica bom em você - piscou 
- ótima desculpa, mas não colou 
- por favor? 

Revirei os olhos e peguei a mesma, fui até o banheiro, coloquei a mesma, que era de fato bem bonita, fui até o quarto e ele estava de costas pra mim. 

- o que achou? (here
- se virou - uau, achei que... ficou muito bom - sorriu - muito bom mesmo 
- Louis meu rosto não fica nos meus peitos - ri 
- mas não dá pra olhar bem no seu rosto agora 
- pervertido 
- sorriu 
- agora que você já viu como fica, vou tirar 
- não, pode deixar que eu faço isso por você -se aproximou - senti muito sua falta - olhei em meus olhos 
- eu também - eu disse 

Nos encaramos por alguns segundos e logo ele me beijou, ele usava apenas um shorts, deixando seu peitoral a mostra, ele me levou até a cama, me deixando na mesma, ficou por cima de mim

, beijou meus lábios, até meu rosto, descendo até meu pescoço, fechei meus olhos sentindo seus lábios distribuírem beijos pelo meu pescoço, descendo pelos meus seios, minha barriga, meu corpo inteiro. Ele foi até o fecho do meu sutiã e o tirou delicadamente, olhou em meus olhos e sorriu, me beijou novamente, e jogou meu sutiã em qualquer lugar, o ajudei a tirar sua bermuda, logo ele procurou uma camisinha na gaveta e achou, alisou minhas coxas as apertando de leve, puxou meu cabelo pra trás e mordeu meu queixo. 

- Louis para de me torturar 
- é divertido - sorriu 

Fiquei por cima dele, e beijei todo seu peitoral, e seu pescoço, ele ficou arrepiado, afinal esse é seu ponto fraco, logo ele tornou a ficar por cima de mim, tirou minha calcinha e sua box, beijou meus lábios e sem avisos, o senti dentro de mim, fechei meus olhos e sussurrei seu nome, ele acelerou cada vez mais os movimentos, enquanto eu arranhava suas costas, ele disse meu nome baixinho e me olhou nos olhos, o beijei, e ele acelerava cada vez mais, depois ele foi desacelerando e... chegamos a ápice... 
Ele caiu do meu lado, enquanto tentávamos recuperar o fôlego, me deitei em seu peitoral, ouvindo seu coração acelerado, fechei meus olhos e o senti acariciar meus cabelos, ele puxou uma conversa e nos cobriu. 

- eu te amo - sussurrou 
- eu também... te amo - eu disse.



FIM --- 


-----------------------------------------------------------------------------------------------------



CABOOOU! Eu ia postar mais cedo, só que eu estava vendo o jogo (ITALIA GANHOU CHUPA LOUIS SEU OTARIO, mentira te amo minha bichinha <3) e sim eu acordei tarde, na realidade acordei 13:00, mas fiquei tirando sonecas ~~preguiçosa... bem espero que tenham gostado do capitulo, fiz um hot pequeno pq eu queria um capitulo mais fofo, mas digam ideias, peçam mini imagines de um ou dois capitulos que eu faço ;) beijo meus amores. - mi xoxo


fiquem com a definição da one direction por Louis Tomlinson 




23 comentários:

  1. Aaaaaaaaaaaaah que fic perfeitaaaa 1° a melhor q ja li u.u 2° super interresante podia ter 30 mil cap eu iria ler :v , 3° porcausa d voce acho q virei mrs tomlinson ._. kkkkkk ,e amei o seu chupa louis kkkkkkkkkk ele é uma bichinha dlç u.u kkkkkk beijoos e continue assim vc escreve mt bem <3 ~~sandy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. heuaaeh own obg amor <3
      eu sou haha então se por um acaso vc virou se prepare pq os feels são num nivel de acabar com tua vida pois é ehuaeah

      Excluir
  2. pqp é dificil eu gostar de mini imagines, mas esse achei incrivel, quero outros haha <3

    ResponderExcluir
  3. Ahhhhhh ameii mtoooo! Cara foi per-fect! Haha te amo meu Louis bichinha haha amei desde o começo!!
    ~Raquel Ribeiro~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeeeu <3
      louis uma bichinha u.u mas nossa bichinha haha

      Excluir
  4. :3 ownn!! Amri eese imagine!!♥( e sou Mrs. Tomlinson!!♥) Psé, faiz mais imagines/minis pf pf!!♥
    Bjkas!! xxIza!♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obg .. vou tentar more *u*
      AAH EU TBM :v hueahe

      Excluir
  5. Oh ameii,muito boa, vc escreve super bem, queria que vc fizesse uma com o Zayn ou o Liam please baby ^^

    ResponderExcluir
  6. Awnnnn que lindoo! Tá perfeito Mi divaa amei demais! ♡♡♡
    Isa xx

    ResponderExcluir
  7. Aw que perfeito ♥
    Mais...pera... Por que ela é uma "heartbreaker"????
    Fico Divo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ela tinha essa fama pq tipo machucava os outros sem querer e etc.. acho q n deixei bem explicado foi mal kk
      obg more

      Excluir
  8. PUTA MERDA OUTRO IMAGINE PFTO

    ResponderExcluir
  9. perfeitoo!! sou Mrs. Tomlinson!! vc escreve mto bem!!! parabéns, flor!!

    ResponderExcluir
  10. Amei, mas tem um problema na página de imagines, está falando que é com o Niall, e quando clica para ler é do Louis, só queria avisar mesmo, pra arrumar, mas de resto tá ótimo, como já disseram antes, poderia ter 30 capitulos que eu iria ler todos, parabéns, mt lindo e fofo. Continue assim, bjs s2

    ResponderExcluir

Não saia sem comentar. Dê sua opinião!!! Malikisses *-*